BlogBlogs.Com.Br

n

Glitter Photos

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) blogueira (o),
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto,será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes , experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos .
Se você leu ,experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog ,ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente,assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo,por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog,não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu ,que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem- vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009
Image Hosted by ImageShack.us

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

CATIVA-ME

Glitter Photos

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

sexta-feira, maio 11, 2012

Abolição dos escravos>Conteúdo> Várias atividades> 11/05/12


Abolição dos escravos

Colegas do ensino infantil:
Agradeço imensamente as visitas diárias que estão fazendo ao Linguagem.
Acessem também o outro blog Linguagem de projetos. Vocês encontrarão por lá sugestões referentes a vários temas,inclusive datas comemorativas.
Resolvi postar mais sobre datas comemorativas para ajudá-las nas atividades.
Procuro trazer conteúdos, de forma lúdica e adequadas para os pequenos alunos,além de atividades artísticas.
Embora em cima da hora, trouxe algumas postagens sobre o dia 13 de maio.
Visitem este blog, pois aqui só estou divulgando alguns exemplos.



■Pensar a abolição da escravidão no Brasil como um longo processo de luta.

■Refletir e posicionar-se diante da causa negra nos dias atuais.






Mais conhecimentos e conteúdo aqui:

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/abolicao-da-escravatura-no-brasil/abolicao-da-escravatura-no-brasil-3.php

A travessia do Atlântico: o trafico de escravos africanos


Compreender a diversidade étnica, cultural e regional dos escravos capturados pelos traficantes europeus no continente africano.
Analisar as precárias condições da travessia do Atlântico nos navios negreiros, pelos escravos africanos.
Identificar formas de luta e de resistência dos trabalhadores africanos ao sistema escravista no Brasil.

Aula completa aqui:
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=8518


Contando a história....
Os primeiros escravizados no Brasil foram os índios, que já moravam aqui antes do descobrimento. Eles trabalhavam na época do pau-brasil e no início das plantações de cana-de-açúcar. Porém, os indígenas eram muito hostis, fugiam das fazendas e atacavam os portugueses. Então, pouca a pouco chegavam ao Brasil negros vindos da África, trazidos por Portugal para trabalhar nas lavouras de cana-de-açúcar.
O comércio de escravos já acontecia há um tempão, mas foi só em 1559 que a Coroa Portuguesa deu autorização para que cada senhor de engenho comprasse, no máximo, 120 negros por ano.
Os escravos vindos da África eram adquiridos por escambo. Mas o que é escambo? Você não troca uma figurinha por outra? O escambo é isso! Só que os negros eram trocados, principalmente, por fumo ou aguardente. Já pensou que chato, ser trocado por cachaça?
Os negros não tinham escolha. Não tinham opinião. Nada podiam decidir. Tratados como mercadoria, eles eram comprados, vendidos e negociados... assim, como se fossem um cacho de bananas. Custava mais caro o negro homem, forte e jovem. Os idosos, as crianças e as mulheres não eram poupados, só eram mais baratos.
Pior que isso era a forma como os escravos vinham para o Brasil. Isso é, quando chegavam vivos... Você conhece o Oceano Atlântico? É aquele marzão que separa o Brasil da África. Dá para imaginar os pobres escravos trancafiados e amontoados no porão de um navio, atravessando esse oceano durante meses, comendo coisas horríveis e contraindo doenças? A cada 100 negros, 40 morriam antes de chegar aqui.
E os pobres nem adivinhavam que o pior ainda estava por vir, em terra firme.
Quilombos
Quilombo é aquilo que se forma quando a gente bate em algum lugar e fica inchado? Não!!! Os quilombos eram vilas e acampamentos formados pelos escravos que fugiam, lugares bem escondidos, longe dos brancos e em regiões de difícil acesso.
Os habitantes que viviam nos quilombos eram chamados de quilombolas. Estranho, não? Mas não seria tão estranho assim se falássemos tupi: quilombola vem do tupi "canhambora", que significa "aquele que costuma fugir". E olhe como os quilombolas eram organizados: todos cuidavam da terra, plantavam e criavam animais, e a comida era repartida entre todos. Uma vida bem diferente da realidade das senzalas e palhoças (casas de palha).
O quilombo mais importante foi o de Palmares, que ficava entre Alagoas e Pernambuco. Poderíamos até dizer "quilombão", já que Palmares chegou a abrigar 20 mil habitantes!
Você já ouviu falar de Zumbi e Ganga Zumba? Ganga Zumba foi o primeiro grande líder. Em 1678, ele abandonou Palmares depois de um acordo feito com o governador de Pernambuco, Aires de Souza e Castro, que cedia outras terras e liberdade apenas para os nascidos no quilombo.
Os que não concordaram com ele continuaram em Palmares, sob o comando de Zumbi, seu líder mais importante. Negro alto, forte e muito corajoso, Zumbi lutou até a morte para defender a comunidade e a liberdade dos negros. Traído por Antônio Soares, seu amigo de confiança, Zumbi foi encontrado em seu esconderijo e morto em 1695.
Sabe quanto tempo Palmares durou? Ele foi criado em por volta de 1590, e destruído em 1694 por tropas de Domingos Jorge Velho. E então, fez as contas? Mais de 100 anos!!!
Além de fugir e formar quilombos, os negros também resistiam preservando suas tradições...
Finalmente! No dia 13 de maio de 1888 a Princesa Isabel Cristina Leopoldina Augusta Micaela Gabriela Rafaela Gonzaga de Orleans (ufa!), mais conhecida como Princesa Isabel, assinou a lei Áurea, que aboliu definitivamente a escravidão no Brasil. Áurea siginifica coberta de ouro, e também pode ser uma coisa linda, magnífica. Bonito, não?
Mas não pense que a grande "heroína" da história foi a Princesa Isabel. A lei Áurea foi uma conquista do povo, principalmente dos abolicionistas, e dos próprios escravos, que tiveram muita coragem para combater uma realidade tão dura.
E depois disso? O que aconteceu com os negros? Essa é uma longa história de lutas e preconceito, que ainda não terminou. Até hoje, no Brasil, os negros são discriminados pela cor da pele: a grande maioria da população pobre é negra,não tem acesso a boas escolas, tem salários menores e enfrenta dificuldades até para arranjar empregos melhores.
Mas como você já sabe, não importa a cor da pele! Todos temos direito a uma vida decente e feliz. Assim como os negros que se rebelaram nas senzalas, nós também não podemos cruzar os braços diante dessa injustiça. E a melhor coisa que cada um pode fazer é: respeitar e valorizar as diferenças.







Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios