BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

quarta-feira, setembro 26, 2012

História em quadrinhos>Aulas sugestivas>26/09/12


Reconstruindo uma história em quadrinhos
 Procedimentos de leitura

O que o aluno poderá aprender com esta aula
• Colocar os quadrinhos de uma história na sequência correta, utilizando diferentes procedimentos de leitura.
Para tanto, o aluno deverá aprender a formular hipóteses a respeito do conteúdo do texto bem como validá-las;
Validar ou formular hipóteses levantadas a partir de novas informações obtidas durante o processo de leitura;
Avançar e retroceder durante a leitura em busca de informações esclarecedoras;
 Fazer inferências; atribuir sentidos, a partir de sua(s) história(s) e de suas experiências (conhecimento de mundo partilhado);
Posicionar-se criticamente.
Duração das atividades
1 aula
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
• Personagens mais conhecidos das histórias em quadrinhos
• Profissões de personagens das histórias em quadrinhos
• Gibis mais conhecidos entre os alunos
• Conhecimento sobre o tema Festas de aniversário (presentes que os aniversariantes gostariam de ganhar, tipo de bolo de que mais gostam, etc).
Estratégias e recursos da aula
Uso da internet para reconstrução da história em quadrinhos ou xerox;
Aula 1
Atividade 1
Antes de iniciar a atividade, sugere-se que o professor converse com os alunos acerca dos conhecimentos prévios que facilitarão a realização da proposta, que demandará o uso da internet. Entretanto, se a escola não tiver sala de informática, o professor deve recortar cada quadrinho da história “Quinzinho em Parabéns” (figura 1) e misturar cada um deles.
Por fim, deve prender todos os quadrinhos com um clip para que o aluno tenha a oportunidade de colocá-los em ordem.








Se a escola possui Laboratório de Informática e os alunos têm acesso às máquinas, o aluno poderá acessar a história, que já está desordenada, no computador, (no picasaweb) e colocá-la na sequência correta.
Disponível em:
Importante: O aluno deve copiar o link para o computador, assim terá acesso à história em quadrinho.
Depois de acessado o link, o aluno deve copiar os quadrinhos para uma página do Word na sequência que considerar correta.
Uma vez pronta a atividade, os alunos deverão, com a orientação do professor, explicar o porquê de suas escolhas para a sequência dos quadrinhos (sequência dos personagens, dos presentes, sequência do texto, das ilustrações, marcas de segmentação textual, inferências etc).
Importante: O professor terá acesso a esses procedimentos de leitura nos Parâmetros Curriculares Nacionais.
Algumas sugestões para o professor subsidiar a orientação aos alunos:
Quadrinho 1 – Marcas de segmentação: título, que indica início do texto; formulação de hipótese em relação ao título: festa de aniversário, etc. A porta de entrada...etc
Quadrinho 2 – Alegria de Quinzinho ao receber o presente do cascão – progressão temática.
Quadrinho 3 – Agradecimento ao cascão – mesmo personagem do quadrinho anterior.
Quadrinho 4 – Nova informação – o presente é utensílio de cozinha
Quadrinho 5 – Agradecimento do aniversariante mesmo sem entender o porquê dos presentes.
Quadrinho 6 – Nova informação – outro presente utensílio de cozinha.
Quadrinho 7, 8 e 9 – Sequência lógica dos personagens entregando os presentes (todos utensílios de cozinha)- Ver sequência dos person
agens e dos presentes.
Quadrinho 10, 11 e 12 – OBRI – GA – DO! A palavra dividida em 3 quadrinhos dá a idéia de progressão temática, ou seja, indica a sequência de que Quinzinho recebeu muitos presentes e agradeceu cada um.
Quadrinho 13 – Inferência autorizada: Magali é comilona e Quinzinho é padeiro.
Inferência não autorizada antes do último quadrinho – Magali comilona organizou a festa.
A palavra FIM é uma pista que indica o final da história.
Ao final, o professor deve xerocar PARA CADA ALUNO a história em quadrinhos original “Quinzinho em Parabéns” para que o estudante faça a comparação do original com a sequência feita por ele.
Recursos Complementares
O professor poderá preparar a mesma atividade com outras histórias em quadrinhos disponíveis no site:
Sugestão de leituras para o professor:
• BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa/SEF. Brasília: MEC/SEF, 1998.
• KLEIMAN, Ângela. Oficina de leitura: teoria e prática. Campinas, SP: Pontes, 1997.
• ______. Leitura, ensino e pesquisa. 2ª Ed. Campinas, SP: Pontes, 1989.
Avaliação
A avaliação ocorrerá, de forma coletiva, em todos os momentos em que os alunos estiverem participando das atividades e discussões propostas. Ocorrerá individualmente por ocasião da produção das sequência da História em quadrinhos e quando solicitada a exposição individual de posicionamento.



O que é história em quadrinhos?


O que o aluno poderá aprender com esta aula
■Manusear gibis e levantar, preliminar e intuitivamente, características recorrentes no gênero história em quadrinhos;
■conhecer o gênero histórias em quadrinhos: constituição e funcionamento;
■conhecer os personagens que fazem sucesso nas histórias em quadrinhos infantis;
■diferenciar os tipos de balão que dão voz aos personagens das histórias em quadrinhos;
■compreender o significado das onomatopeias;
■relacionar linguagem verbal e não verbal de modo a produzir sentido.
Duração das atividades
2 aulas de 50 minutos cada.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o alunoOs alunos terão de:
■saber minimamente que a língua comporta tipos de linguagem: a linguagem verbal (utiliza a palavra), a não verbal (não utiliza a palavra) e a mista (presença dos dois tipos anteriores);
■saber que, basicamente, para contar uma história é necessário alguém para contar os fatos, personagens que participam dos fatos que, por sua vez, ocorrem em determinado lugar e num tempo. Além disso é necessário saber o que contar;
■ter noção que o som pode ser representado graficamente, por exemplo: o som da batida em uma porta de madeira é representado pela onomatopeia: “TOC, TOC”.
Estratégias e recursos da aula
■Atividades em duplas;
■discussões coletivas;
■roteiro de estudo;
■sala de computação com recurso à Internet.
Aula 1
Atividade 1
O professor iniciará a aula levando para a sala diferentes gibis e/ou quadrinhos impressos em folhas avulsas ou inseridos no suporte de texto original, isso porque quando se fala no gênero história em quadrinhos (doravante HQs), ele não ocorre necessariamente apenas no gibi, pode ocorrer em revistas, jornais, dentre outros suportes.
Os alunos estarão organizados em círculo para melhor manusearem as histórias.
Assim, esta primeira atividade constará do primeiro contato do aluno com as HQs, isto é, uma atividade livre para aguçar o aluno quanto ao trabalho que será desenvolvido.
Importante: esta aula pode tranquilamente ser desenvolvida na biblioteca da escola, já que é pressuposto que neste espaço haverá material para consulta. Alguns exemplos:









Atividade 2
Depois de manusearem livremente os gibis e demais suportes, os alunos junto com o professor levantarão características comuns nas HQs.
O professor anotará as informações no quadro.
Importante: neste momento, os alunos terão total liberdade para citar semelhanças entre as histórias.
O esperado é que os aprendizes observem, dentre outras coisas, que as histórias em quadrinhos apresentam basicamente:
■narrador, personagens, tempo, espaço e enredo (claro que esses elementos da narrativa devem ser tratados conforme nível de ensino);
■quadrinhos alinhados na página sem necessariamente uma quantidade específica;
■balões para as falas ou pensamentos;
■palavras que representam barulhos;
■textos verbais curtos;
■imagens a cada quadrinho;
■títulos;
■nomes dos autores.
Atividade 3
Depois de elencadas semelhanças, o professor então partirá para o trabalho formal do gênero.
Escolherá duas histórias em quadrinhos e disponibilizará para toda turma.
Essa disponibilização pode ser por meio do papel impresso ou ainda por meios digitalizados.
O objetivo é que mostre ao aluno a estrutura da HQ.
Esta atividade, com base em um questionário, será desenvolvida em duplas com base em duas HQs:
HQ 1









Questionário para as duas HQs:
1.Qual o título das histórias?
2.Quais os personagens que delas participam?
3.Apresentam personagens principais? A
4. história é apresentada em cores ou não?
5.Quantos quadrinhos compõem a narrativa? Eles são divididos igualmente nas duas histórias?
6.A leitura dos quadrinhos é da direita para a esquerda ou pode-se ler cada quadrinho na ordem que lhes interessar?
7.Existe alguma palavra que representa algum som? Se sim, qual (is)? O que representam?
8.Quantos quadrinhos, nas duas histórias, contêm palavras? E quantos não contêm?
9.Os quadrinhos que usam a palavra apresentam grandes textos? Por que vocês acham que isso acontece?
10.Se nos quadrinhos tivesse apenas textos que se utilizam de palavras, vocês acham que as HQs deixariam de ser assim chamadas? Por quê?
11.Aparece o nome do autor das HQs?
12.Qualquer pessoa pode ler esse tipo de história?
13.Há uma preferência de leitores para as HQs? Por quê?
14.Qual o assunto (enredo) das histórias?
15.Há uma preferência por um tipo de assunto?
16.Qual o local de aparecimento, em geral, das HQs?
Atividade 4
Terminado o questionário, a professora dará início à sua correção enfatizando a composição estrutural, temática e estilística (gênero) das HQs:
Uma história como qualquer outra no que tange à presença dos elementos da narrativa, mas que se apresenta em quadrinhos.
Não existe um número específico de quadrinhos; estes variam conforme enredo.
Entretanto, sua leitura obedece a uma ordem espacial e direcional: da esquerda para a direita e de cima para baixo.
 Há ainda o nome do autor da história e a presença indispensável de balões para representar a fala dos personagens ou o som.
Os quadrinhos apresentam textos curtos porque, em geral, a imagem diz muito neste gênero.
O tipo de linguagem varia conforme personagem e contexto situacional; por exemplo, o Cascão, da Turma da Mônica, utiliza o tipo informal de linguagem, diferente do Franjinha.
Mesmo que haja variação, a preferência é por uma linguagem que se aproxima da linguagem do cotidiano e preferencialmente descarta vocábulos técnicos ou muito rebuscados.
Os assuntos tratados pelas HQs não são pré-definidos, pois variam conforme desejo autoral.
Aula 2
Atividade 1
Esta aula será desenvolvida em laboratório de informática que esteja conectado à Internet.
Os alunos serão novamente organizados em duplas.
O professor trabalhará com a significação dos tipos de balões e as onomatopeias.
Para tanto, instruirá os alunos para acessar os links:
Nestes links, os alunos encontrão os seguintes tipos de balões: pensamento, sussurro, choro, grito, diálogo ou fala, coletivo, indicador. Em seguida, o professor questionará se há alguma relação entre o tracejado de cada balão e o sentimento ou expressão que ele simboliza.
Depois, os alunos visitarão o link:
e tentarão indicar a que estado de espírito da personagem o balão simboliza.

 



Atividade 2
Conhecidos os tipos de balões, o professor trabalhará com as onomatopeias.
Para tanto, conduzirá os alunos para o link no qual consta a imagem:: http://www.divertudo.com.br/quadrinhos/onoma2.gif




Os alunos terão de relacionar os sons com a grafia dos balões.
Feita essa relação, o professor então dirá que as onomatopeias representam graficamente os sons.
Daí, conduzirá a seguinte dinâmica: Perguntará aos alunos qual escrita representaria os sons das seguintes ações:
■Escovar os dentes;
■Bater com a cabeça no poste;
■Piscar os olhos;
■Bocejar;
■Etc.
Posteriormente, no quadro, o professor deve anotar as onomatopeias dos alunos e discutir o que não for adequado.
Atividade 3
Esta última atividade permitirá ao aluno relacionar linguagem verbal e não verbal na produção de sentidos. Para isso, o professor orientará toda atividade por meio de questionamentos orais que deverão ser respondidos aleatoriamente pelos alunos que acompanharão as histórias acessando os links:
O professor, ao final deste trabalho, pedirá aos alunos para completarem oralmente a história disponível no link:
Sugestões de leitura para o professor:
A história dos quadrinhos – reportagem de jornal
Para professores: o trabalho com o gibi na sala de aula
SANTOS, Roberto Elisio dos. História em quadrinhos na sala de aula. In: XXVI Congresso Internacional de Ciências da Comunicação. BH/MG de 2 a 6 setembro de 2003. Disponível em: http://www.scribd.com/doc/2901302/Historia-em-quadrinhos-na-sala-de-aula
 Recursos Complementares
Avaliação
A avaliação será proposta com base nas atividades desenvolvidas nas aulas:
■Identificação das características recorrentes nas HQs;
■realização do questionário sobre duas HQs para estudar a constituição e funcionamento do gênero;
■co-relacionamento entre balões usados nas HQs e significados convencionalmente estabelecidos;
■identificação de onomatopeias com os sons que representam;
■criação de uma HQs por meio do preenchimento de balões relacionando o verbal e não verbal para possibilitar sentido;
■discussões em geral orientadas pelo professor e realizadas na sala acerca das HQs.





Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios