BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, março 06, 2011

Páscoa e afins -06/03/11

Páscoa
O hábito saudável da leitura
"DE COMO O TRIGO VIROU PÃO "

Quando o capim viu que tinha recebido tão belas espigas, deixou - em agradecimento - brotar em cada grão uma pequena irradiação, de maneira que as espigas pareciam cheias de pequenos sóis. Os grãos cresceram, cresceram e ficaram tão pesados que as espigas se inclinaram para a terra, dizendo-lhe: "Querida terra, o céu nos deu a luz e você nos deu a matéria.
Em agradecimento enviamos nossas irradiações ao céu e inclinamos nossos grãos para você". Disse então a terra:" Vocês agora estão contentes por estarem assim carregadas de grãos, mas ainda terão que sofrer muito.
Não desanimem, pois no fim ficarão brancas como a luz celeste e receberão um novo corpo, redondo e marron como uma pequena terra".
As espigas ouviram atentamente as palavras da terra.
Então chegou o lavrador e ceifou as espigas.Malhou o trigo tanto que os grãos saltaram de suas cascas."Este é o sofrimento de que a terra falou", pensaram as espigas.
"Isto tem que acontecer para ficarmos brancas como a luz e redondas e marrons como a terra".
Depois de terem sido malhados os grãos foram colocados em sacos.
Ali dentro estava apertado e escuro.
O lavrador pegou o saco nas costas e o levou para o moinho.
A cada passo que dava, os grãos ralavam-se e desejavam sair daquele saco escuro.
"Aqui está tão apertado e escuro", queixavam-se.
Depois o saco foi aberto e os grãos pularam para fora.
Mas não alcançaram a luz. Foram, sim, para um funil ainda mais escuro.
No moinho, o trigo foi moído e perdeu sua própria forma.
Mas continuava a lembrar-se do que a terra lhe dissera e, por isso, suportava tudo.. Assim o trigo foi transformado em farinha, branca como a luz celestial.
Em seguida, a mulher do lavrador tomou a farinha e misturou-a com água, fermento e sal, e da massa formou um pão redondo.
Levou-o ao forno, onde ele criou uma crosta firme e ficou parecendo uma pequena terra, redondo e marrom.
E assim cumpriu-se o que a terra prometera ao trigo quando este ainda estava no campo.

Fonte:Retirado do blog da amiga Betty:http://canto-do-conto.blogspot.com/

História do trigo e uva 



Padre Zezinho
Fui um fruto pequenino que a videira produziu
Fui um simples grão de trigo que cresceu e ninguem viu
Quando enfim chegou o tempo que o Senhor predestinou
De pequeno grão de uva gota dele agora sou
De pequenogrão de trigo esmagado até ser pão
Transformei-me em corpo santo
de um amigo e de um irmão
Fui aquele vinho puro que no altar alguem deixou
Fui aquele pão pequeno que o irmão no forno assou
Quando enfim chegou o tempo que o amor predestinou
Eu que era vinho puro gota dele agora sou
Eu que era simplesmente nada mais que um simples pão
Sou agora alimento que produz libertação
Observação: No vídeo a palavra DELE está como D'AGUA
Fonte:
http://letras.terra.com.br/padre-zezinho/1302042/
http://www.youtube.com/watch?v=iktfVO5IYEw
Leitura Informativa/Instrucional

O trigo (Triticum spp.) é uma gramínea que é cultivada em todo mundo.
 Globalmente, é a segunda-maior cultura de cereais, a seguir ao milho; o terceiro é o arroz.
O grão de trigo é um alimento básico usado para fazer farinha e, com esta, o pão, na alimentação dos animais domésticos e como um ingrediente na fabricação de cerveja.
O trigo é plantado também estritamente como uma forragem para animais domésticos, como o feno.
História
O trigo foi primeiramente cultivado no Crescente Fértil, no Médio Oriente. Os arqueólogos demonstraram que o cultivo do trigo é originário da Síria, Jordânia, Turquia e Iraque. Há cerca de 8 000 anos, uma mutação ou hibridização ocorreu, resultando em uma planta com sementes grandes, porém que não podiam espalhar-se pelo vento. Esta planta não poderia vingar como silvestre, porém, poderia produzir mais comida para os humanos e, de fato, ela teve maior sucesso que outras plantas com sementes menores e tornou-se o ancestral do trigo moderno
Espécies mais comuns
Trigo Comum - (T. aestivum) Uma espécie hexaplóide que é a mais cultivada no mundo.
Triticum monococcum - Uma espécie diplóide com variedades selvagens e domesticadas.
Foi uma das primeiras espécies cultivadas, mas raramente utilizada atualmente.
Farro - (T. turgidum var. dicoccum) Uma espécie tetraplóide com variedades selvagens e domesticadas. Cultivada em tempos antigos, mas pouco atualmente.
É de farro que vem a palavra farinha.
Trigo duro - (T. turgidum var. durum) A única variedade tetraplóide largamente usada hoje.
Kamut® - (T. turgidum var. polonicum) Uma variedade tetraplóide cultivada em pequenas quantidades, mas extensivamente comercializada. Originária do Médio Oriente
Espelta - (T. spelta) Outra espécie hexaplóide cultivada em pequenas quantidades
Desenvolvimento da cultura
Espiga de trigo.As decisões quanto ao manejo da cultura necessitam de conhecimento do estágio de desenvolvimento da plantação.
Em especial, as aplicações de fertilizantes, fungicidas e reguladores de crescimento são feitas em estágios específicos de crescimento da planta.
Por exemplo, as recomendações (americanas) atuais geralmente indicam que a segunda aplicação de nitrogênio deve ser feita quando a panícula (não visível nesta época) está com aproximadamente 1 cm de tamanho (Z31 na escala Zadok).
O conhecimento dos estágios também é utilizado para identificar os períodos de maior risco para a planta quanto ao clima.
Por exemplo, o estágio de meiose é extremamente suscetível a baixas temperaturas (abaixo de 4°C) ou altas temperaturas (acima de 25°C).
 Os produtores ainda se beneficiam sabendo que quando a folha bandeira (última folha) aparece ela representa cerca de 75% das reações de fotossíntese durante o período de enchimento dos grãos e, por isso, ela deve ser mantida livre de doenças ou ataque de insetos para garantir uma boa colheita.
Existem muitos sistemas para identificar os estágios da planta, sendo as escalas Feekes e Zadoks as mais utilizadas nos Estados Unidos. Cada escala é um sistema padrão que descreve estágios sucessivos atingidos pela planta durante a época de cultivo.
 Moagem
Denomina-se moagem de trigo o processo de retirada do endosperma ou farinha do grão de trigo
O endosperma compõe cerca de 75 a 80% do total do grão, para podermos separar esse endosperma de casca ou farelo, o grão deve ser submetido à uma umidificação seguida de um repouso, o qual é determinado pela dureza do grão.
Esse repouso do trigo faz com que o farelo se torne flexível e friável, possibilitando assim a retirada de farinha,que fica agregada ao mesmo.
Para separar o endosperma da casca podem ser utilizados rolos de moagem em bancos de cilindros, seguidos de uma peneiração em peneiradores planos ou plansifters.
Os grãos passam diversas vezes pelos rolos até que se consiga fazer uma separação completa, para os grãos inteiros ou com grande quantidade de farelo agregado utilizamos rolos raiados.
Durante a primeiras passagens pelos rolos raiados temos a geração de sêmolas ou partículas de endosperma que variam de 200 a 1000 mícrons de tamanho, abaixo desse range já pode ser classificado como farinha e acima retorna novamente ao banco de cilindro para posterior moagem, seguida de peneiração. e assim sucessivamente até que se retire todo endosperma agregado ao farelo.
As sêmolas por sua vez passam pelo sassor onde são classificadas de acordo com sua pureza e seguem para bancos de cilindros com rolos lisos, para serem reduzidas, após são peneiradas novamente, voltam aos cilindros para serem comprimidas , assim sucessivamente até estarem na granulometria de farinha ou farelo.
É necessário um conjunto de rolos raiados e lisos e muitas peneiras para que o processo possa ser realizado de maneira que se retire todo o endosperma presente no grão.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Trigo


Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios