BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto,será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes , experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos .
Se você leu ,experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog ,ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente,assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo,por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog,não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu ,que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem- vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
OBRIGADA!
VOLTEM SEMPRE!

sexta-feira, agosto 17, 2012

Menina bonita do laço de fita> 17/08/12

AUTOIMAGEM POSITIVA:
VER COM OS OLHOS DE DENTRO


  O que o aluno poderá aprender com esta aula
1.Identificar comportamentos inadequados à convivência em grupo;
2.Descobrir que uma auto-imagem positiva favorece a convivência em grupo e auxilia a desenvolver o respeito às diferenças individuais;
3.Perceber que as particularidades de cada indivíduo podem promover uma autoimagem positiva;
4.Reconhecer e respeitar as diferenças individuais em sala de aula.
Duração das atividades
2 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
É importante trabalhar com os/as alunos/as o conceito de autoimagem positiva, ou seja, sentimento de aceitação e respeito da própria pessoa por si mesma, incluindo suas qualidades e falhas ou limitações, aspectos inerentes a todo ser humano.
Estratégias e recursos da aula
Atividade 1: (1ª aula de 50 minutos)
Livro: “Menina bonita do laço de fita"


MENINA BONITA LAÇO DE FITA 3


A) Contar a história: “Menina bonita do laço de fita”.
MENINA BONITA DO LAÇO DE FITA
(Ana Maria Machado)
Era uma vez uma menina linda, linda.
Os olhos pareciam duas azeitonas pretas brilhantes, os cabelos enroladinhos e bem negros.
A pele era escura e lustrosa, que nem o pelo da pantera negra na chuva.
Ainda por cima, a mãe gostava de fazer trancinhas no cabelo dela e enfeitar com laços de fita coloridas.
Ela ficava parecendo uma princesa das terras da África, ou uma fada do Reino do Luar.
E, havia um coelho bem branquinho, com olhos vermelhos e focinho nervoso sempre tremelicando.
O coelho achava a menina a pessoa mais linda que ele tinha visto na vida.
E pensava:
- Ah, quando eu casar quero ter uma filha pretinha e linda que nem ela...
Por isso, um dia ele foi até a casa da menina e perguntou:
- Menina bonita do laço de fita, qual é o teu segredo para ser tão pretinha?
A menina não sabia, mas inventou:
- Ah, deve ser porque eu caí na tinta preta quando era pequenina...
O coelho saiu dali, procurou uma lata de tinta preta e tomou banho nela. Ficou bem negro, todo contente. Mas aí veio uma chuva e lavou todo aquele pretume, ele ficou branco outra vez.
Então ele voltou lá na casa da menina e perguntou outra vez:
- Menina bonita do laço de fita, qual é o seu segredo para ser tão pretinha?
A menina não sabia, mas inventou:
- Ah, deve ser porque eu tomei muito café quando era pequenina.
O coelho saiu dali e tomou tanto café que perdeu o sono e passou a noite toda fazendo xixi. Mas não ficou nada preto.
- Menina bonita do laço de fita, qual o teu segredo para ser tão pretinha?
A menina não sabia, mas inventou:
- Ah, deve ser porque eu comi muita jabuticaba quando era pequenina.
O coelho saiu dali e se empanturrou de jabuticaba até ficar pesadão, sem conseguir sair do lugar.
 O máximo que conseguiu foi fazer muito cocozinho preto e redondo feito jabuticaba. Mas não ficou nada preto.
Então ele voltou lá na casa da menina e perguntou outra vez:
- Menina bonita do laço de fita, qual é teu segredo pra ser tão pretinha?
A menina não sabia e... Já ia inventando outra coisa, uma história de feijoada, quando a mãe dela que era uma mulata linda e risonha, resolveu se meter e disse:
- Artes de uma avó preta que ela tinha...
Aí o coelho, que era bobinho, mas nem tanto, viu que a mãe da menina devia estar mesmo dizendo a verdade, porque a gente se parece sempre é com os pais, os tios, os avós e até com os parentes tortos.
E se ele queria ter uma filha pretinha e linda que nem a menina, tinha era que procurar uma coelha preta para casar.
Não precisou procurar muito.
Logo encontrou uma coelhinha escura como a noite, que achava aquele coelho branco uma graça.
Foram namorando, casando e tiveram uma ninhada de filhotes, que coelho quando desanda a ter filhote não para mais!
Tinha coelhos de todas as cores: branco, branco malhado de preto, preto malhado de branco e até uma coelha bem pretinha.
 Já se sabe, afilhada da tal menina bonita que morava na casa ao lado.
E quando a coelhinha saía de laço colorido no pescoço sempre encontrava alguém que perguntava:
- Coelha bonita do laço de fita, qual é o t eu segredo para ser tã o pretinha?
E ela respondia:
- Conselhos da mãe da minha madrinha...
B) Pedir aos/as alunos/as que respondam individualmente às seguintes questões:
1) Se você fosse “a menina bonita do laço de fita” o que responderia ao coelho quando ele lhe perguntasse qual o segredo de ser tão pretinha?
2) Por que você acha que o coelho estava tão interessado na cor da menina?
C) Propor aos alunos que escrevam um texto com o seguinte título: “Menino bonito chamado...”(para os meninos) ou “Menina bonita chamada...” (para as meninas), no qual eles deverão responder à seguinte pergunta: Qual o segredo de você ser tão bonito/a?
D) Cada criança deverá relatar no texto como ela é, falar de suas características físicas, bem como de características de sua personalidade.
Ao final, cada criança ilustrará seu texto com um desenho.
E) Socializar dois ou três textos (pedir aos próprios alunos que leiam e apresentem suas produções).
Expor todos os trabalhos dos/as alunos/as no mural da sala.
Tarefa de casa:
Solicitar aos/as alunos/as que investiguem junto à família com quem a criança se parece tanto fisicamente, quanto nas questões relacionadas à personalidade. Na próxima aula, os/as alunos/as deverão levar fotos deles próprios e dos respectivos familiares.
Atividade 2 (2ª Aula de 50 minutos):
A) Retomar a história “Menina bonita do laço de fita”.
 Verificar se alguma criança gostaria de apresentar o texto produzido na aula anterior.
B) No segundo momento, os alunos deverão socializar as fotos que trouxeram de casa, apresentar seus familiares por meio do material e justificar as razões de tais escolhas.
C) Dividir a turma em quatro sub-grupos para que os alunos montem um painel com as fotos, sendo que cada foto deverá conter uma nota explicativa, como por exemplo: Marcela (nome da criança), Marta (nome da madrinha).
Marcela e Marta têm o cabelo encaracolado.
Ou ainda: Marcela (nome da criança), Marta (nome da Madrinha). Marcela e Marta gostam de cantar.
D) Discutir com os/as alunos/as sobre as características de cada um/a identificadas e ilustradas por meio das fotos.
Observar se existem características semelhantes também entre colegas de sala.
Nesse momento, é imprescindível que o/a aluno/a reflita sobre as características de cada colega da sala e perceba a riqueza presente na diversidade humana.
O/a professor/a, enquanto mediador/a das discussões, deverá propiciar a valorização das características e potencialidades de cada criança, com o intuito de contribuir com a construção de uma auto-imagem positiva.
Além disso, espera-se que a reflexão final colabore com a mudança do olhar das crianças sobre si mesmas e sobre o outro.
Recursos Complementares
Referência Bibliográfica:
MACHADO, Ana Maria. Menina bonita do laço de fita. 7 ed. São Paulo: Ática, 2000.(Coleção Barquinho de Papel)
BRANDEN, N. Auto-estima e os seis pilares. São Paulo: Saraiva, 1997.
Avaliação
A avaliação deverá ser contínua, processual, diagnóstica.
 Ao/a professor/a cabe perceber como lida com as diferenças individuais na sala de aula e o quanto tem colaborado com a construção de uma auto-imagem positiva dos/as alunos/as.
Auto-avaliação dos/as alunos/as (oral ou por escrito): Os alunos deverão refletir e registrar o que aprenderam em relação ao respeito às diferenças individuais.
Avaliação dos/as alunos/as pelo/a professor/a:
O/a professor/a observará o envolvimento e a participação dos/as alunos/as nas reflexões, discussões e nas produções de texto e do painel.
Verificar o respeito aos momentos de fala e escuta e às opiniões dos/as colegas.




Mais  sugestões da menina  bonita
Cada um tem um jeito: desenvolvendo o respeito à diversidade racial - UCA


Negro, sim! Por que não? – reconhecendo a si mesmo e a diversidade racial através da Literatura Infantil.



Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios