BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, abril 18, 2011

Mães e Afins - 18/04/11


Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
■Compreender o papel ocupado pela mamãe em sua vida;
■Encontrar e brincar com a mãe em outro espaço como a escola;
■ Praticar e avançar na escrita;
■Ouvir o outro;
■Falar sobre si e sua mãe.
Duração das atividades
6 horas aulas
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Não há necessidades de conhecimentos prévios.
Estratégias e recursos da aula
PRIMEIRO MOMENTO:
Para iniciar o trabalho leve para a sala a poesia “Se as coisas fossem mães” de Sylvia Orthof .

Se as coisas fossem mães
Sílvia Orthof
Se a lua fosse mãe, seria mãe das estrelas.
O céu seria sua casa, casa das estrelas belas.
Se a sereia fosse mãe, seria mãe dos peixinhos.
O mar seria um jardim e os barcos seus carrinhos.
Se a casa fosse mãe, seria a mãe das janelas.
Conversaria com a lua sobre as crianças estrelas.
Falaria de receitas, pastéis de vento, quindins.
Emprestaria a cozinha pra lua fazer pudins !!!!
Se a terra fosse mãe, seria a mãe das sementes.
Pois mãe é tudo que abraça, acha graça e ama a gente.
Se uma fada fosse mãe, seria a mãe da alegria.
Toda mãe é um pouco fada...
Nossa mãe fada seria.
Se a bruxa fosse mãe, seria uma mãe gozada;
Seria a mãe das vassouras, da família vassourada.
Se a chaleira fosse mãe, seria a mãe da água fervida,
Faria chá e remédio para as doenças da vida.
Se a mesa fosse mãe, as filhas, sendo cadeiras,
Sentariam comportadas, teriam boas maneiras.
Cada mãe é diferente. Mãe verdadeira ou postiça,
Mãe vovó ou mãe titia,
Toda Mãe é como eu disse!
Dona Mamãe ralha e beija, erra, acerta, arruma a mesa,
Cozinha, escreve, trabalha fora,
Ri, esquece, lembra e chora,
Traz remédio e sobremesa...
Assim é a minha mãe !!!
SEGUNDO MOMENTO:
Para trabalhar a poesia, faça com antecedência, um cartaz grande ou leve a história scaneada . Recite a poesia para as crianças e estimule-as a recitar também.
Depois converse com elas sobre o assunto a que a poesia está se referindo.
Para ilustrar o cartaz, peça às crianças que escrevam o nome da mamãe em fichas e faça o desenho dela.
Faça uma atividade em que as crianças criem, a partir da poesia, outras possibilidades de objetos que poderiam ser mães e, nesse caso, também explore mãe de quem eles seriam.
Por exemplo, pergunte as crianças: se o sapato fosse mãe, seria mãe dos...,
Se a escova de dente fosse mãe, seria mãe ...,
se a orelha fosse mãe, seria mãe ...,
se a blusa fosse mãe, seria mãe... .
Vá indagando as crianças e muitas ideias vão surgir.
Faça uma lista e construa com as crianças um cartaz com recorte de revistas e com a escrita correspondente a cada versinho.
TERCEIRO MOMENTO:
Por se tratar da semana das mães, combine com as crianças de enviar diariamente um recadinho para a mamãe, na semana do dia das mães.
Os recadinhos podem ser diversos com frases amorosas e desenhos feitos pelas crianças.
UM DOS RECADINHOS PODE SER A CONSTRUÇÃO DE UM ACRÓSTICO COM A PALAVRINHA
Converse com as crianças sobre as letrinhas que formam a palavrinha MÃE reforçando os nomes das letrinhas “M” , “A” e “E”.
Explique como se cria um acróstico e quais palavrinhas poderiam escrever a partir dessas letrinhas.
Muitas sugestões vão surgir dentre elas a escrita dos nomes das mães cujas iniciais sejam essas e algumas características que a mamãe possua.
O adulto ajuda na escrita em fichas das palavras escolhidas pelas crianças para que elas façam a escrita com cópia em seu cartão.
QUARTO MOMENTO:
Combine com as crianças de fazer uma receita em sala em comemoração ao dia das mães.
 No caso dessa aula a receita foi o Biscoito de Amido de Milho:
BISCOITO DE AMIDO DE MILHO
500 GRAMAS DE AMIDO DE MILHO
500 GRAMAS DE MARGARINA
100 GRAMAS DE COCO RALADO
10 COLHERES DE AÇÚCAR
10 COLHERES DE FARINHA DE TRIGO
ÓLEO E FARINHA PARA UNTAR A FORMA
MODO DE PREPARO
MISTURE TODOS OS INGREDIENTES EM UM RECIPIENTE, COM AS MÃOS.
MOLDE OS BISCOITOS EM DIFERENTES FORMATOS QUE QUEIRA.
LEVE PARA ASSAR EM FORNO BAIXO.
ESTARÁ ASSADO QUANDO ESTIVER DOURADO POR BAIXO.
Obrs.: Para render uma quantidade suficiente para fazer os biscoitos é necessário fazer dobrar a receita.
Faça todo o processo com as crianças, meça os ingredientes, misture, amasse, faça os biscoitos e coloque para assar. Como a massa é firme você pode orientar as crianças a fazer o biscoito com o formato que quiserem. Nessa aula, Fizemos biscoitos com a escrita da palavra MÃE, e a criança que quis, também enrolou biscoitos com o nome da mãe, por exemplo: CÁSSIA, ROSÂNGELA, MÉRCIA.
Tenha de antemão, fichas escritas com os nomes das mães das crianças para que elas façam a cópia, caso seja necessário. Coloque os biscoitos para assar e quando estiverem assados coloque-os em saquinhos individuais, amarre com fitilhos para que a criança leve para a mamãe. Oriente as crianças a montarem a palavrinha MÃE ou o nome da mamãe, para que ela veja o que aprenderam e se delicie com essa receita de aprendizado.
QUINTO MOMENTO:
Com os rótulos dos produtos utilizados na receita produza um cartaz com as crianças.
Escreva a receita no cartaz, vá explorando cada rótulo e colando com elas.
Faça uma atividade individual em que as crianças farão a ilustração da receita desenhando os produtos e as quantidades utilizadas assim como no cartaz.
Outra possibilidade de ilustração da atividade são os encartes de supermercado que tragam os ingredientes utilizados.
As crianças recortam e colam na receita.
SEXTO MOMENTO:
Faça uma atividade em que as crianças farão uma tentativa de escrita tendo como referência a seguinte frase
GOSTO QUANDO A MAMÃE...
As crianças deverão fazer a escrita livre e você professor ir acompanhando fazendo a reescrita. Porém, é importante estabelecer um clima de respeito às produções das crianças, sempre perguntando se ela gostaria que você fizesse a reescrita para ela sem interferir na que ela já terminara.
O objetivo é levar a criança a perceber a diferença entre a sua escrita e a escrita convencional e com isso avançar em sua compreensão sobre a escrita.
Terminado esse momento, a criança deve ilustrá-la com um desenho do que gosta que a mamãe faça com ele/a.
Todas essas produções deverão ser entregues para as mães na semana do dia das mães e em uma tarde de brincadeiras e diversões entre mães e filhos.
Recursos Complementares:
Convide as mães para vir à escola e proponha que as crianças brinquem com suas mães em um espaço aberto.
Convide um grupo de dança que possa animar a tarde, ou organize brincadeiras como Ciranda Cirandinha, Amarelinha, Corre Cutia, Barra Manteiga etc.
As brincadeiras escolhidas podem ser de sua região.
No caso dessa aula o Grupo Baiadô da cidade de Uberlândia animou a tarde com canções típicas de nossa cidade.
Avaliação:
Por meio das atividades propostas poderemos perceber como são as relações das crianças com suas mães e compreender melhor cada uma delas.
■As crianças conseguiram verbalizar seus sentimentos com relação às mães?
■Foram capazes de criar e se envolver com as atividades propostas?
■Todas as crianças participaram do encontro?
■Mães e crianças participaram juntas das brincadeiras?
No link abaixo você encontra a aula tecnica sobre este livro: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=9404

Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=20222
O que é mãe?
MÃE é o título que se dá à genitora de alguém.
É a pessoa do sexo feminino que gera uma vida em seu útero como consequência de fertilização ou que adota uma criança, que por alguma razão não pôde ficar com seus pais.
 É também o equivalente feminino ao pai.
Em sua homenagem, todos os anos, no segundo domingo do mês de maio (Brasil) ou no primeiro domingo de Maio (Portugal), é celebrada uma homenagem às mães, conhecida por dia das mães.
Fonte:
Notícia:
Aperfeiçoar as habilidades de leitura das mães
 pode melhorar o desempenho escolar das crianças
de baixa renda, diz um novo estudo.
The New York Times
Mães com boa leitura ajudam filhos a serem mais bem-sucedidos
Pesquisadores norte-americanos concluíram que a habilidade de leitura de mães com crianças pequenas é o fator que mais influencia o futuro sucesso acadêmico de seus filhos.
Para este estudo, os pesquisadores examinaram dados de 2350 crianças, com idades de 3 a 17 anos, e de suas famílias vindas de 65 comunidades da região de Los Angeles.
A habilidade de leitura e escrita das mães teve maior impacto no sucesso acadêmico de crianças mais novas; no entanto, a renda do bairro foi o fator mais importante para o desenvolvimento de crianças entre 8 e 17 anos.
De acordo com os estudiosos da Universidade de Michigan e da Universidade da California, isso comprova a ideia de que a influência do ambiente fora de casa se torna mais importante quando a criança fica mais velha.
“Essa análise nos dá a chance de isolar os diferentes fatores que afetam o desempenho escolar das crianças”, diz a co-autora do estudo Narauan Sastry, da Universidade de Michigan.
“Medidas políticas para encorajar os bairros de renda mista a melhorar a educação pré-escolar e a aperfeiçoar a habilidade de leitura das mães podem ter efeitos positivos nas notas das crianças”, completa.
O Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos concorda que tais medidas podem ajudar a diminuir a disparidade do desepenho acadêmico entre bairros de renda baixa e de renda alta.
Fonte: http://delas.ig.com.br

 
A origem do Dia das Mães
A mais antiga comemoração dos dias das mães é mitológica.
Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses.
O próximo registro está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas.
Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães.
Era chamado de "Mothering Day", fato que deu origem ao "mothering cake", um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.
Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de "O Hino de Batalha da República".
Mas foi outra americana, Ana Jarvis, no Estado da Virgínia Ocidental, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães.
Em 1905 Ana, filha de pastores, perdeu sua mãe e entrou em grande depressão.
Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a idéia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa.
Ana quis que a festa fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas, com um dia em que todas as crianças se lembrassem e homenageassem suas mães.
A ideia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.
Durante três anos seguidos, Anna lutou para que fosse criado o Dia das Mães.
A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando o governador de Virgínia Ocidental, William E. Glasscock, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas daquele estado. Rapidamente, outros estados norte-americanos aderiram à comemoração.
Finalmente, em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães deveria ser comemorado sempre no segundo domingo de maio.
A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Em breve tempo, mais de 40 países adotaram a data.
"Não criei o dia das mães para ter lucro"
O sonho foi realizado, mas, ironicamente, o Dia das Mães se tornou uma data triste para Anna Jarvis.
A popularidade do feriado fez com que a data se tornasse uma dia lucrativo para os comerciantes, principalmente para os que vendiam cravos brancos, flor que simboliza a maternidade.
"Não criei o dia as mães para ter lucro", disse furiosa a um repórter, em 1923.
Nesta mesmo ano, ela entrou com um processo para cancelar o Dia das Mães, sem sucesso.
Anna passou praticamente toda a vida lutando para que as pessoas reconhecessem a importância das mães.
Na maioria das ocasiões, utilizava o próprio dinheiro para levar a causa a diante.
Dizia que as pessoas não agradecem freqüentemente o amor que recebem de suas mães.
"O amor de uma mãe é diariamente novo", afirmou certa vez.
Anna morreu em 1948, aos 84 anos.
Recebeu cartões comemorativos vindos do mundo todos, por anos seguidos, mas nunca chegou a ser mãe.
Cravos: símbolo da maternidade.
Durante a primeira missa das mães, Anna enviou 500 cravos brancos, escolhidos por ela, para a igreja de Grafton.
Em um telegrama para a congregação, ela declarou que todos deveriam receber a flor.
As mães, em memória do dia, deveriam ganhar dois cravos.
Para Anna, a brancura do cravo simbolizava pureza, fidelidade, amor, caridade e beleza.
Durante os anos, Anna enviou mais de 10 mil cravos para a igreja, com o mesmo propósito.
Os cravos passaram, posteriormente, a ser comercializados.
No Brasil:
O primeiro Dia das Mães brasileiro foi promovido pela Associação Cristã de Moços de Porto Alegre, no dia 12 de maio de 1918. Em 1932, o então presidente Getúlio Vargas oficializou a data no segundo domingo de maio. Em 1947, Dom Jaime de Barros Câmara, Cardeal-Arcebispo do Rio de Janeiro, determinou que essa data fizesse parte também no calendário oficial da Igreja Católica.
Texto compilado das seguintes fontes:
- Pesquisa de Daniela Bertocchi Seawright para o site Terra,

A Comemoração do Dia das Mães no Mundo

2º domingo de fevereiro: Noruega
1º domingo de maio: África do Sul, Cabo Verde, Espanha, Hungria, Lituânia, Moçambique, Portugal.
2º domingo de maio:Alemanha, Austrália, Áustria, Brasil, Canadá, China, Colombia, Dinamarca, Equador, Estados Unidos, Finlândia, Grécia, Itália, Japão, Nova Zelândia, Países Baixos, Peru, Suiça, Taiwan, Turquia, Uruguai, Venezuela, Zambia
10 de maio: México, Guatemala, Hong Kong, Malásia, Qatar, Singapura
15 de maio: Paraguai
4º domingo da Quaresma: Inglaterra
26 de maio:Polônia
Último domingo de maio: França, Haiti, República Dominicana, Suécia
15 de agosto: Bélgica e Costa Rica (Dia de Atención de Maria)
19 de agosto: Índia
2º domingo de outubro: Argentina
2 semanas antes do Natal:Iugoslávia
8 de março:Albânia, Rússia, Sérvia, Montenegro, Bulgária, Romênia
1º dia da primavera: Líbano, Palestina, Egito, Jordânia, Síria, Iraque
25 de março:Eslovenia
7 de abril :Armenia




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios