BlogBlogs.Com.Br

n

Glitter Photos
Glitter Photos

Agradecendo aos céus...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
OBRIGADA!
VOLTEM SEMPRE!

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) blogueira (o),
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto,será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes , experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos .
Se você leu ,experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog ,ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente,assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo,por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog,não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu ,que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem- vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

CATIVA-ME

Glitter Photos

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

quinta-feira, outubro 04, 2012

O cabelo de Lelê >Literatura afro-brasileira>Aulas sugestivas>03/10/12



O Cabelo de Lelê
Autor: Belém, Valéria
Editora: Nacional
Lelê não gosta do que vê.- De onde vêm tantos cachinhos?, ela vive a se perguntar.
E essa resposta ela encontra num livro, em que descobre sua história e a beleza da herança africana.



Ordenação e sequência na linguagem escrita

Interpretar a história "  O sabelo  de Lelê ", de Valéria Belém Elaborar, lida pela professora.
Criar uma outra história envolvendo a personagem Lelê.
Dramatizar a história criada pela turma.
Duração das atividades
Três tempos durante três dias da semana.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Ler e interpretar histórias
Opinar sobre a história contada
Ter criatividade em elaborar outra história a partir da que foi apresentada
Ter desenvoltura ao dramatizar a história
Estratégias e recursos da aula
1ª atividade:
A professora propõe à turma uma contação de historia do livro: “O cabelos de Lelê ” , de Valéria Belém - Editora Nacional.
Os alunos deverão sentar-se em roda para ouvir a história que a professora contará.
Após a contação da história, a professora fará algumas indagações à turma, que por sua vez responderá de maneira informal as seguintes questões:
Como é o cabelo de Lelê?
Quais são as características principais de Lelê?
Por que Lelê apresenta tais características?
Qual será a razão de Lelê apresentar tais características?
 Na sala de aula existe algum colega que apresente tais características? Justifique sua resposta.
Após as indagações a professora dividirá a turma em quatro grupos com cinco componentes cada, distribuirá uma peruca preta e crespa, uma bola de isopor do tamanho de um a cabeça infantil, pente, escova de cabelos e enfeites.
Solicitará que os grupos de maneira lúdica experimentem explorar os cabelos de Lelê.
2ª atividade:
Após a brincadeira, a professora solicitará aos alunos que elaborem um texto contando da Lelê criada por cada um deles, de forma individual e com ilustração em uma folha de caderno meia pauta.
No segundo momento, a professora pedirá que os alunos oralmente, criem outra história de Lelê, obedecendo a ordenação e seqüência dos fatos ( começo, meio e fim ).
Enquanto cada aluno narra partes da história, a professora fará o registro em um blocão, na posição de escriba da turma, no momento.
3ª atividade:
Após a história devidamente registrada, a professora fará a proposta de que a turma realize a dramatização da história elaborada por eles no blocão.
 Para que haja a dramatização, a professora solicitará que a turma seja dividida em quatro grupos com cinco componentes cada, com a finalidade de, fazer a escolha dos personagens e suas falas, através de um sorteio.
Realizado o sorteio, será feita a escolha do título da peça a ser dramatizada.
Para a dramatização, a professora fará a proposta que cada grupo assuma uma das seguintes tarefas : cenário, figurino, tempo de ensaio e elaboração do convite divertido para as outras turmas assistirem à peça..

Recursos Complementares
Recursos:
Peruca preta.
Bola de isopor.
Adereços de cabelo.
Escova e pente para cabelos.
Folha de papel pardo.
Pilot.
Papel crepom.
Cartolina.
Folha de papel laminado.
Folha de caderno meia pauta.

Recursos Complementares:
www.scielo.br/scielo.php?script=sci-arttext...
A Avaliação
Exposição dos novos textos com ilustrações no mural da turma
Dramatização da peça criada pela turma
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=20074

CONTRIBUIÇÕES AFRODESCENDENTES
■Conhecer as influências culturais afrodescendentes;
■ Valorizar a cultura afrodescendente;
■ Construir a relação do passado – presente – futuro;
■Apontar diferenças e semelhanças;
■Participar de uma manifestação afrodescendente.
Duração das atividades
Cinco aulas com duração de 50 minutos cada.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Ter noções básicas de temporalidade- ontem, hoje e amanhã.
Estratégias e recursos da aula
1ª atividade
A professora inicia a aula lendo e apresentando o livro “O cabelo de Lelê” da autora Valéria Belem; IBEP/NACIONAL.
 Explora a capa do livro, pergunta qual a ideia que eles têm sobre o livro.
 Professora aproveite esse momento para perceber quais informações e conceitos que eles têm acerca do tema.
2ª atividade
Cada criança escolhe uma dessas carinhas, recorta e cola em uma folha de papel A4 e completa o desenho do seu corpo.
Depois cada criança registra na própria folha como se sentem com “O cabelo de Lelê”
3ª atividade
A professora conversa com eles sobre a influência africana no Brasil.
Faz uma listagem sobre o que eles identificam enquanto herança africana:
1. Manifestações culturais
2. Alimentação
3. Palavras
4. Religião
Escolhe com a classe dois aspectos citados acima para pesquisarem e assim conhecerem mais sobre o tema em questão:
4ª atividade
A professora faz uma pesquisa inicial apresentando à classe algumas palavras de origem africana próximas do vocabulário das crianças.
Depois divide a turma em grupos e cada grupo fica responsável por um grupo de letras que deverão pesquisar e trazer para a sala de aula as palavras e seus respectivos significados.
Segue exemplo para iniciar o trabalho.
GLOSSÁRIO DE PALAVRAS DE ORIGEM AFRICANAS
PALAVRA       SIGNIFICADO                            ILUSTRAÇÃO
A - AGOGO     Instrumento musical
B - BAOBÁ      Árvore com um tronco enorme
C – CAFUNÉ   Carinho, afago
D – DENGO     Manha, birra
E -
F -
Até o final.... Z -
A professora deve ficar atenta, pois possivelmente algumas palavras trazidas podem não ter uma ilustração cabível.
5ª atividade
Outra vertente de pesquisa são as manifestações culturais, foi escolhido o maracatu para que os alunos possam aprofundar seus conhecimentos.
A professora lê para a classe o texto informativo a seguir e explora as palavras desconhecidas.
Segue uma adaptação feita pela professora Glória Maria de Oliveira do texto extraído da Wikipédia, a enciclopédia livre.

MARACATU

Nação Maracatu é uma manifestação cultural da música folclórica pernambucana afro-brasileira. É formada por uma percussão que acompanha um cortejo real.
Surgiu em meados do século XVIII.
Inicia com o Porta-estandarte, que conduz o estandarte.
 Atrás, vêm as Damas do Paço, no máximo duas, e que carregam as Calungas.
 Depois das Damas do Paço segue a corte: Duque e Duquesa, Príncipe e Princesa e um Embaixador.
A corte abre alas para o Rei e a Rainha, que trazem coroas douradas e vestem mantos de veludo bordados e enfeitados com arminho.
Nas mãos trazem pequenas espadas e cetros reais.
O Rei é coberto por um grande pálio encimado por uma esfera ou uma lua, transportado pelo Escravo que o gira entre suas mãos, lembrando o movimento da Terra.
 O uso deste tipo de guarda-sol é costume árabe, ainda hoje presente em certas regiões africanas.
A orquestra do Maracatu Nação é composta apenas por instrumentos de percussão: vários tambores grandes (alfaias), caixas e taróis, ganzás e um gonguê (metalofone de uma ou duas campânulas, percutidas por uma vareta de metal).
Hoje em dia, se usa os agbes ou xequerês (instrumento confeccionado com uma cabaça e uma saia de contas).
O Mestre de Toadas "puxa" os cantos, e o coro responde.
As baianas têm a responsabilidade de cantar, outras vezes, são os caboclos, mas todos os dançarinos também podem participar.
O Maracatu se distingue das outras danças dramáticas e das danças negras em geral pela sua coreografia. Balizas e Caboclos dançam todo o cortejo.
Baianas e Damas do Paço têm coreografias especiais.
Todos os outros se movimentam mais discretamente. Caboclos e Guias fazem muitas acrobacias, que parecem com os passos dos frevos de carnavalescos.
Cortejo
Os cortejos de maracatu são uma tentativa de refletir as antigas cortes africanas, que ao serem conquistados e vendidos como escravos trouxeram suas raízes e mantiveram seus títulos de nobreza, para o Brasil.
O Cortejo é composto por uma bandeira ou estandarte abrindo as alas.
Logo atrás segue a dama de paço, que carrega a mística Calunga.
 Atrás dela seguem as baianas e pouco depois a corte e o rei a rainha dos maracatus.
O titulo de rei e rainha são passados de forma hereditária.
Essa ala representa a nobreza da Nação.
De cada lado seguem as escravas ou catirinas, normalmente jovens, que usam vestimentas de chitão.
Mantendo o ritmo do desfile seguem os batuqueiros.
Os instrumentos são diversos, alfaias, que são tambores, caixas ou taróis, ganzás e ABs, esse conduzidos de por mulheres que vão a frente desse grupo e que fazem do seu toque um show a parte.
As personagens que compõem o cortejo são os seguintes:
1. Porta-estandarte, que leva o estandarte; este contém, basicamente, o nome da agremiação, uma figura que o represente e o ano que foi criada.
2. Dama do paço, mulher que leva em uma das mãos a calunga;
3. Rei e rainha, as figuras mais importantes do cortejo, e é por sua coroação que tudo é feito.
4. Vassalo, um escravo que leva o PALIO (guarda-sol que protege os reis).
5. Figuras da corte: príncipes, ministros, embaixadores, etc.
6. Damas da corte, senhoras ricas que não possuem título nobiliárquicos.
7. Yabás, mais conhecidas como baianas, que são escravas.
8. Batuqueiros, que animam o cortejo, tocando vários instrumentos, como caixas de guerra, alfaias (tambores), gonguê, xequerês, maracás, etc.
Atualmente são mais de 50 grupos de Maracatu espalhados por todo o Brasil.
6ª atividade
A professora apresenta para a turma alguns vídeos de grupos de maracatu.
7ª atividade
A professora organiza a turma em grupos e cada grupo fica responsável pela ilustração de um cortejo de maracatu.
8ª atividade
A turma confecciona as fantasias e realiza um cortejo de maracatu pela escola.
Esta atividade pode ser em conjunto com os professores de artes, música e educação física.
Caso seja possível seria muito interessante levar até a escola um grupo de maracatu.
Caso contrário, os próprios alunos podem confeccionar alguns instrumentos e fazer o cortejo ao som de uma música de maracatu gravada.
Recursos Complementares
O cabelo de Lelê; Valéria Belem; IBEP/NACIONAL
Maracatu; Coleção lembranças africanas; Sonia Rosa; Editora Pallas
Aula: A África sendo conhecida pelas crianças:
Avaliação
Observar se no decorrer das propostas os alunos mostraram-se interessados no tema abordado.
O comprometimento de cada criança frente às tarefas solicitadas é uma forma de avaliação por parte da professora.
Verificar se os alunos conseguiram estabelecer relações entre as culturas afro descendentes; européias e indígenas como formação da cultura brasileira.
Avaliar se os alunos estabeleceram relação entre as diferentes etnias que compõem o povo brasileiro.
Observar se conseguiram expor suas idéias com clareza, questionando de forma respeitosa e sem preconceito.

 


Sugestão de atividade
Desfile de cabelos/perucas
Trouxe esta postagem do blog da professora Luciana

Em Arte, trabalhamos com as misturas de diversas cores e apreciação do artista Paul Klee, que também trabalha com esta técnica, o envolvimento e as descobertas das crianças após a manipulação das tintas foi uma experiência muito interessante e prazerosa, também possibilitou a discussão sobre as misturas das raças e a diversidade .
Realizamos a leitura do livro "O Cabelo de Lele" (indicação da Prô Kátia, Infantil V), as crianças gostaram muito desta história, resgatamos os diversos tipos de cabelos (lisos, encaracolados, crespos).
A partir da leitura da história, realizamos uma brincadeira simbólica a partir das ilustrações do livro. Especialmente as meninas, devido ao comprimento dos cabelos, puderam escolher e fazer um penteado africano; também havia gel para passar no cabelo dos meninos, eles também escolheram o seu estilo.
Adivinha qual foi o penteado masculino mais solicitado?
 Claro, o moicano do jogador Neymar.
Também estavam disponíveis esmaltes, maquiagens, batons e ao final da brincadeira realizamos um desfile.
Trabalhamos com a música: qual é o cabelo que você mais gosta?
As crianças visualizaram o clip da música na biblioteca, realizamos inúmeras discussões relativas aos diversos tipos de cabelos, exposições de fotografias com variados tipos e cortes de cabelos (com estas fotos as crianças fizeram escolhas e realizamos contagem e produzimos gráficos).
Para atividade ficar mais lúdica e as crianças terem oportunidade de vivenciar essas informações, foram oferecidas algumas perucas coloridas (sendo que algumas gentilmente foram emprestadas pela mãe do nosso colega Bruno).
As crianças escolheram a peruca preferida e a seguir tiramos fotos de todos, que foram anexadas e puderam ser apreciadas na pasta de texto juntamente com seus familiares.
A devolutiva das famílias e das crianças foi muito positiva, eles ensinaram a letra da música à família e também explicaram os procedimentos da atividade.

Vejam aqui o livro completo colorido







Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios