BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, junho 12, 2011

A escolinha do mar>Estímulos literários> 12/06/11

Projeto A Escolinha do Mar
Rejane Sartori
Nesta divertida história tudo é muito diferente!
No fundo do mar existe uma escola, onde polvos, lulas e siri-patolas, todos os peixinhos e estrelas-do-mar juntam-se alegres para estudar.
Lá, Dona Ostra e o professor Camarão ensinam felizes sua lição.

Título: A Escolinha do Mar
Autora: Ruth Rocha
Editora: Salamandra
Sinopse
No fundo do mar há uma escola onde polvos, lulas, siris-patola, peixinhos e estrelas-do-mar aprendem as lições da Dona Ostra e do Professor Camarão.
Até que encontram um bicho muito mal-educado...
Justificativa
O livro foi escolhido para trabalhar com as crianças o tema “animais marinhos” e levá-las a uma reflexão sobre a biodiversidade e a preservação das espécies.
Objetivos
— Incentivar o hábito da leitura e estimular a criatividade das crianças.
— Ampliar seu repertório de histórias.
— Familiarizá-las com o hábitat fundo do mar.
— Estimulá-las a observar e comparar fatos.
— Proporcionar situações de leitura compartilhada.
— Promover a conscientização das crianças sobre a biodiversidade.
Metodologia
1. Leitura do livro.
2. Exploração da capa.
3. Apresentação da autora.
4. Montagem de painel com regras de boa convivência na escola.
5. Exercícios de compreensão de texto.
6. Pesquisa sobre animais marinhos.
Desenvolvimento
1. Leitura do livro – individual, coletiva, silenciosa ou em duplas.
2. Exploração da capa – em folha avulsa, as crianças fazem a própria representação da capa do livro, com o máximo de detalhes possível: título, autor(a), ilustrador(a), editora etc.
Em seguida, elaboram uma nova capa para o livro, de acordo com os aspectos que lhe parecerem mais importantes na história.
3. Apresentação da autora – leitura sobre a vida da autora e os livros que já escreveu.
4. Montagem de painel com regras de boa convivência na escola — a ser feita em conjunto.
O painel deve ser fixado na parede.
5. Exercícios de compreensão de texto — com o objetivo de avaliar a percepção textual das crianças e estimular a escrita (ver anexo 1).
6. Pesquisa sobre animais marinhos — com base nos animais citados no livro, as crianças fazem uma ficha com as características de cada animal.
Pode ser montado um painel para exposição de todas as fichas, de modo a permitir que as crianças saibam mais sobre os animais e se conscientizem sobre a importância de preservá-los (ver anexo 2).
Anexo 1
1. Com base no livro A Escolinha do Mar, responda:
a) Qual o nome da autora?
b) Quem fez a ilustração?
c) Qual a editora publicou o livro?
d) Quais são os personagens?
2. Escreva um parágrafo comparando a escola em que você estuda e a Escolinha do Mar.
3. Escreva sua opinião sobre:
a) brincadeiras de mau gosto. Você já fez ou presenciou alguma?
b) não ter medo de enfrentar problemas. Você já teve que enfrentar algum problema e sentiu medo? O que você fez?
c) o livro que acabou de ler.
4. Escreva quais recomendações seus pais dariam a você, se fosse convidado para acampar com seus colegas e professores.
Anexo 2
Escolha um dos seguintes animais para fazer sua pesquisa.
ostra — camarão — peixe-elétrico — estrela do mar — lula — siri patola — tubarão — baleia — cavalo marinho — tartaruga — peixe voador — golfinho — peixe piloto — enguia.
Organize a ficha com os dados que você pesquisou da seguinte forma.
Cole uma imagem do animal pesquisado ou faça uma ilustração que o represente.
Nome:
Onde vive:
De que se alimenta:
Características:
Forma de reprodução:
Curiosidades:
Fonte:
Livro:
Atividades
AQUI
A história:
A escola de dona Ostra fica lá no fundo do mar.
Nesta escola, as aulas são muito diferentes.
O Dr. Camarão, por exemplo, dá aulas aos peixinhos menores:
- Um peixe inteligente presta atenção àquilo que come. Não come minhoca com anzol dentro. Nunca!
O peixe elétrico ensina a fazer foguetes:
- Quando nosso foguete ficar pronto, vamos à terra.
Os homens não vão a Lua?
E o maestro Villa-Peixes ensina aos alunos lindas canções:
“Como pode o peixe vivo
Viver fora d’ água fria...”
Os alunos desta escola não são apenas peixes.
Há, por exemplo, Estela, a pequena estrela-do-mar, tão graciosa, que é a primeira aluna da aula de balé.
Há Lulita, a pequena lula, que é a primeira em caligrafia porque já tem, dentro dela, pena e tinta.
E há o siri-patola, que só sabe andar de lado e por isso nunca acompanha a aula de ginástica.
Mas nem todos os alunos são bem-comportados.
Quando o Dr. Camarão se distrai, escrevendo na concha, Peixoto, o peixinho vermelho, solta bolhas tão engraçadas que os outros riem, riem.
O Dr. Camarão se queixa:
- Estes meninos estão ficando muito marotos, fazem estripulias nas minhas barbas!
No fim do ano, Dona Ostra, que é uma professora muito moderna, leva seus alunos para uma excursão pelo fundo do mar.
Naquele ano, os preparativos para a excursão foram animadíssimos.
Vocês sabem, o melhor da festa é esperar por ela.
Um grande ônibus foi contratado para levar os alunos e professores.
Ônibus marítimo, é claro, puxado por cavalos-marinhos.
No dia da partida, todas as mamães foram despedir-se dos filhinhos e todas faziam muitas recomendações:
- Veja lá, hein? Não vá chegar à beira do ar, e cuidado com as gaivotas!
- Meu filho, não chegue perto do peixe-elétrico quando ele estiver ligado. É muito perigoso!
- Adeus, adeus, boa viagem, aproveitem bem!
E eles aproveitaram mesmo.
Que beleza é o fundo do mar!
E como aprenderam!
- Veja, dona Ostra, que peixão tão grande, dando de mamar ao peixinho!
- Aquilo não é peixe, não, é uma baleia. As baleias são de outra família. Aparentadas com o homem. Por isso dão de mamar aos filhotes.
E aprenderam muitas outras coisas.
Viram os peixes-voadores, que davam grandes mergulhos no ar; viram os golfinhos, que são parentes das baleias, inteligentíssimos.
E os tubarões, muito emproados, que andam sempre com seus ajudantes, os peixes-pilotos.
O mais emproados de todos é o Barão Tubarão.
Mora num grande castelo de madrepérola, com seu filho, o Tubaronete.
Naquela noite, acamparam perto do castelo do Barão.
Todos ajudaram a armar o acampamento e, quando tudo ficou pronto, juntaram-se e começaram a cantar;
“Roda, roda, roda,
pé, pé, pé.
Caranguejo só é peixe
Na enchente da maré...”
Ouvindo aquela cantoria, o Tubaronete veio espiar o que havia.
Ele era um peixe muito mal-educado, não ia á escola, nem nada, era um verdadeiro “play-peixe”.
Começou a caçoar de todos, a imitar o jeito de cada um, que é uma coisa muito feia.
Dona Ostra ficou aborrecida.
- Olhe aqui, menino, se você quiser, pode ficar, mas tem que se comportar direitinho, como os outros.
Tubaronete era mesmo muito mal-educado.
Avançou para dona Ostra, vermelhinho de raiva:
- Eu não preciso de vocês, seus peixes de água doce, seus peixes de lata!
E arrancou a pérola de dona Ostra e fugiu, espirrando água para todos os lados.
Dona Ostra se pôs a chorar:
- Ai, minha pérola! Como é que vou passar sem ela? Já estava tão acostumada...
- Ah, dona Ostra, não se aflija, não - disse Peixoto, que, apesar de pequenininho, era muito valente.
- Eu vou já ao castelo buscar a pérola. Se ele não devolver, falo com o pai dele!
Dona Ostra empalideceu:
- Ai, não vai não! Eu tenho tanto medo de tubarão, ainda mais de tubarão barão.
- Eu vou, sim. Se a gente ficar de braços cruzados, sua pérola não volta nunca mais.
Chegando ao palácio do Barão, Peixoto bateu as barbatanas com toda a força:
PLAC, PLAC, PLAC!
Veio atender ao portão uma senhora enguia, de uniforme preto e touquinha branca na cabeça.
- Boa noite, dona Cobra, diga ao Tubaronete que aqui está o Peixoto, que quer falar com ele sem demora – disse o peixinho.
- Cobra, não! Dobre a língua, ouviu? Meus patrões não têm tempo a perder com senhores Peixotos...
E foi entrando, sem querer escutar o que Peixoto estava dizendo.
Mas Peixoto não desanimou.
Rodeou a casa até que encontrou uma janela meio aberta e foi entrando, mesmo sem convite.
Lá estavam o Barão e o Tubaronete jantando.
Peixoto, com o coração batendo muito, adiantou-se:
- Desculpe, seu Barão, eu ir entrando assim, mas tenho umas contas a ajustar aqui com o seu filho. Cadê a pérola de dona Ostra? Devolva já, já!
Tubaronete até engasgou de susto:
- Eu ia devolver, eu ia, sim! Tome a pérola, eu estava brincando...
O Barão Tubarão levantou-se, furioso:
- De que é que vocês estão falando? Pelo que vejo, o senhor meu filho já aprontou mais uma das suas! É a vergonha da família Tubarão!
Vou-lhe aplicar um castigo tremendo!
Peixoto ficou com pena de Tubaronete:
- Olhe, seu Barão, eu acho que o Tubaronete é assim, por que ele não sabe nada. Por que é que ele não vai á escola como os outros peixes?
O Barão não disse nada, mas, no ano seguinte, Tubaronete foi o primeiro aluno que se matriculou na escola de dona Ostra.
Faz muito tempo que essa história se passou.
Tubaronete já não é mais aquele peixe sem educação que era naquele tempo.
Ele, agora, é aluno de dona Ostra, dos mais aplicados.
É ele quem apaga a concha para os professores, e é agora o melhor amigo do Peixoto.
Os dois combinaram que, quando se formarem, vão ser sócios.
Vão fundar uma grande agência de turismo, para fazerem sempre outras viagens pelo fundo do mar.

VIDA NO FUNDO DO MAR

Autor :Maria Núbia Pessoa
Co-autor:Maria da Conceição de Oliveira Andrade
Estrutura Curricular
 Língua Portuguesa:
 Análise e reflexão sobre a língua
Língua escrita: prática de leitura
Ciências Naturais
Ambiente
Meio Ambiente: Manejo e conservação ambiental
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula:
Conhecer o ambiente aquático.
Estabelecer comparação entre espécies da fauna e flora marinha através da observação de imagens e vídeos.
Ampliar conhecimentos acerca da vida no mar.
Representar por meio de desenhos, plantas e animais aquáticos.
Duração das atividades 2 aulas .
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Animais.
Estratégias e recursos da aula
1º Momento.
Conversar com os alunos, questionando: como será a vida do mar?
Após ouvir os alunos a professora apresenta o livro "A Escolinha do Mar" da escritora Ruth Rocha.
É importante ler a sinopse do livro para motivar os alunos a ouvir atentamente a história; explorar as imagens da capa.
Através dessa história os alunos irão conhecer alguns animais que vivem no mar.
2º Momento.
Depois da leitura do livro a professora questiona os alunos:
■Vocês conhecem algum dos animais que aparecem na história?
■Onde podemos encontrar esses animais?
■Quem já tomou banho de mar?
■Será que no mar só existe peixes?
■Poderemos encontrar alguma planta no mar?
■Quem poderia dizer o nome de uma planta do mar?
Em seguida, a professora propõe o desenho dos animais e plantas do mar que os alunos conhecem. As crianças poderão usar lápis de cor, hidrocor e giz de cera para fazer os desenhos em papel reciclado ou de outro tipo.
3º Momento
A professora leva os alunos para o laboratório de informática da escola.
Ler as informações sobre a vida no mar para as crianças, mostrando que existe plantas e animais no fundo do mar.
É importante discutir com a turma as informações, sugerindo que elas acrescentem outros conhecimentos.
Para isso, sugerimos o acesso ao link abaixo:
4º Momento


Em sala de aula, a professora retoma a discussão sobre a vida no mar, explicando que existem outros animais que vivem em água doce, citando alguns exemplos para as crianças.
Em seguida, o professor solicita que as crianças pesquisem em casa, informações e gravuras de animais que vivem na água doce e no mar.
 Em sala, as crianças irão elaborar em grupo, cartazes com informações que pesquisaram sobre a vida desses animais.
A professora distribui papel, tinta, cola, tesoura, lápis grafite, hidrocor para os alunos.
Eles irão escrever as informações e colar as gravuras/desenhos dos animais.
Depois, cada grupo expõe o seu trabalho.
Recursos Educacionais
Nome                              Tipo
No fundo do mar          Hipertexto
Recursos Complementares
Indicação de Livros:
A Escolinha do Mar. Ruth Rocha. Salamandra.
Imagem 3D
Avaliação
A professora irá observar se os alunos conseguiram ampliar os conhecimentos sobre a vida mar. Para tanto, deverá propor a escrita de textos e desenhos dos animais e plantas.





Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios