BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, julho 05, 2011

Folclore > Negrinho do Pastoreio - 05/07/11

A LENDA DO NEGRINHO DO PASTOREIO.

Autor :Luzia Luzinete Pereira
Co-autor: Nayde Solange Garcia Fonseca

Estrutura Curricular:
Linguagem oral e escrita Falar e escutar

Dados da Aula:
O que o aluno poderá aprender com esta aula:
Com esta aula, o aluno na faixa etária dos cincos anos poderá aprender a:
■Localizar a região Sul do mapa mundi, globo terrestre e google earth;
■Conhecer a lenda do Negrinho do Pastoreio;
■Identificar alguns elementos e mitos da lenda;
■Produzir trabalhos artísticos sobre a lenda do Negrinho do Pastoreio.

Duração das atividades:
Quatro aulas de trinta minutos de duração.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
Conceito de "lenda".

Estratégias e recursos da aula:
ATIVIDADE 01 - LOCALIZANDO A REGIÃO SUL.
1º Momento:
O(a) professor(a) deverá propor um estudo sobre a lenda "Negrinho do Pastoreio", que tem como origem a região Sul do país.
A turma deverá localizar a região Sul em fontes diferentes, como: globo terrestre, mapa mundi e google earth.
O(a) professor(a) deverá auxiliar as crianças a manusearem os mapas, instigando-as a se localizarem:
■Onde será que estamos?
■Quem sabe o que significa essa cor azul no mapa? (se referindo ao mar)
■O Rio Grande do Sul é o estado representado no mapa por qual cor?
■O Rio Grande do sul fica perto de qual estado?
Após terem localizado o estado do Rio Grande do Sul nos mapas, o/a professor/a poderá questionar se eles conhecem outras lendas dessa região.
As falas das crianças deverão ser registradas, para serem confrontadas no final do estudo

ATIVIDADE 02 - CONHECENDO A LENDA DO NEGRINHO DO PASTOREIO.
1º Momento:
As crianças sentarão ao redor do(a) professor(a), que lerá a lenda "Negrinho do Pastoreio" do livro Lendas Brasileiras de Câmara Cascudo.
 É importante que a leitura envolva todos os alunos, para tanto, o(a) professor(a) deverá ressaltar o timbre de voz, gestos, expressões faciais e mantê-los atentos a narrativa.
Há algumas versões da lenda no sites:

2º Momento :
O/a professor/a deverá fazer perguntas às crianças sobre a história:
■Quem eram os personagens da história?
■O que vocês acharam da atitude do fazendeiro? Por quê?
■O que vocês sabem sobre os escravos?
■ De onde eles vieram?
■Quais eram as condições de trabalho deles:
■Como eles viviam?
■Como o fazendeiro deveria agir com o menino? Por quê?

ATIVIDADE 03 - ASSISTINDO VÍDEO SOBRE O NEGRINHO DO PASTOREIO.
1º Momento:
A turma será convidada a assistir a um vídeo contando a história do Negrinho do Pastoreio:

2º Momento:
Depois, o professor fará questionamentos para a turma:
■Quais as semelhanças entre a história que lemos e a que o vídeo conta?
■E quais as diferenças?
■Em que época vocês acham que se passou a história?
■Vocês sabem quem eram os escravos?
■De onde vieram e como vieram?
■Quem e quando os escravos foram libertados?
■Vocês acham correto chamar o menino de Negrinho? Por quê?
O/a professor/a deverá possibilitar que as crianças falem acerca da temática, respeitando as falas e propiciando que as crianças reflitam sobre a condição do escravo naquela época.

ATIVIDADE 04 - DRAMATIZANDO A LENDA: O NEGRINHO DO PASTOREIO.
1º Momento:
 O/a professor/a deverá propor para a turma realizar um teatro de bonecos.
 Mas antes, o/a professor/a deverá exibir alguns videos sobre teatro de bonecos:
http://www.youtube.com/watch?v=CzvTgSp7iNA&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=ivswZysu180&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=Fo_1XLkbyjw
http://www.youtube.com/watch?v=SR4fpFDvIhk&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=GqcT0R-m3No&feature=related

2º Momento:
 Depois, o/a professor deverá orientar a escrita do texto, informando que as crianças farão uma releitura da lenda, tendo a liberdade de alterar o enredo.
Pautados nos jogos teatrais de Viola Spolin, as crianças deverão pensar onde?
 (lugar que vai acontecer a cena)
Quem? (personagens)
e O quê? (enredo).
Depois, deverão discutir, elaborar e construir a peça teatral, para tanto deverão decidir como farão os bonecos (meia, papel maché, papel recortado).
Em seguida, o/a professor/a poderá dividir a turma em pequenos grupos, os quais deverão:
■Elaborar e construir um teatro para os bonecos. - Uma caixa grande de papelão poderá ser o palco.
■Desenhar e pintar os cenários. - O painel deverá ficar ao fundo da caixa.
■Desenhar e pintar os personagens em papel cartão - Discutir a proporção dos tamanhos: do cavalo, do fazendeiro, o negrinho, do filho do fazendeiro e fixá-los no palito de churrasco/vareta, ou construirem os bonecos com meia.
■Elaborar e produzir a sonoplastia. Som do cavalo correndo, do vento, da chuva, músicas de fundo.


3º Momento:
Depois, as crianças deverão apresentar a peça, movimentando os personagens com as mãos ou varetas, utilizando os elementos teatrais como sonoplastia e iluminação.
A apresentação poderá acontecer várias vezes, oportunizando que as crianças vivenciem os papéis que desejarem.
O/a professor/a poderá filmar a peça para que as crianças avaliem o produto final e possam discutir no grande grupo o que deu certo e o que poderiam melhorar.


Recursos Complementares:
Site para pesquisa:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Negrinho_do_Pastoreio


Avaliação:
O aluno será avaliado:
■Pelo conhecimento conquistado sobre a lenda "Negrinho do Pastoreio";
■Por seu desempenho na realização das atividades;
■Sua participação na elaboração e produção cênica.
■Por sua interação com o grupo;

Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=26885
 
 
Negrinho Pastoreiro, Saci-Pererê e Iara:
conhecendo os personagens do folclore brasileiro

Autor :Thyago Madeira França
Co-autor:Aparecida Clemilda Porto

Estrutura Curricular:
Língua Portuguesa :
Língua escrita: prática de produção de textos
Língua oral e escrita: prática de produção de textos orais e escritos
Leitura e escrita de texto
 Linguagem oral: escrita e produção de texto
 Processos de interlocução


Dados da Aula:
O que o aluno poderá aprender com esta aula
■pesquisar as origens e a história de Negrinho Pastoreiro, Saci-Pererê e Iara, personagens do folclore brasileiro;
■conhecer os personagens folclóricos da cultura brasileira;
■produzir uma narrativa ficcional que possua os personagens folclóricos em questão como personagens principais.


Duração das atividades: 5 aulas de 50 minutos

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
O aluno deverá possuir conceitos introdutórios de cultura popular, bem como conhecer a estrutura da narrativa.


Estratégias e recursos da aula:
ATIVIDADE 01
Pesquisando personagens do folclore brasileiro
Antes de propor a pesquisa que permeia essa atividade, faça uma introdução, por meio de um debate, sobre o conceito de folclore. Aborde os seguintes pontos:
■conjunto de mitos e lendas que as pessoas passam de geração para geração;
■histórias que nascem da imaginação das pessoas, principalmente dos moradores das regiões do interior do Brasil;
■histórias criadas para passar mensagens importantes ou apenas para assustar as pessoas;
■divide-se em mitos e lendas;
■originam festas populares em todas as regiões do país.

Explique também a diferença entre mitos e lendas:

■mitos: narrativas que possuem um forte componente simbólico.
Como os povos da antiguidade não conseguiam explicar os fenômenos da natureza, através de explicações científicas, criavam mitos com este objetivo: dar sentido as coisas do mundo.
Os mitos também serviam como uma forma de passar conhecimentos e alertar as pessoas sobre perigos ou defeitos e qualidades do ser humano.
Deuses, heróis e personagens sobrenaturais se misturam com fatos da realidade para dar sentido a vida e ao mundo.
http://www.suapesquisa.com/folclorebrasileiro/folclore.htm


■lendas: são estórias contadas por pessoas e transmitidas oralmente através dos tempos.
 Misturam fatos reais e históricos com acontecimentos que são frutos da fantasia.
As lendas procuraram dar explicação a acontecimentos misteriosos ou sobrenaturais. http://www.suapesquisa.com/folclorebrasileiro/folclore.htm


Após a introdução, divida a turma em 6 grupos, sendo:
■2 grupos responsáveis por pesquisar o personagem Saci-Pererê;
■2 grupos responsáveis por pesquisar o personagem Negrinho do Pastoreio;
■2 grupos responsáveis por pesquisar a personagem Iara.
No laboratório de informática, os grupos deverão pesquisar, em sites, informações sobre tais personagens do folclore brasileiro.

Pontos a serem pesquisados:
■a lenda de origem do personagem;
■a região do país que, supostamente, o personagem surgiu;
■os valores míticos/ideológicos advindos de tais lendas.


Sugestões de sites para a pesquisa:
http://sitededicas.uol.com.br/cfolc.htm  
http://www.folclore.adm.br/  
http://www.brasilfolclore.hpg.ig.com.br
http://pt.wikipedia.org/wiki/Folclore_brasileiro  


Ao pesquisarem, os alunos deverão fazer anotações em seus cadernos.
Tais informações servirão de conteúdo para a produção de cartazes.


ATIVIDADE 02
Produção de cartazes
Os alunos deverão, em casa, desenhar ou imprimir figuras relativas ao seu personagem folclórico. Estimule a produção de desenho, no entanto permita que eles retirem as imagens de sites e revistas.
Os links supracitados também são úteis para esse fim.
Peça que os alunos tragam, para a sala de aula, os seguintes materiais:
■cartolina (1 ou 2 para cada grupo);
■lápis de cor e canetinhas hidrocores;
■tesoura;
■fita crepe;
■cola.
Caso seja possível, consiga com a secretaria escolar mais desse material, caso a quantidade do mesmo seja insuficiente para o trabalho dos alunos.
Os grupos deverão montar os cartazes, inserindo:
■texto com as informações essenciais sobre o personagem folclórico;
■imagens selecionadas/desenhadas que ilustram o personagem e seu ambiente natural.
Disponilize cerca de 50 minutos para a produção dessa ativididade.


ATIVIDADE 03
Apresentação dos cartazes
Cada grupo deverá apresentar seu cartaz em 6 ou 7 minutos.
Intercale os grupos que pesquisaram sobre o mesmo personagem. Após as apresentações, permita que os demais alunos façam  perguntas/complementos/questionamentos aos colegas.
Auxilie os alunos a afixarem seus trabalhos na sala de aula ou nos corredores da escola.

ATIVIDADE 04
Produção de uma narrativa
A partir das pesquisas empreendidas, bem como das apresentações de todos os cartazes, os alunos deverão produzir, individualmente uma narrativa ficcional.
Os textos deverão:
■utilizar Saci-Pererê, Iara e Negrinho do Pastoreio como personagens principais;
■possuir um enredo de aventuras relacionadas à lenda dos personagens (fatores míticos e sobrenaturais);
■utilizar o discurso indireto.
Dê 3 dias para que os alunos produzam seus textos.


ATIVIDADE 05
Leitura dos textos
Promova uma atividade de leituras das narrativas.
Organize os alunos de modo que todos contribuam para uma boa leitura do colega.


Recursos Complementares:
Vídeo sobre a lenda do Saci-Pererê:
http://www.youtube.com/watch?v=VtIFR9snY6g&feature=fvst
Vídeo-áudio da canção "Sereia Iara nas lendas amazônicas", de Eraldo E. da Silva:
http://www.youtube.com/watch?v=5HigsxRF6cg
Vídeo sobre a lenda gaúcha do Negrinho do Pastoreio:
http://www.youtube.com/watch?v=Ydf-QwNXUug


Avaliação:
Os alunos deverão ser avaliados nos seguintes aspectos:
■pesquisa das lendas e mitos sobre os personagens folclóricos;
■compreensão da importância dos personagens folclóricos para a cultura brasileira;
■produção e apresentação de uma narrativa ficcional que tenha como principais os personagens folclóricos.


Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=23853
 
Explicando o significado da palavra folclore
e contextualizando algumas lendas.
Autor :Miguel Victor Neves Saraiva
Co-autor: Marcos Vinícios Pimentel de Andrade


Estrutura Curricular:
Arte Visual :O fazer artístico
 Educação Física :Atividades rítmicas e expressivas
 Arte Visual: Produção do aluno em arte visual
Movimento Coordenação


Dados da Aula:
O que o aluno poderá aprender com esta aula
- o significado da palavra folclore, resgatando algumas lendas folclóricas das culturas regionais brasileiras.
- a lenda folclórica do negrinho do pastoreiro, e compreender seu valor histórico.
- brincadeiras lúdicas com o tema trabalhado.


Duração das atividades:
50 min/1 aula

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
Não há necessidade de conhecimentos prévios.


Estratégias e recursos da aula:





Nesta primeira aula do planejamento sobre as lendas Folclóricas Brasileiras, o professor explicará as crianças o significado da palavra “folclore” e como são construídas as lendas folclóricas.
O folclore é um gênero de cultura de origem popular, constituído pelos costumes e tradições populares transmitidos de geração em geração.
Todos os povos possuem suas tradições, crendices e superstições, que se transmitem através de lendas, contos, canções, danças, religiosidade, brincadeiras infantis, mitos, idiomas e dialetos característicos, adivinhações, festas e outras atividades culturais que nasceram e se desenvolveram com o povo.
Vale lembra que esse planejamento é para ser colocado em prática na Educação Infantil e nos primeiros anos do Ensino Fundamental Inicial.
Sendo assim, uma forma lúdica de se começar essa aula, é apresentando para os alunos os vídeos sobre folclore abaixo:

Vídeo: http://folcloreportaldoprofessor.wordpress.com/  
http://www.youtube.com/watch?v=k2N3_Dwdltg&feature=related


Depois de passar esses dois vídeos para os alunos, o professor perguntará quais foram às lendas folclóricas apresentadas e se alguém conhece mais alguma lenda que não foi relacionada em nenhum dos dois vídeos.
Em seguida, o professor explicará que nessa primeira aula os alunos conhecerão a lenda do Neguinho do Pastoreiro.
Por ter surgido no período da escravidão no Brasil, essa lenda mostra muito bem a violência e a injustiça imposta aos escravos.
Por isso o professor poderá também explicar um pouco as crianças o que foi a escravidão e qual o seu papel para o Brasil.



Fonte: http://2.bp.blogspot.com/_pzYOJhobpOU/THP59jsG7oI/AAAAAAAAAug/ExYGkeL4qoo/s1600/NegrinhoPastoreio.jpg  
De acordo com a lenda, havia um menino negro escravo, de quatorze anos, que possuía a tarefa de cuidar do pasto e dos cavalos de um rico fazendeiro.
Porém, num determinado dia, o menino voltou do trabalho e foi acusado pelo patrão de ter perdido um dos cavalos.
O fazendeiro mandou açoitar o menino, que teve que voltar ao pasto para recuperar o cavalo.
Após horas procurando, não conseguiu encontrar o tal cavalo.
Ao retornar á fazenda foi novamente castigado pelo fazendeiro.
Desta vez, o patrão, para aumentar o castigo, colocou o menino pelado dentro de um formigueiro. No dia seguinte, o patrão foi ver a situação do menino escravo e ficou surpreso.
O garoto estava livre, sem nenhum ferimento e montado no cavalo baio que havia sumido.
Conta à lenda que foi um milagre que salvou o menino, que foi transformado num anjo.
Para que os alunos possam compreender melhor a lenda, o professor contará a história passo a passo com o vídeo abaixo.

Atividade 1
Depois de ter apresentado a lenda do Neguinho do Pastoreiro para os alunos, o professor distribuirá uma folha de papel A4 para as crianças e pedirá que eles representem no papel o que eles entenderam da lenda e dos personagens ou alguma idéia nova que poderia ser incluída na lenda.
 Essa atividade estimulará a imaginação dos alunos e ainda servirá como uma diagnose para saber se os alunos entenderam a história.

Atividade 2
Para essa atividade, o professor explicará que o Neguinho do Pastoreiro ficou conhecido como o protetor das pessoas que perdem algo.
De acordo com a crença, ao perder alguma coisa, basta pedir para o menino do pastoreio que ele ajuda a encontrar.
Assim, com os alunos na quadra de Educação Física, o professor dividirá a turma em três ou quatro grupos.
 Em seguida, explicará que cada grupo estará representado por uma cor (azul, amarelo, vermelho e verde), e terão que encontrar as “moedas” (rodelas de cartolina nas cores dos grupos) que foram perdidas na escola.
E para facilitar a procura, o professor comentará com os grupos que o Neguinho do Pastoreiro deixou uma dica que ajudará a encontrar as “moedas”.
Dica: As moedas poderão ser encontradas onde eu fui amarrado e castigado pela primeira vez.
Resposta: Árvore
Por último, o professor explicará que todos os grupos terão até dez minutos para recolher todas as “moedas” da sua cor.
O grupo que não completar deverá realizar uma prenda que será escolhida pelos outros grupos.
OBS: Para essa atividade, o professor antes de começar a aula deverá fixar as rodelas de cartolinas coloridas nas árvores da escola.



Atividade 3
Como o Neguinho do Pastoreiro se tornou um excelente cavaleiro, nessa atividade os alunos terão que mostrar também que são bons cavaleiros.
Para isso, o professor trabalhará com a imaginação dos alunos, distribuindo um bastão para cada grupo, que servirá como um cavalo.
 Assim, o professor colocará os grupos da atividade anterior de um lado da quadra, e as “moedas” que também foram utilizadas antes, no outro lado da quadra. Ao sinal do professor, um aluno de cada grupo, deverá se deslocar “cavalgando” até o outro lado, pegar a “moeda”, voltar para o lado inicial, e passar o “cavalo” para o outro aluno do grupo.
Vencerá a disputa o grupo que resgatar todas as “moedas” primeiro.
Ao final da aula o professor reunirá os alunos para uma avaliação da aula.


Recursos Complementares:
Sites: http://folcloreportaldoprofessor.wordpress.com/  
http://www.suapesquisa.com/folclorebrasileiro/folclore.htm
http://sitededicas.uol.com.br/folk08.htm


Avaliação:
Como forma de observar a aprendizagem dos objetivos dessa aula, o professor realizará algumas perguntas aos alunos:
a) O que significa a palavra folclore?
b) como surgi uma lenda folclórica?
c) Quem foi o Neguinho do Pastoreiro?
d) O que eles entendem pela palavra escravo ou escravidão?
e) O que foi mais difícil nas atividades práticas?

Fonte:  http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=25357
 

O Negrinho do Pastoreio


Conta-se que, há muitos anos, quando ainda havia escravidão no Brasil, vivia no sul um menininho negro.
Os pais dele tinham sido vendidos para um outro dono, e ele acabou ficando sozinho em uma fazenda.
Como ninguém sabia o nome que seus pais haviam lhe dado, acabaram chamando o menino de Negrinho do Pastoreio, já que ele era um excelente pastor.
Negrinho era muito devoto de Nossa Senhora.
Uma noite, um dos cavalos mais bonitos do patrão, que estava sob os cuidados dele, desapareceu. O menino pegou uma vela, rapidamente, e saiu pelo meio da escuridão para procurar o bicho, rezando para que o encontrasse.
Quando seus pés já estavam feridos de tanto caminhar, suas preces foram atendidas.
Os pingos da vela cairam no chão e se transformaram em uma enorme e maravilhosa fogueira, que iluminou todo o campo.
 Assim, Negrinho pode encontrar o cavalo e levá-lo de volta, sem que ninguém desse pela sua falta.
Mas, no outro dia, o cavalo fugiu de novo.
 Dessa vez o patrão ficou sabendo e, furioso com o pastorzinho, mandou matá-lo porque não tinha cumprido o seu serviço direito.
Chamou o capataz da fazenda, e ordenou que ele levasse o menino para um formigueiro e o deixasse lá, todo amarrado, para que fosse comido vivo pelas formigas.
O capataz obedeceu, chorando de tristeza, e abandonou a criança à sua própria sorte.
Mas, na manhã seguinte, resolveu que deveria salvar o menino, mesmo que corresse o risco de ser despedido.
Correu até o formigueiro, certo de que encontraria Negrinho muito ferido e quase à morte.
Lá chegando, teve uma enorme surpresa: lá estava o pastor, ao lado do cavalo fujão, cercado por uma luz dourada e sem nenhuma picada no corpo.
O menino disse ao capataz:
"Eu estou indo embora. Sei que você é generoso e que queria me salvar. Como agradecimento,
 vou ajudá-lo sempre a recuperar qualquer coisa que você perder.
E vou fazer o mesmo com todas as crianças.
Diga a elas para chamarem por mim sempre que precisarem encontrar algo."
Nesse instante, uma nuvem de passarinhos apareceu e levou Negrinho para longe.
Ele nunca mais foi visto, mas, daquele dia em diante, todas as crianças daquela região que perdem seus brinquedos, bichos de estimação ou outras coisas, acendem uma vela e pedem assim:
"Querido Negrinho do Pastoreio, leve esta luz a Nossa Senhora e encontre tudo o que já perdi."
(Mas, se você for pequeno e quiser tentar, por favor, peça a um adulto para acender a vela com você, OK?)






NEGRINHO DO PASTOREIO


Sou o Negrinho do Pastoreio e minha história era contada por muitos brasileiros que lutavam pelo fim da escravidão.
Naquela época havia o dono de uma fazenda que era muito malvado, um dia ele me mandou para pastorear cavalos.
Voltei no fim da tarde e o fazendeiro percebeu que faltava um cavalo.
Levei uma surra tremenda!
 Depois do sufoco que passei, encontrei o cavalo que estava faltando pastando, lacei-o com a corda, mas ele fugiu de novo.
Quando voltei sem o cavalo mais uma vez o fazendeiro me espancou e me amarrou em cima de um formigueiro.
No dia seguinte o fazendeiro levou o maior susto!
Quando ele chegou, eu já não tinha marcas pelo corpo, estava em pé e ao meu lado estava a virgem Nossa Senhora juntamente com alguns animais.
Ele se ajoelhou e me pediu desculpas, mas apenas beijei a mão de Nossa Senhora, montei em um cavalo e parti conduzindo os outros animais.


Fonte: http://www.smartkids.com.br/especiais/folclore-negrinho-do-pastoreio.html


Clique aqui para ver uma aula sobre Diversidade da cultura brasileira:







Fonte:
http://bancodeatividades.blogspot.com/2010/08/folclore-lenda-do-negrinho-do-pastoreio.html  


Cantos de Encantamento
Elias José
Editora Formato  
 
  Negrinho do pastoreio

  Nossa Senhora Aparecida
 

Os feitiços de Iara

 


Iemanjá

 


 





Link para essa postagem


3 comentários:

  1. Visual novo, professora? Bonito!...

    A propósito do Negrinho do Pastoreio, recomendo-te a releitura da lenda, na belíssima narração de João Simões Lopes Neto, publicada na Torre em 16 de agosto de 2009. O link é: http://letrasdatorre.blogspot.com/2009/08/o-negrinho-do-pastoreio.html

    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Gratíssima pela atenção e dica amigo!

    ResponderExcluir
  3. eu também sou professor do ensono fundamental
    amei seu blog amiga desconhecida rio g norte

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios