BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sábado, novembro 14, 2009

Natal Brasileiro - Continuação - 14/11/09

Colegas,
Ficou muito interessante a árvore natalina brasileira.
Postagem anterior,com as devidas explicações:

http://linguagemeafins.blogspot.com/2009/11/arvore-natalina-de-olinda-021109.html

Aqui estão as fotos:
Galho de goiabeira revestido de sisal.
Basta cortar pedaços de sisal,desfiá-los e enrolá-los nos galhos.
Para amarrar use o próprio sisal.
Nas pontas eu deixei sobras do sisal para imitar raízes e ficar bem natural.
Amarrei caixinhas embrulhadas pelos alunos, com papel laminado e de presente, com fitas verdes ou vermelhas.
Acima da árvore eu tampei com papelão enfeitado com casca de banana, pronto em lojas de artesanato.
Ao lado, na cesta menor,estão os tecidos recortados que irão para a árvore.

Aqui ,ela já está com alguns tecidos pendurados,
representando os desejos da dinâmica natalina.
Aqui é o pote que reciclei.
Era um vasilhame de massa corrida de papelão.

Aqui ele já está revesitida com a massa corrida,
usei um rolinho para ficar crespo .
Passei goma laca com a purpurina.
Depois colei gravuras natalinas com a própria laca.

Origem do Natal:
Na origem, as comemorações festivas do ciclo natalino vêm da distante Idade Média, quando a Igreja Católica introduziu o Natal em substituição a uma festa mais antiga do Império Romano, a festa do deus Mitra, que anunciava a volta do Sol em pleno inverno do Hemisfério Norte.
A adoração a Mitra, divindade persa que se aliou ao sol para obter calor e luz em benefício das plantas, foi introduzida em Roma no último século antes de Cristo, tornando-se uma das religiões mais populares do Império.
A data conhecida pelos primeiros cristãos foi fixada pelo Papa Júlio 1.º para o nascimento de Jesus Cristo como uma forma de atrair o interesse da população. Pouco a pouco o sentido cristão modelou e reinterpretou o Natal na forma e intenção.
Conta a Bíblia que um anjo anunciou para Maria que ela daria a luz a Jesus, o filho de Deus. Na véspera do nascimento, o casal viajou de Nazaré para Belém, chegando na noite de Natal. Como não encontraram lugar para dormir, eles tiveram de ficar no estábulo de uma estalagem. E ali mesmo, entre bois e cabras, Jesus nasceu, sendo enrolado com panos e deitado em uma manjedoura. Pastores que estavam próximos com seus rebanhos foram avisados por um anjo e visitaram o bebê.
Três reis magos que viajavam há dias seguindo a estrela guia igualmente encontraram o lugar e ofereceram presentes ao menino: ouro, mirra e incenso. No retorno, espalharam a notícia de que havia nascido o filho de Deus.
Símbolos Natalinos
Desde a sua origem, o Natal é carregado de magia.
Gritos, cantigas, forma rudimentar do culto, um rito de cunho teatral, o drama litúrgico ou religioso medieval ganha modificações no decorrer dos séculos. Dos templos, a teatralização ganha praças, largos, ruas e vielas, carros ambulantes, autos sacramentais e natalinos. Os dignatários da Igreja promoviam espetáculos. Na evolução da história está a compreensão de todos os símbolos de Natal.
Árvore - Representa a vida renovada, o nascimento de Jesus.
O pinheiro foi escolhido por suas folhas sempre verdes, cheias de vida. Essa tradição surgiu na Alemanha, no século 16. As famílias germânicas enfeitavam suas árvores com papel colorido, frutas e doces. Somente no século 19, com a vinda dos imigrantes à América, é que o costume espalhou-se pelo mundo. Presentes - Simbolizam as ofertas dos três reis magos. Hábito anterior ao nascimento de Cristo. Os romanos celebrava a Saturnália em 17 de dezembro com troca de presentes. O Ano Novo romano tinha distribuição de mimos para crianças pobres. Velas - Representam a boa vontade. No passado europeu, apareciam nas janelas, indicando que os moradores estavam receptivos. Estrela - No topo do pinheiro, representa a esperança dos reis-magos em encontrar o filho de Deus. A estrela guia os orientou até o estábulo onde nasceu Jesus. Cartões - Surgiram na Inglaterra em 1843, criados por John C. Horsley que o deu a Henry Cole, amigo que sugeriu fazer cartas rápidas para felicitar conjuntamente os familiares. Comidas típicas - O simbolismo que o alimento tem na mesa vem das sociedades antigas que passavam fome e encontravam na carne, o mais importante prato, uma forma de reverenciar a Deus. Presépio - Reproduz o nascimento de Jesus. O primeiro a armar um presépio foi São Francisco do Assis, em 1223. As ordens religiosas se incumbiram de divulgar o presépio, a aristocracia investiu em montagens grandiosas e o povo assumiu a tarefa de continuar com o ritual.
Fonte:
http://www.arteducacao.pro.br/homenagem/Natal/natal.htm#Origem%20do%20Natal
O Ciclo Natalino:
O ciclo natalino inicia-se na véspera do Natal, 24 de dezembro, e vai até o dia de Reis, 6 de janeiro.
Temos vários folguedos natalinos, como o pastoril, o bumba-meu-boi, a cavalhada, a chegança, que fazem referências à Noite de Festas e ao grande dia em que Jesus nasceu. Desses folguedos, o mais tipicamente natalino é o pastoril religioso, que tem em sua essência a temática da visitação dos pastores ao estábulo de Belém onde Jesus nasceu.
Texto de Rúbia Lóssio(*)
* Leia o texto dessa postagem na íntegra na fonte:
http://www.arteducacao.pro.br/homenagem/Natal/natal.htm#Origem%20do%20Natal
O Papai Noel : origem e tradição
Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C . O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo.
Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor marrom. Porém, em 1881, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o bom velhinho com uma roupa, também de inverno, nas cores vermelha e branca (as cores do refrigerante) e com um gorro vermelho com pompom branco. A campanha publicitária fez um grande sucesso e a nova imagem do Papai Noel espalhou-se rapidamente pelo mundo.
Atualmente, a figura do Papai Noel está presente na vida das crianças de todo mundo, principalmente durantes as festas natalinas. É o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se comportaram bem durante o ano. Ele habita o Pólo Norte e, com seu trenó, puxado por renas, traz a alegria para as famílias durante as festas natalinas. Como dizem: Natal sem Papai Noel não é a mesma coisa.
Fonte:
http://www.suapesquisa.com/historiadopapainoel.htm

RECOMENDO O BLOG:
Na internet você encontrará várias informações interessantes sobre o Natal.
Organizado por Ivanise Meyer®
http://baudeideiasdaivanise.blogspot.com/
SEGUNDA PARTE:

DINÂMICA ASAS DA LIBERDADE
Objetivo:
Provocar reflexão sobre o tema da liberdade, respeito ao espaço do outro, às diferenças como algo que deve ser valorizado, a descoberta de seus sonhos;
Relacionar liberdade e desejos;
Sensibilizar a turma promovendo a união;
Incentivar as pequenas ternuras, expressando
-se através das palavras mágicas ,m( felicidades,saúde,amor,etc);
Aguçar os sentimentos fraternos, colocando-os em prática através de mensagens.
1- Importância da liberdade:
Cada ser possui um querer próprio e que diz respeito à sua singularidade.
Vamos ouvir a história O patinho que não aprendeu a voar, na voz do autor Rubem Alves.
Nesta narração o autor nos remete as nossas necessidades individuais, a escolha de caminhos, sonhos,etc.
Colocar o áudio book (Rubem Alves conta estórias,volume 2, Nossa Cultura Editora) para ouvirem.
2- Comentários:
Os alunos falarão livremente sobre a história.
Conclusão: As nuvens desejavam virar chuva, os sabiás queriam cantar, as rosas queriam perfumar....E cada um de nós deseja coisas diferentes. Usamos nossa liberdade de escolha para isto, porém devmos fazer escolhas corretas,com determinação, disciplina e responsabilidade.
Nesta história o autor mistura encanto, metáforas e poesia, para de fato tocar nossa alma.
3- Confecção de uma pomba:
Papel sulfite e modelo de pomba. Quem quiser pode desenhar livremente e pintá-la.
Recortá-la, escrever nela uma palavra que represente a necessidade de cada um para ser livre, único,diferente. Colocá-las no mural junto
à árvore dos desejos.
Fonte: Caminhos da literatura infantil e juvenil- Joana Cavalcanti- Editora Paulus ( fiz adaptações de várias dinâmicas deste livro).
TERCEIRA PARTE:
ÁRVORE DOS DESEJOS
DINÂMICA
OBJETIVOS:
Conhecer a tradição natalina e sua origem.
Estimular a formação de bons hábitos.
Respeitar às crenças individuais, sentimentos e a religiosidade de cada um.
Desenvolver a linguagem oral.
Estimular a socialização.
Refletir sobre o tema.
Reconhecer a importância das boas ações em nossas vidas.
Confraternizar com os colegas.
INCENTIVAÇÃO:
Conceito de desejo:
O que é desejo?
Levar dicionários para que os alunos consultem o verbete mais adequado para esta atividade.
Desejar:
Vontade de conseguir algo;
Ambição; vontade de possuir ou realizar algo;
Fazer votos de saúde,sucesso,felicidade,etc;
Ter gosto ou empenho em realizar algo;
Reflexão: O que desejamos aos outros?
Qual a importância de desejar aos outros o que gostaríamos que nos fosse desejados
Simbologia da palavra BEM:
O que são bens?
Existe somente um tipo de bem?
O que são bens materiais?
E o que não é bem material é considerado o quê?
Todas estas indagações movimentarão o grupo para a discussão de consumir, compartilhar e dividir e ,ainda, os tipos de desejos possíveis.
COLOCANDO EM PRÁTICA:
Chegamos ao final do ano.
Momento importante de reflexão e ação, de olhar para os erros que cometemos e tentar esboçar formas de melhorá-los, perceber nossas conquistas e avanços, projetar novas etapas de crescimento.
Vamos recordar dois momentos marcantes ocorridos durante o ano: um considerado ruim,tentando lembrar os motivos, e outro bom, de grande conquista,alegria.
Rever nossas atitudes é um instrumento extremamente importante. Planejar ações e levantar projetos para o próximo ano pode ser uma estratégia interessante.
Para que possam se expressar livremente, proponha a colocação na árvore, de seus desejos:
Na cestinha ao lado da árvore estão os retalhos de tecidos.
Cada um pensa em um desejo pessoal e outro para o grupo.
Distribua papéis e canetinhas.
Após registrarem seus desejos , cada um pega uma tirinha, fala o desejo coletivo e se quiser fala seu pessoal também, colocando a tirinha de tecido na árvore.Ou seja, cada um colocará seus desejos para o próximo ano.
(na revista, eles sugerem que os alunos confeccionem duas árvores: uma pessoal e outra coletiva, sendo que a pessoal eles poderão levar para casa.)

Fonte: Revista Projetos Escolares- Ensino Fundamental nº 43- Editora On Li
ne

SUGESTÃO FINAL: Uma caixa de bombons ou outro presnete que possa ser dividido entre os alunos. Faça um sorteio, porém aquele que receber a caixa, encontrará um cartão dizendo para ele dividir com os colegas.
RECOMENDO O BLOG:
REPASSO AQUI O PROJETO NATAL DO BLOG FERRAMENTA PEDAGÓGICA:

http://ferramentapedagogica.blogspot.com/search/label/Natal

Sugiro um paralelo entre as questões abordadas neste projeto, como enriquecimento da dinâmica ÁRVORE DOS DESEJOS.
São várias atividades que você poderá adaptar de acordo com sua turma.
Preferi colocar na íntegra porque nossa colega fez um trabalho maravilhoso garimpando tudo sobre o Natal.
Eu decidi dar ênfase para a árvore natalina brasileira, trazendo a tona nosso clima tropical e também para valorizar nossa cultura.
Porém, farei uma apresentação cultural do natal pelo mundo, mostrando as diferenças dos climas inverno e verão.
Dependendo da turma é interessante fazer uma discussão sobre o Papai Noel com roupas de inverno, a neve, etc.
Então é só você escolher o que mais lhe agradou. Bom trabalho!

JUSTIFICATIVA:
Qual a tradição que nossa família possui para comemorar o Natal? Qual a origem desta tradição? E as origens das peculiaridades desta festa, como as meias na lareira, o pinheirinho, a bola de enfeite, o canto do galo, as castanhas, a troca de presentes, o presépio?
Qual o significado histórico/religioso do Natal?Este projeto surgiu ao pensarmos no tema Natal, no quanto ele pode ser atrativo para as crianças, nas questões acima e em tantas outras que poderão surgir na busca de respostas às mesmas. Pretende-se conduzir uma série de atividades que facilitem a aquisição e construção de conhecimentos das tradições de Natal pelos alunos de forma participativa, descontraída , buscando integrar a perspectiva de diversas áreas envolvendo aspectos históricos, sociais, culturais, biológicos, comerciais, etc.II
- Conteúdos:
1. CONTEÚDOS
CONCEITUAIS:
• Saber sobre a origem da data, quem foi Jesus?
• Reconhecer a importância das boas ações para nossa vida.
• Compreender a importância do nascimento de Cristo para a Humanidade, e o que ele nos ensinou.
• Conhecer os significados dos vários símbolos natalinos:- Por que na ceia de Natal sempre há castanhas? (Ciências)- Por que Papai Noel usa roupas de inverno? (Geografia)- Por que as pessoas trocam presentes no Natal? (História Religiosa)- Por que tem gente que como peru no Natal? (História)- Qual o significado dos enfeites como pinheirinho, bolas de vidro, neve, presépio, meia na lareira, etc? (História)- Qual pode ser o motivo dos "amigos-secretos" entre os familiares? (Economia)- E os contos, filmes, sobre o Natal ?... Que tal ler, assistir, discutir, escrever sobre eles• Perceber a importância de se estar junto de quem se ama, confraternizando e compartilhando do verdadeiro espírito de Natal!
2.CONTEÚDOS PROCEDIMENTAIS:
• Ouvir histórias, poesias e textos informativos relacionados ao tema.
• Realizar atividades que proporcionem a confraternização, o construir conjuntamente.
• Observar as diversas tradições de comemorar o natal pelo mundo, inclusive dos países não Cristãos.
• Analisar as comemorações das famílias dos alunos e discutir sobre as diferenças.
• Ouvir músicas, assistir a vídeos que tratem do tema.
• Construir presentes artesanais que serão trocados nos amigos-secretos.
• Confeccionar enfeites para a árvore da Emei.
• Realizar atividades diversificadas que envolvam todas as áreas do conhecimento.
3. CONHECIMENTOS ATITUDINAIS
• Que a criança saiba que o natal representa o amor de Jesus, e a importância de suas mensagens para melhorar o mundo em que vivemos.
• Que perceba o verdadeiro significado de praticar boas-ações e continue a fazê-las todos o dias de sua vida.
• Participar de momentos de união que os socializem e os marquem para sempre positivamente.
• Ser um agente multiplicador de conhecimentos sobre• Valorizar a família,• Desvencilhar o natal do comercial, da necessidade do presente.
II – OBJETIVOS GERAIS:
• Incentivar a criança e o jovem a vivenciar o amor e o respeito pelas pessoas;
• Valorizar a convivência familiar, a vivência do amor entre as pessoas;
III- ETAPAS PREVISTASLINGUAGEM ORAL E ESCRITA
• Leitura de textos, histórias poesias que falem sobre o assunto.
• Produção coletiva de pequenos textos.
• Escrita espontânea.
• Cruzadinhas, caça-palavras.
• Atividades com alfabeto móvel.
• Atividades diversificadas envolvendo a escrita de palavras significativas sobre o assunto estudado.
MATEMÁTICA
• Situações-problema envolvendo o tema.
• Estatísticas (quantos países comemoram o natal, quantos não comemoram).
NATUREZA E SOCIEDADE
• Observação do ciclo da água.
• Conversa sobre o desperdício da água nas diversas situações cotidianas.
• Experiências diversas com a água nos estados : sólido/líquido/gasoso.
• Passeio ao redor da escola observando a ação da chuva no bairro e a ocorrência de esgoto a céu aberto.
• Vídeos que abordam o tema.
• Pesquisa sobre as comemorações do Natal pelo mundo e suas peculiaridades.
ARTES VISUAIS
• Desenho livre e de observação.
• Recorte e colagem
• Dobraduras
• Releitura de obras de arte
• Modelagem com areia e argila
• Técnicas de pintura.
• Confecção de caixinhas para a troca de presentes.
• Confecção dos enfeites da árvore.
• Confecção dos tsurus pelas professoras ( 20 cada)MÚSICA E MOVIMENTO
• Atividades diversas , músicas e cantigas relacionadas ao tema.
• Cd especial de natal (gravado especialmente para a data)
• Corais de músicas natalinas
AVALIAÇÃO
• Hora social e/ou exposição de trabalhos.
• Carinha das crianças.DESENVOLVIMENTO
1ª Etapa
• Fazer um levantamento com as crianças sobre o que sabem sobre o natal, relatando também como é comemorado o natal em sua casa, Se na família de alguma criança não possuir esta tradição, questionar os motivos deste fato.
• Assistir o vídeo sobre o nascimento do menino Jesus, e depois construir o presépio junto de cada professora,
2ª Etapa
• Cada professora confeccionará 20 tsurus e fará um pedido de natal, ou um agradecimento com a turma depois de conhecerem a lenda japonesa.
• Pindurar os Tsurus pela escola.
• Cada turma criará um cartaz do seu gosto com uma mensagem de natal criada pela turma para enfeitar as paredes do pátio.
• Cada professora encherá 20 bexigas para enfeitar a escola na semana do natal.
• Cada turma será responsável por confeccionar 10 enfeites para a árvore de natal, de acordo com as sugestões. (Ver final do plano)
.3ª Etapa
• Apresentar no final do projeto (dia da confraternização final), ou uma música, dança ou peça de teatro.
• Cada turma fará um pequeno painel com atividades feitas durante o projeto para exposição.
• Fazer uma oficina com as crianças de confecção de caixinhas de presentes, que serão pintadas por eles e com balas, e serão trocadas através de amigo-secreto.
Trocar bilhetes também.Sugestão de coro-falado:NASCE JESUS(Para três crianças)
1 - Nasce Jesus, fonte de luz,descem os anjos cantando,
2 - Nasce Jesus, fonte de luz!Trevas vem pois dissipando.Nasce Jesus, fonte de luz!Rompe as cadeias do forte,raia o dia da salvação,triunfante vem!
3 - Salve Jesus! Ó firma teu justo impériograto louvor os homens e os anjos dêem!
Todos: Nasce Jesus, fonte de luz!
Oh, glória a Deus nas alturas!
Paz na terra aos homens,a quem quer ele bem!
DEUS NOS AMOU
1 - Deus nos amou e nos mandouCristo seu filho querido!
Deus nos amou e nos encarnou!Vede o menino nascido!
2 - Deus nos amou! Deus no amou!
Digam-no todos os povos!
Gozam paz e salvaçãotodos os que crêem!
3 - Reino bendito!
Reino de amor divino!Eis que as nações resgate por Cristo têm!
A MENSAGEM DE AMOR JUNTAS:Todas as belezas,Que há na terra e céus,para nosso encanto,criou-se nosso Deus.
1ª criança - (com uma cestinha de flores)Deu à flor mimosa,cores de encantar,deu ao passarinho,seus cânticos sem par.
2ª criança - (com uma cestinha de frutas).Da invernia o vento,céu azul, verão,as maduras frutasnos vem de sua mão.
3ª criança - (com uma Bíblia na mão).Deu-nos a santa lei,salmos de louvor;mandou os profetasfalar do seu amor.Mas o homem surdonão deu atenção,nem amou, seu criador,em seu coração.
4ª criança - (com uma grande estrela dourada ou prateada).Deus mandou seu filho,do alto raiou a luz;Jesus rendeu a vida,morreu por nós na cruz.
JUNTAS:Cantem nossas almas,hinos de louvorpelas grandes bênçãos,que mostram seu amor.
Sugestões de lendas e contos:

Flor da noite de Natal
Conta a lenda que uma camponesa olhava do lado de fora de uma igreja as pessoas oferecendo presentes ao Menino Jesus.
Ela se sentia triste, pois não tinha nada para homenagear.
Então um anjo apareceu e lhe disse: "Apanhe algumas plantas que crescem ao lado da estrada e oferece como presente.
"Ela aceitou o conselho e apanhou uma porção de folhas de poinsettia verdes e as levou para dentro da igreja.
As pessoas da congregação riram quando a viram entrar com suas roupas maltrapilhas carregando um punhado de ervas daninhas. Envergonhada e ruborizada diante da situação, conforme seu rosto ficava vermelho, um fenômeno aconteceu: as folhas mudaram de cor, tornando-se em vermelho sangue, transformando-se em lindíssimas flores. As pessoas ali presentes ficaram extasiadas com o fato.Esta flor, conhecida como "bico-de-papagaio", tem o nome científico de Poinsettia, uma homenagem ao seu descobridor Dr. Poinsett.
Ele a encontrou no México em 1828, e é chamada por "Flor da Noite Feliz".A explicação científica para a mudança de cor, se dá pela reação da planta exposta a luz durante muito tempo.

A última árvore de Natal
Um antigo conto de Natal
Eu vi um caminhão cheio de árvores de Natal e cada uma tinha uma estória pra contar.
O motorista colocou-as numa fileira esperando que as pessoas as viessem comprar.
Ele pendurou umas luzinhas brilhantes, e uma placa em que se podia ler"ÁRVORES DE NATAL"e em vermelho escrevia"ÁRVORES DE NATAL PARA VENDER”.
"Ele se serviu de chocolate quente, numa garrafa térmica fumegante, e assim começou a nevar, enquanto uma família estacionava esfuziante. Uma mãe, um pai, e um menininho pararam o carro, rapidinho vieram caminhando e começaram a procurar a perfeita árvore, para se decorar. O garotinho ía na frente, com seu olhar reluzente, a exclamar:
"Elas têm cheiro de Natal, mamãe! Sinto cheiro de Natal em todo lugar."
"Vamos comprar uma árvore de quilômetros de altura! A maior que pudermos encontrar! Uma árvore que encoste no teto! Uma que nem dê para carregar!" "Uma árvore tão grande que até mesmo o Papai Noel, quando olhar,vai se admirar: "Esta é a árvore mais bela que já vi neste Natal!”
Para achar o pinheirinho perfeito procuraram com muita prontidão. Aqui e ali, e até mais de uma vez,o papai examinou e balançou mais de seis!
"Mamãe, mamãe eu achei, eu achei! O pinheirinho que mais gostei! Tem um galhinho quebrado, mas que pode ficar disfarçado." "Do anjinho da vovó tiraremos o pó e lá no alto esperando ficará nos guardando. Poderemos comprá-la?
Por favor, por favor!Pediu com fervor."
"Que tal tomarmos chocolate quente? "Perguntou o vendedor indulgente. Enquanto abria a garrafa para aquela gente.
"Isto sim vai aquecer o ambiente!
"Em três pequenos copos de papel ele serviu o chocolate espumante enquanto brindavam, esperançosos,por mais um Natal esfuziante.
"Você escolheu certinho", disse ele, "Este é realmente o melhor dos pinheirinhos".
Mas o garotinho estava agoniado, pois o preço, para o pai, era muito elevado.
"Feliz Natal" disse o homem, amarrando o pinheirinho com um cordão.
"A árvore é sua com uma condição: manter uma promessa de Natal."
"Na noite de Natal,quando for deitar e rezar,prometa no seu coraçãozinho guardar o encanto do Dia de Natal!"
Agora corra para casa! Pois este vento gelado suas bochechas têm queimado. E peça ao papai para com todo cuidado enfeitá-la com os ornamentos comprados.
E que, no fim da empreitada, mate-lhe a sede, coitada!
"E assim foi com o vento zunindo durante toda a noite gelada.
Tendo o homem dado árvore, após árvore, após árvore...
Para cada pessoa que apareceu, brindou com o chocolate espumante nos pequenos copos, tão quentes,para manter aconchegante o ambiente.Quem jurou manter a promessa de guardar no coração o encanto do Natal, saiu na noite contente cantando canções alegremente. E quando tudo acabou só uma árvore restou: Mas ninguém estava lá para esta árvore adotar. O homem que vendia árvores, então, vestiu seu grosso casacão e partiu para a floresta com a última árvore da festa. Ele deixou o pinheirinho perto de um pequeno riachinho. Para que as criaturas, sem pousada, pudessem fazer dela sua morada.
Ele sorria enquanto tirava os flocos de neve que na sua barba encontrava. Foi aí que de trás de um arbusto uma rena quase lhe pregou um susto. Olhou para ela e sorriu. Fazendo um carinho na grande criatura, pensou com brandura:"Parece que o Natal chegou novamente!."
"Ainda temos muito chão, e muitas coisas por fazer!
Vamos para casa, amigo, trabalhar neste Natal que vai começar.
Ele olhou para o céu, ouviu os sinos a tocar,e, num pestanejar...
O vendedor já não estava mais lá!
http://ferramentapedagogica.blogspot.com/2008/11/projeto-natal-educao-infantil.html



Link para essa postagem


Um comentário:

  1. Original mesmo!! Nada como "abrasileirar" nosso Natal tão americano!! rs

    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios