BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, fevereiro 19, 2012

Um passeio pelos gêneros literários> Recomendo blog> 19/02/12


Encontrei um blog destinados à atividades de Língua Portuguesa para 4º e 5ºanos.

Vejam algumas postagens

O louco e o pinguim
O louco acorda de manhã e encontra um pingüim no quintal. O vizinho do louco, que estava espiando pelo muro, faz uma sugestão:
- Por que você não leva o pingüim para o zoológico?
- Boa idéia! Vou levar.
No dia seguinte, o vizinho encontra o louco com o pingüim no colo.
- Ué!? Você não levou o pingüim para o zoológico?
- Levei, sim. Hoje vou levá-lo ao parque de diversões e amanhã vamos ao shopping center.
Fonte: “Meu primeiro livro de piadas”
Fizetto, Ângela - Editora Todo livro.

QUESTÕES

1. Leia novamente o trecho abaixo:
“- Por que você não leva o pingüim para o zoológico?”
Ao dizer isso ao louco, o vizinho sugeria que:
a. ( ) O levasse para passear no zoológico.
b. ( ) O levasse para ver outros pingüins no zoológico.
c. ( ) O levasse para ser deixado aos cuidados do zoológico.
d. ( ) O levasse para brincar com outros animais no zoológico.

2. Leia o trecho abaixo e responda:

- Ué!? Você não levou o pingüim para o zoológico?
a. Quem disse isso?
b. Por que nesse trecho o autor escolheu usar dois sinais de pontuação diferentes que nem sempre são usados juntos (!?)?

3. Por que o vizinho ficou supresso ao encontrar o louco com o pingüim no colo?
a. ( ) Porque não se coloca pingüim no colo.
b. ( ) Porque ele não gostou de ir ao zoológico.
c. ( ) Porque ele não levou o pingüim para passear no zoológico.
d. ( ) Porque o louco não entendeu o que ele tinha sugerido.

4. “Hoje vou levá-lo...” . Nesse trecho, “lo” se refere:
a. ( ) Ao louco.
b. ( ) O vizinho.
c. ( ) Ao pingüim.
d. ( ) Não se refere a ninguém.

5. Leia novamente o seguinte trecho da piada:

“Hoje vou levá-lo ao parque de diversões e amanhã vamos ao shopping center.”

Ao dizer isso, o louco quis dizer que:
a. ( ) levar o pingüim para passear.
b. ( ) encontrar os pais do pingüim.
c. ( ) cansar o pingüim.
d. ( ) não gostava de sair de casa com o pingüim.

6. A função desse texto é:
a. ( ) Informar como divertir um animal na cidade.
b. ( ) Fazer o leitor rir.
c. ( ) Instruir como cuidar de um pingüim.
d. ( ) Informar o leitor sobre onde levar um pingüim para passear.

Torta de limão

INGREDIENTES:
1 xícara (chá) de farinha de trigo
¼ xícara (chá) de manteiga sem sal gelada e em cubos
1 gema
2 colheres (sopa) de água
1 lata de leite condensado
suco de 2 limões
3 claras
5 colheres (sopa) de açúcar
raspas da casca de 1 limão

UTENSÍLIOS
1 tigela
1 colher
1 forma com fundo removível
batedeira
Fonte: Revista Receitas e Delícias Extra. Ano 3. no. 8

PREPARO:
Em uma tigela, coloque a farinha de trigo e a manteiga. Misture até obter uma farofa. Faça um buraco no meio, adicione a gema e a água. Amasse com as mãos até obter uma massa homogênea. Forre o fundo removível com a mistura, apertando bem com as pontas dos dedos. Leve ao forno, pré-aquecido por 15 minutos ou até dourar. Na batedeira, bata o leite condensado, o suco de limão e despeje sobre a massa assada. Reserve. Para o suspiro, bata as claras em neve. Junte o açúcar aos poucos, batendo até formar picos firmes. Despeje sobre a mistura de leite condensado. Volte ao forno até começar a dourar. Decore com as raspas de limão e sirva.

QUESTÕES:

1. Enumere as ações a seguir de acordo com a ordem em que elas devem acontecer no preparo da receita:
( ) Bata o suco de limão junto ao leite condensado.
( ) Adicione a gema e a água.
( ) Decore com as raspas de limão.
( ) Coloque a farinha de trigo e a manteiga em uma tigela.
( ) Amasse com as mãos até obter uma massa homogênea.
( ) Bata as claras em neve.

2. Releia o trecho retirado do texto:
Despeje sobre a mistura de leite condensado.
Agora responda:
O que deve ser despejado sobre a mistura?

3. Releia o trecho retirado do texto:
Amasse com as mãos até obter uma massa homogênea.
Assinale a alternativa correta:
O que a expressão “massa homogênea” significa?
a. ( ) massa diferente.
b. ( ) massa fina.
c. ( ) massa igualmente distribuída.
d. ( ) massa amassada.

4. Releia o trecho retirado do texto:
Leve ao forno, pré-aquecido por 15 minutos ou até dourar.
Responda:
Quando a massa deve ser retirada do forno? Justifique sua resposta circulando a(s) palavra(s) que deram ‘pistas’ para encontrar a resposta.

O porco e os espinhos

Tem sempre uma pedra
no caminho
do amigo porco-espinho.
Ele corre no mato,
até se diverte,
dá susto nos outros
e tem namorada.
Mas, coitadinho,
não pode dar
abraço apertadinho.
PIMENTEL, Luís. Novas idéias. São Paulo: Brasil.

1- O porquinho não pode dar um abraço apertado porque ele:
( A ) corre no mato.
( B ) dá susto nos outros.
( C )tem namorada.
( D )tem espinho.

2- O narrador considera que o porco espinho é:
( A ) infeliz.
( B ) amigo.
( C ) agressivo.
( D ) indelicado.

Saudade

Filisbino Matoso andava que era uma tristeza só. Não queria nada com a vida nem aceitava o consolo de ninguém.
Quem passasse lá pelas bandas do Sítio da Purunga Sonora ia ouviu os lamentos do moço.
_ Ai! Como sofro! Sem minha querida Florisbelta não posso viver. De que me vale este lindo sítio com lago, se estou nadando em lágrimas?
Todos que moravam no Purunga Sonora e nos arredores sabiam da história da Florisbelta. Era o grande amor de Filisbino Matoso. A choradeira havia começado com o raiar do sol, quando a tal Florisbelta, sem avisar ninguém, resolvera tomar o caminho da cidade.
SALLOUTI, Elza Césari. O bilhete que o vento levou. São Paulo: Salesiana Dom Bosco, 1991.

3- “Filisbino Matoso andava que era uma tristeza só...”. Qual é o motivo da tristeza de Filisbino?
( A ) A falta que Florisbelta fazia.
( B ) Estar nadando em lágrimas.
( C ) Ter um sítio com lago e não aproveitar.
( D ) Todos dos arredores sabem da história.

4 – Como foi o final de Filisbino Matoso?
( A ) Florisbelta tomou o caminho da cidade e não voltou.
( B ) Florisbelta voltou ao sítio para rever seu grande amor.
( C ) Filisbino contou a história para todos os arredores.
( D ) Filisbino foi atrás de Filisbelta e a encontrou.

O lobo e a cabra

Um lobo, tendo visto uma cabra pastando numa montanha escarpada, e como não pudesse chegar até lá, pediu-lhe que descesse, pois, sem perceber, ela poderia cair de lá de cima. Disse ainda que o pasto onde ele estava era melhor, que a relva estava florida. Mas a cabra lhe respondeu : “ Não é em meu benefício que me chamas para o pasto, mas porque tu próprio estás sem alimento”.
Esopo: Fábulas completas. Tradução, introdução e notas de
Neide Cupertino de Castro Smolka. São Paulo: Moderna, 1994, p. 125.

5- De acordo com o texto, em relação ao lobo, pode-se afirmar que:
( A ) podia chegar até a montanha.
( B ) queria acompanhar a cabra.
( C ) estava sem alimento.
( D ) queria ajudar a cabra.

6 – A cabra não atendeu a sugestão do lobo porque:
( A ) fingiu que não ouviu o lobo.
( B ) não concordou que o pasto era melhor.
( C ) percebeu que o lobo falava de uma coisa, mas queria outra.
( D ) ela não conseguiu descer do monte.

A costureira das fadas

Depois do jantar, o príncipe levou Narizinho à casa da melhor costureira do reino. Era um aranha de Paris, que sabia fazer vestidos lindos, lindos até não poder mais! Ela mesma tecia a fazenda, ela mesma inventava as modas.
_ Dona Aranha – disse o príncipe – quero que faça para esta ilustre dama o vestido mais bonito do mundo. Vou dar uma grande festa em sua honra e quero vê-la deslumbrar a corte.
Disse e retirou-se. Dona Aranha tomou a fita métrica e, ajudada por seis aranhinhas muito espertas, principiou a tomar as medidas. Depois teceu depressa, depressa, uma fazenda cor-de-rosa com estrelinhas douradas, a coisa mais linda que se possa imaginar. Teceu também peças de fita e peças de renda e de entremeio – até carretéis de linha de seda ela fabricou.
MONTEIRO LOBATO, José Bento. Reinações de Narizinho.
São Paulo: Brasiliense, 1973.

7- O príncipe quer dar um vestido para Narizinho porque:
( A ) Narizinho deseja tem um vestido de baile.
( B ) vai se casar com Narizinho.
( C ) Narizinho desejava um vestido cor-de-rosa.
( D ) fará uma festa para Narizinho.

8- Os acontecimentos narrados se passam:
( A ) em um reinado.
( B ) em Paris.
( C ) na corte.
( D ) em uma floresta

9- No trecho “ uma fazenda cor-de-rosa...”, a palavra destacada tem o sentido de:
( A ) conjunto de bens.
( B ) extensa propriedade rural.
( C ) pano, tecido.
( D )mercadoria, gêneros.


As palavras destacadas no têm sentido de pertencimento, exceto em:
( A ) “Nossas várzeas...”
( B ) “Nosso céu tem mais estrelas”.
( C ) “Minha terra tem palmeiras.”
( D ) “Essa era a palmeira.”

O autor desses quadrinhos pretendeu chamar a atenção para a :
( A ) necessidade de se preservar as árvores.
( B ) poesia “ Canção do Exílio”, que fala da terra.
( C ) vida de passarinho solitário.
( D ) volta do sabiá pra sua casa.

Texto do caipira

O caipira andava ao longo da estrada seguido de dez cavalos. Nisso veio um automóvel e o motorista gritou para o caipira:
_Você tem dez. Mas eu tenho duzentos e cinqüenta cavalos! – E – vrruuum! – saiu em disparada!
O caipira continuou seu passo. E lá na frente estava o carro virado dentro do rio, ao lado da ponte.
Aí, o caipira falou pro motorista:
_Oi, compadre! Dando água pra tropa, é?
Ziraldo. As últimas anedotinhas do bichinho da maçã, São Paulo: Melhoramentos 1988.

O que a expressão “vrruuum! representa no texto?
( A ) O som do carro.
( B ) A voz do caipira.
( C ) O som do cavalo.
( D ) A voz do motorista.

Os rios precisam de um banho

A população das cidades esquece a importância dos rios e os utilizam como cestas de lixo. O resultado muita gente já deve conhecer: enchentes! Com tanto entulho, os canais de drenagem - isto é, o caminho que as águas percorrem morro abaixo – acabam ficando entupidos e causando inundações em dias de chuvas fortes. Para evitar as enchentes – que além da destruição, trazem doenças - , a solução é não jogar lixo nos rios. O lugar das coisas que não queremos mais, sejam chinelos, garrafas ou até eletrodomésticos, é a lata de lixo!
TORRES, João Paulo Machado. Ciência Hoje das Crianças.
Rio de Janeiro, nº 98, p. 21, dez 1999. (Fragmento)

O título do texto é uma linguagem:
( A ) figurada.
( B ) científica.
( C ) coloquial.
( D ) resumida.

A poluição dos rios pode causar:
( A ) chuva.
( B ) enchente.
( C ) desmatamento.
( D ) lixo.

Curupira

É um menino peludo, com os pés virados para trás. Protege as árvores e mora na mata. Sua diversão é fazer o pessoal se perder na floresta, com assobios e ruídos falsos. Para não cair na armadilha do Curupira, é preciso deixar penas, flechas e outros presentes pelo caminho.
ROCHA, D.M. et alii . Produzindo leitura e escrita 2. p. 123.

O Curupira tem as seguintes características, exceto :
( A ) um menino com o corpo de um ser imaginário.
( B ) agressivo com as pessoas que entram na mata.
( C ) morador da floresta e seu protetor.
( D ) brincalhão, confundindo quem anda na mata.

O hábito da leitura

"A criança é o pai do homem". A frase, do poeta inglês William Wordsworth, ensina que o adulto conserva e amplia qualidades e defeitos que adquiriu quando criança. Tudo que se torna um hábito dificilmente é deixado. Assim, a leitura poderia ser uma mania prazerosa, um passatempo.
Você, coleguinha, pode descobrir várias coisas, viajar por vários lugares, conhecer várias pessoas, e adquirir muitas experiências enquanto lê um livro, jornal, gibi, revista, cartazes de rua e até bula de remédio.
Dia 25 de janeiro foi o dia do Carteiro. Ele leva ao mundo inteiro várias notícias, intimações, saudades, respostas, mas tudo isso só existe por causa do hábito da leitura.
E aí, vamos participar de um projeto de leitura?
CORREIO BRAZILIENSE, Brasília, 31 de janeiro de 2004. p.7.

1 - "A criança é o pai do homem". A melhor explicação para esta frase é:
a) Você, coleguinha, pode descobrir várias coisas, viajar por vários lugares, conhecer várias pessoas
b) O adulto conserva e amplia qualidades e defeitos que adquiriu quando criança
c) Dia 25 de janeiro foi o dia do Carteiro
d) E aí, vamos participar de um projeto de leitura?

2 – A data 31 de janeiro ( escrita no texto) indica:
a) o dia em que William Wordsworth nasceu
b) o dia do carteiro
c) o dia em que William Wordsworth morreu
d) o dia em que foi publicado o texto

3 – William Wordsworth é:
a) um poeta
b) o autor do texto
c) o carteiro
d) o vereador de Brasília

4 – Este texto foi publicado pelo:
a) carteiro
b) Correio Braziliense
c) adulto pai da criança
d) pela criança filha do adulto

5 - No trecho "Ele leva ao mundo inteiro várias notícias..." (l. 8), a palavra sublinhada refere-se ao
a) carteiro
b) jornal
c) livro
d) poeta

6 - O assunto principal do texto é:
a) o dia do carteiro
b) a bula de remédio
c) notícias do mundo inteiro
d) a importância da leitura na vida das pessoas

7 – Este texto foi retirado:
a) de um jornal
b) da internet
c) da bula de remédio
d) do diário da criança

8 – O texto passa a impressão de que a leitura:
a) pode trazer prazer
b) pode ser chata
c) pode ser inconveniente
d) pode ampliar e conservar os defeitos que a criança adquiriu

9 - Que tipo de leitura você prefere fazer? Onde você as encontra?

Mafalda


1 - Nos 2º e 3º quadrinhos, o uso da letra mais grossa e mais escura indica que o personagem estava
( ) falando alto, com voz forte.
( ) usando tom de voz agradável.
( ) falando em voz baixa.

2 – O personagem da história ficou muito bravo com a Mafalda por que:
( ) Ela zombou dele.
( ) Porque ela o chamou de pirambaba e ele achou que era algo ruim, mesmo não sabendo o significado da palavra.
( ) Ele estava triste que foi mal na prova.

Leia com atenção o texto a seguir e responda as questões:

HISTÓRIA DO COMPUTADOR

Olá pessoal da CHC. Somos alunas da 6ª série e gostamos muito do texto: “A origem do computador” porque conta detalhes sobre esse grande invento e facilita a vida das pessoas. Gostaríamos que vocês publicassem tudo sobre as girafas, porque é nosso animal preferido.
Gilmara, Giovana e Juliana. Campo Verde/MT

3 – Esse texto foi escrito para quem?
( ) Revista Campo Verde
( ) Revista CHC

4 – Qual é o trecho da carta que comenta sobre uma matéria já lida?
( ) Gostaríamos que vocês publicassem tudo sobre as girafas, porque é nosso animal preferido.
( ) gostamos muito do texto: “A origem do computador” porque conta detalhes sobre esse grande invento e facilita a vida das pessoas.
( ) Olá pessoal da CHC. Somos alunas da 6ª série

5 – Quem é o remetente dessa carta?
( ) A Revista CHC
( ) Alunas da 6ª série
( ) Campo Verde/ MT

6 – Assinale com um X nomes próprios que podemos encontrar nesse texto:
( ) Juliana, origem, computador
( ) Gilmara, Campo Verde, Giovana

7 – Assinale com um X nomes comuns que podemos encontrar nesse texto:
( ) texto, girafas, animal
( ) Campo Verde, Juliana, invento

8 – Os verbos: cantou, ficou, falou e correu estão em que tempo verbal?
( ) Presente
( ) Passado
( ) Futuro

9 – Assinale a alternativa na qual todas as palavras estão escritas corretamente:
( ) recebeu, arancar, genro
( ) recebeu, arrancar, genro
( ) teraço, amarar, honrra

10 – Assinale a alternativa na qual todas as palavras estão escritas corretamente:
( ) lençou, pedil, sal
( ) lençol, pedil, sau
( ) lençol, pediu, sal

Cordel

O MEU SERTÃO AGRADECE A CHUVA QUE DEUS MANDAR

O nordeste está sofrendo
Seco sem água e sem planta
O campina já nem canta
O gado não está comendo
As plantas estão morrendo
Dá vontade de chorar
Só Deus pra nos ajudar
E ouvir a nossa prece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
A terra fica doente
Fica a vida ameaçada
Gado morto na estrada
Chega dá pena na gente
O sertanejo carente
Vê a seca arrochar
Quem come do que plantar
Baixa a cabeça e faz prece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
Quem só vive do roçado
É triste a situação
Se não plantar não tem pão
Pra dar ao filho coitado
O cabra fica apertado
Vendo seu filho chorar
Sem nada ter pra lhe dar
O sertanejo padece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
Porém a seca obriga
O camponês apelar
Resolve então viajar
Pra se salvar ele briga
Sua família ele abriga
Bem longe do seu lugar
Mas se a chuva voltar
Diz ele à família a prece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
Mesmo estando na cidade
Quando escuta alguém dizer
Que já começou chover
Lhe bate logo a vontade
Já lhe aumenta a saudade
E resolve então voltar
Pensando logo em plantar
Diz Deus ouviu minha prece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
Vem na primeira viagem
Era o que ele mais queria
A família com alegria
Ele cheio de coragem
Chega e ver outra paisagem
A asa branca a cantar
O verde, o gado a pastar
Com água tudo enriquece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
Ver os rios transbordando
A mata verde e frondosa
Ho! Que paisagem mimosa
O gado gordo pastando
A passarada cantando
O milho a pendoar
Já tem feijão pra apanhar
O sertanejo envaidece
O meu sertão agradece
As chuvas que Deus mandar.
É esta a maior riqueza
Que se vê no meu sertão
Pois a maior ambição
Não é jóia e nem nobreza
Apenas que a natureza
Viva pra nos ajudar
Que Deus possa abençoar
E da gente não se esqueça
Pra que o sertão agradeça
A chuva que Deus mandar.
Francisco Rariosvaldo de Oliveira

INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

Neste bimestre aprendemos que a literatura de cordel foi trazida para o Brasil pelos colonos portugueses e se tornou uma forte tradição, principalmente na Região Nordeste. Agora responda:

1- Por que os poemas recebem o nome de cordel?

2- Quantas estrofes e quantos versos há neste poema?

Estrofes
Versos

3-Qual foi o tema escolhido pelo cordelista do poema O meu sertão agradece a chuva que Deus mandar? Qual você acha ter sido o motivo para esta escolha?

4- Como você imagina que seja a realidade vivida pelo autor do poema? O que você sobre o nordeste?

5- Explique com suas palavras o que você entendeu do cordel de Francisco Rariosvaldo de Oliveira. Dê sua opinião sobre o poema.
 


Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios