BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, março 04, 2012

Literatura Infantil e poesia> Considerações iniciais > 04/03/12



"Entre no mundo encantado das histórias
e saiba quais benefícios proporcionam
ao desenvolvimento da criança."

Trouxe do blog da Helo Martins
Literatura Infantil e Poesia

“Paulo tinha fama de mentiroso. Um dia chegou em casa dizendo que vira no campo dois dragões da independência cuspindo fogo e lendo fotonovelas.
A mãe botou-o de castigo, mas na semana seguinte ele veio contando que caíra no pátio da escola um pedaço de lua, todo cheio de buraquinhos, feito queijo, e ele provou e tinha gosto de queijo. Desta vez
Paulo não só ficou sem sobremesa como foi proibido de jogar futebol durante quinze dias.
Quando o menino voltou falando que todas as borboletas da Terra passaram pela chácara de Siá Elpídia e queriam formar um tapete voador para transportá-lo ao sétimo céu, a mãe decidiu levá-lo ao médico. Após o exame, o Dr. Epaminondas abanou a cabeça:
- Não há nada a fazer, Dona Coló. Este menino é mesmo um caso de poesia."
Carlos Drummond de Andrade

As professoras Márcia Gondim, Tatiana Oliveira e Rosineide Magalhães falaram sobre literatura infantil. Discutimos o histórico, os critérios para seleção de livros, participamos de oficinas e principalmente nos atentamos para a necessidade de desenvolver no aluno o gosto pela leitura e não apenas pedagogisar o livro de literatura, ou seja, usá-lo como instrumento para aprender algo.
Pontos levantados nas aulas:

A literatura surgiu na oralidade muito antes da escrita, a e literatura infantil foi utilizada também para atender a uma demanda de controle da sociedade, de manipulação das massas passando uma ideologia dominadora.

O texto não é apenas um argumento, uma ferramenta para alfabetizar. Mas ao mesmo tempo a literatura é a forma mais natural de se chegar à alfabetização. Daí a necessidade de se usar critérios de seleção do livro literário.

Critérios: Ligia Cademartori
O espaço e o tempo para a literatura na escola devem ser planejados cuidadosamente, com objetivos e estratégias claras. Pois, para gostar de ler o aluno precisa experimentar, entrar em contato com o livro. E caso essa experiência seja traumática, mal planejada ou mesmo considerada como sem importância pelo professor, o aluno não construirá uma relação de prazer com a literatura e não se tornará um adulto leitor. A literatura deve ser apresentada de maneira agradável já que não é uma leitura fácil.

A professora Tatiana Oliveira nos mostrou como planejar uma atividade de leitura. A preparação é feita em três etapas: antes, durante e depois da leitura.

Atividade de leitura
O não acesso ao livro, ao ambiente letrado é uma questão social, de falta não apenas de conhecimento, mas de condições.

É BOM LEMBRAR:

Observações já bem conhecidas no que se refere a ler e contar histórias, mas nem sempre colocadas em prática.
Aproveitar as experiências individuais dos alunos.
Falar dos autores do livro: o escritor e o ilustrador.
Ler diferentes textos sobre o mesmo assunto.
Observar as características dos personagens.
Observar o ambiente e o tempo em que se passa a história.
Prepare o ambiente.
Use objetos e fantasias para concretizar a história para a criança.

Coletânea de Histórias

Estudamos o texto: A literatura e a formação do professor leitor, de Tânia Piacentini.
A autora nos lembra que literatura é uma forma de expressão artística e enfatiza a importância do trabalho com os pais no sentido de estimulá-los a ler, já que a criança imita o que vê nos seu ambiente.
Outras questões levantadas foram a relação da escola com a literatura, a interpretação do texto, que deve ir além de apenas identificar sua “moral”, a formação do professor leitor.
Separei algumas citações que ilustram essas ideias:

“A leitura que une a imensa confraria dos leitores, aquela que é comum e disponível a todos é a leitura literária, pois é na literatura, em suas diferentes formas e desde os mais remotos tempos, que a humanidade tem repertoriado, reunido a sua própria história. Com a mais rica linguagem que foi capaz de criar, a humanidade tem explicado para todos e para cada um as nossas origens, as nossas crenças, os nossos mitos, as nossas alegrias e os nossos sofrimentos.”

“...a leitura começa antes da vida escolar e é influenciada por outras instâncias e personagens, além da biblioteca escolar e do professor. Para ser breve, basta lembrar que criança aprende qualquer coisa imitando o adulto, e a formação do leitor começa pelo exemplo de um pai ou de uma mãe lendo ou contando histórias, de um adulto lendo um jornal, uma revista ou um livro, freqüentando bibliotecas e livrarias, valorizando a cultura escrita. A leitura é também uma questão econômica e política.”

“Na vida escolar, entretanto, os alunos recebem uma dose intensa e concentrada de influência literária, pois é aí que a literatura ganha o status de disciplina e a leitura torna-se obrigatória e, muitas vezes, é imposta. Daí a relevância da relação entre a escola e a literatura. O que eu entendo como respeito à literatura, como uma não mutilação da poesia e da ficção na e pela escola é, primordialmente, a compreensão da especificidade da palavra literária, da literatura como arte.”

“Na preparação do professor para o exercício de seu papel de adulto mediador da leitura, todos devem ser incentivados a discutir suas concepções de leitura, a questionar a função da literatura na escola. Mas, principalmente, todos devem ser instigados e desafiados a ler muito e sempre as obras de ficção e poesia. Quando a literatura faz parte da nossa vida cotidiana, quando a elegemos parceira de nossos mais ricos momentos de lazer, de entretenimento e de aprendizagem, então somos capazes de praticar o paradoxo de uma antiescolarização da leitura no âmbito escolar. Para isso, o professor deve ser um amante da leitura, e, conseqüentemente, um batalhador incansável pela presença de livros e de atividades de leitura na biblioteca da escola e na do seu bairro, na biblioteca da sua cidade. Sem mudanças na mentalidade do professor e na sua prática, a formação de leitores continuará deficiente...”

Na tutoria realizamos uma oficina de poesia com objetivo de colocar o professor em contato com a linguagem poética, experimentar e criar poesia. Abordamos o histórico da poesia e a importância de ser trabalhada com os alunos. Acredito que nosso objetivo de despertar o olhar do professor para a poesia foi alcançado. Pois, foi fácil perceber o encantamento que as cursistas demonstraram durante a aula.

Talvez o professor não trabalhe com poesia por não ter tido a chance de apreciá-la de se envolver com esse mundo tão encantador. E conseqüentemente passa a achar que ler por prazer é perda de tempo, e sabemos que o contrário é verdadeiro. Se a criança aprende a gostar de ler, a aprendizagem e o conhecimento serão conseqüência.

Em outra aula ministramos um pouco de teoria sobre a literatura infantil, a contribuição dessa no processo de letramento/alfabetização, e também sobre a obra A Psicanálise dos Contos de Fadas de Bruno Bettelheim. Todo o material teórico está descrito nos planos de aula.

Manual do livro infantil imbecilizante

Conheça os sete pecados de uma obra literária para crianças

1. Diminutivinhos:
Não é preciso escrever para criancinhas desse jeitinho: elas detestam que as tratem como bobinhas.

2. Nomes óbvios:
O Gato Miau, o Cachorro Au Au, Borba a Leta e outras maravilhas da criatividade humana.

3. Rimas miseráveis:
Alguém prenda esses autores que rimam amores com flores e coração com paixão!

4. Criança-adulto:
Poucos, como os criadores de Mafalda e Calvin, sabem fazer isso com a ironia e graça necessárias.

5. Moral da história:
Usar a literatura para moralizar é coisa de autor que nunca teve infância.

6. Diagramação histérica:
Hiperlinks, curiosidades, fotos, ilustrações, linha do tempo, ufa! Cadê a literatura?

7. Ilustrações literais:
Texto e ilustração devem se complementar e não ser redundantes. Se a imagem é uma mera transposição, para que ler?


Você encontra os links no blog da Helo:



Fonte: Revista Língua Portuguesa - 06/2008 - Edição 32
Matéria: O bom Livro Infantil
Ouça a história Strega Nona
Slides: Literatura Infanto Juvenil
Textos:
A literatura e a formação do professor leitor de Tânia Piacentini
Bibliografia de literatura infantil
Livros:
A Psicanálise dos Contos de Fadas - Bruno Bettelheim
Literatura Infantil: gostosuras e bobices – Fanny Abramovich
Fonte:
Revista Língua Portuguesa
Literatura Infantil - UNICAMP
Domínio Público - Capes
Casa da Leitura
Tigre Albino
Fonte do Linguagem:
http://www.helomartins.com.br/temas/literatura-infantil-e-poesia.html




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios