BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, agosto 07, 2011

Não tem cabeça,nem pé,você sabe o que é?> Adivinhas>Folclore> 07/08/11

ADIVINHAS: como trabalhar


Autor: Ana Beatriz G.Mota
Co-autor: Andréa Vassallo Fagundes
Adaptação literária: Krika
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula:
Ler, com desenvoltura, diferentes adivinhas.
Participar de uma discussão sobre o tema demonstrando conhecimentos variados.
Envolver-se, ativamente, em uma brincadeira de adivinhação.
Confeccionar, em pequenos grupos, cartazes sobre adivinhas.
Expressar-se, através de desenhos, sobre o tema proposto.
Duração das atividades:
3 aulas de 50 minutos aproximadamente
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
É necessário que os alunos compreendam que as adivinhas são criadas pelas pessoas e fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro.
São muito comuns entre as crianças, mas também fazem sucesso entre os adultos.
Estratégias e recursos da aula:
1. O professor deverá distribuir aos alunos pequenas fichas coloridas contendo variadas adivinhas.
2. Pedir aos alunos que façam a leitura silenciosa das adivinhas.
3. Realizar uma discussão oral para que os alunos demonstrem o seu conhecimento sobre o tema.
Durante a discussão, ouvir dos alunos outras adivinhas, caso conheçam.
4. Explicar aos alunos que as adivinhas, também conhecidas como "o que é o que é' servem para se divertir.
São criadas pelas pessoas e fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro.
São muito comuns entre as crianças, mas também fazem sucesso entre os adultos.
5- Sugestão literária do LINGUAGEM:

Não tem cabeça nem pé,você sabe o que é?
Autor: Miriam Portela
Ilustrações: Glair Arruda

Explorando a tradição oral das adivinhas e do verso popular, a autora mobiliza a criatividade e a imaginação das crianças por meio de estrofes engraçadas e ambíguas, nas quais as perguntas suscitam muitas respostas possíveis e divertidas.
Assunto: Adivinhas.
Interdisciplinaridade: Linguagem Oral e Escrita,
Artes Visuais
Transversalidade: Pluralidade cultural, Temas
Locais, Afetividade.
Indicação: Educação Infantil e séries iniciais do Ensino Fundamental
Propor aos alunos  brincadeiras de adivinhação.  

1- Copiar cada estrofe do poema em pedaços de papel e distribuir entre as crianças.
Cada uma lê sua estrofe, enquanto o conjunto da turma vai arriscando palpites, que vão sendo listados na lousa.
Ao final, discutem-se todos os palpites. Alguém acertou?

2- Para a realização da brincadeira, é necessário:
* selecionar um número de adivinhas igual ao número de alunos da sala para que todos possam participar perguntando e respondendo.
* dividir a turma em dois grupos (A e B, meninos e meninas/lado esquerdo e lado direito).
Caso queira mais sugestões de advinhas:
O site abaixo possui 136 modelos de adivinhas.
Como brincar:

1. Colocar em uma caixa de papelão encapada as adivinhas em pequenos pedaços de papel dobrado.
2. Chamar um aluno do grupo A, por exemplo, e pedir que retire um papel da caixa, abra-o e leia a adivinha em voz alta.
3. Os alunos do grupo B que souberem a resposta deverão levantar a mão.
4. O professor, como mediador, falará o nome do aluno que deverá responder.
5. Caso o aluno acerte, é anotado 1 ponto para o grupo.
6. O aluno que acertou a adivinha irá retirar um outro papel da caixa e lerá a adivinha para o grupo adversário e, assim, sucessivamente.
Professor: Fique atento para que todos os alunos participem da brincadeira.
7. Caso o aluno erre a adivinha, o grupo que leu a adivinha terá o direito de ler outra.
8. O grupo que fizer mais pontos ganhará a brincadeira.
2. Após a brincadeira, dividir a turma em pequenos grupos.
3. Cada grupo receberá pedaços de papeis cortados em forma retangular e escreverá uma adivinha em cada um.
4. A seguir, cada grupo deverá confeccionar um cartaz com as adivinhas e fazer um desenho relacionado a ela.
5. Os cartazes deverão ficar expostos no corredor da escola para apreciação dos alunos, professores, funcionários e familiares.

Fonte: escoladarcyribeiro.blogspot.com  
 
Para baixar o cartaz clique:
 
    
Recursos Complementares:
Mais adivinhas:

Avaliação:
O professor deverá avaliar se o aluno:
Leu, com desenvoltura, diferentes adivinhas.
Participou de uma discussão sobre o tema demonstrando conhecimentos variados.
Envolveu-se, ativamente, em uma brincadeira de adivinhação.
Confeccionou, em pequenos grupos, cartazes sobre adivinhas.
Expressou-se, através de desenhos, sobre o tema proposto.
Fonte:


Armazém do folclore
Ricardo Azevedo
Editora Ática


Neste armazém você vai encontrar de tudo!

Recomendar Ricardo Azevedo para mim é como "chover no molhado"...
Ele é "Pelé" da literatura folclórica!
Em outras postagens já citei este livro e tantas outras maravilhas dele.
É que, novamente, ele se encaixa nesta aula abaixo e acima...
Aprecio por demais suas obras, ufa! Alguma dúvida?
Obrigado sempre Ricardo Azevedo!


Você já ouviu falar da história da princesa que se perdeu na floresta?
E do duelo entre o sábio e o camponês?
Bom, se você nunca ouviu falar dessas histórias, não pode deixar de ler Armazém do folclore.
Mas, se você já as conhece, deve ler o livro para se deliciar com outros divertidos e assustadores contos, como, por exemplo, a história do Saci, da Iara, do Lobisomem, ai, ai, ai...
O livro traz também diversas quadrinhas para você brincar de rimar, além de brincadeiras com palavras, como trava-línguas e a língua do i.
Chame seus amigos e faça um festival de adivinhas.
No Armazém do folclore, você vai encontrar muitos “O que é, o que é?” e, na hora do descanso, vocês poderão saborear os quitutes das receitas do livro.
Tem cocada, pão de queijo, bolinho de chuva, huuummm!
E não é só isso não.
O livro também está recheado de ditados populares e frases feitas.
Você vai saber o que significa “matar cachorro a grito”, “ter minhoca na cabeça”, o que é alguém “cheio de dedos” e outras coisas que as pessoas vivem falando por aí.
Tudo isso com alguns desenhos em preto e branco e outros coloridos.


ADIVINHAS E FRASES FEITAS
Autor: Joseli R.Thomaz
Co-autor: Maria Cristina Weitzel Tavela
Objetivos:
■Valorizar a cultura popular
■Despertar o gosto pelas adivinhas
■Conhecer uma diversidade de frases feitas e a possibilidade de aplicá-las no nosso cotidiano.
Duração das atividades:
2 horas/aula Estratégias e recursos da aula:
AULA 1
1ª etapa
- Professor: inicie sua aula com uma adivinha:
“O que é? o que é?/ Todos têm duas / E você só tem uma?” (1)
- Deixe os alunos pensarem, analisando cada uma das partes da adivinha.
- Outra: “O que é? o que é? / Tira a roupa, aparecem os dentes; / Tira os dentes, aparece o corpo?” (2)
- Sabe as respostas, Professor?
- Explique aos seus alunos que a adivinha é uma fórmula enigmática em verso ou em prosa, cujo tema vem descrito “despistadamente”, através de suas causas, efeitos, contatos, qualidades, contrastes, equívocos, semelhanças ou diferenças, muitas vezes em expressões ambíguas e até obscuras, com a intenção de “quebrar a cabeça” de seu adivinhador.
É um jogo intelectual, cuja simples decifração é um verdadeiro divertimento.
Nele a metáfora, a homonímia, a analogia, a comparação desempenham papel muito importante.
 Quanto mais obscura, mais interessante, porque força a inteligência e dá asas à reflexão e à interpretação.
- A prática de adivinhar vem da mais remota antiguidade e foram aceitas entre todos os povos das mais remotas eras.
Daí a sua importância no estudo da cultura popular.
- Uma adivinha se compõe, estruturalmente, de dois elementos:
1) uma fórmula interrogativa, que pode ser introdutória ou de arremate;
2) uma declaração descritiva do tema, apresentando um ou vários aspectos do objeto, definidos em termos de ambiguidade ou de contradição, visando a confundir o ouvinte.
No Brasil, as adivinhas são comumente colocadas por: “O que é? o que é?”
- Outra: “O que é? o que é? / Rico faz quando quer,/ Pobre quando pode / E cachorro a toda hora?” (3)
- Consulte o site  para outras informações e mais adivinhas.  

http://www.arteducacao.pro.br/Cultura/adivinhas.htm  

- Peça aos seus alunos que tragam para a próxima aula o maior número possível de adivinhas para que seja feito um campeonato.
Lembre a eles que deverão trazer as respostas, mas não poderão mostrá-las aos colegas.
Seria mais interessante que estas adivinhas fossem colhidas oralmente por eles com pessoas da família, da vizinhança, da comunidade.
2ª etapa
- Campeonato de adivinhas:
1) Divida a turma em 2 grupos.
2) Definindo a vez por sorteio, um membro do grupo A deverá apresentar uma adivinha para que um membro do grupo B (também definido por sorteio) tente responder.
3) Depois, um membro do grupo B faz a pergunta para um membro do grupo A, que deverá responder. Todas as vezes os membros dos grupos deverão ser sorteados.
4) Quando houver acerto, ponto para o grupo que acertou.
Quando a resposta estiver errada, o grupo que perguntou é que ganhará o ponto.
5) Será eliminado da disputa o membro que responder fora da sua vez.
6) Quando cada um dos membros dos grupos perguntar 1 vez e responder 1 vez, deverá ter seu nome retirado do sorteio.
7) Ganhará o grupo que obtiver mais pontos.
OBS: Professor, você pode variar a organização do campeonato da maneira que quiser.
Esta é uma sugestão.
 O interessante é fazer a atividade do campeonato, de maneira que os alunos possam conhecer o maior número possível de adivinhas, despertando o gosto por elas e valorizando a nossa cultura popular.
- Em tempo: Respostas das adivinhas anteriores:
(1) A letra “o”.
(2) Espiga de milho.
(3) Festa.
AULA 2
- Professor: inicie esta aula fazendo uma apresentação de algumas frases que são comuns em nossa oralidade.
Pergunte se os alunos conhecem estas frases:
a) Dormir com as galinhas. b) Sair cuspindo fogo. c) Chover no molhado.
- Solicite que eles imaginem uma situação em que tais frases possam ser usadas.
Mostre que elas têm que ser entendidas no seu sentido figurado e não literal, pois se assim não fosse, o significado delas mudaria por completo.
Oriente-os na compreensão destas frases no seu sentido literal; depois a diferença de sentido quando o sentido é figurado, metafórico.
- Esclareça que estas são chamadas de frases feitas, que são locuções populares, expressando a profunda sabedoria e o vivo espírito de observação do povo.
Muitas delas são eufemismos, de maneira a evitar palavras feias ou tabus.
- Pergunte se eles conhecem outras frases feitas.
 Deixe-os falarem e explicarem o significado.
- Separe a turma em duplas ou trios (da maneira que preferir).
Distribua uma frase para cada dupla (ou trio) e peça que eles imaginem uma situação em que tal frase seja empregada.
Depois disso, eles deverão escrever esta situação em forma de uma pequena narrativa.
- Sugestões de frases:
1) Querer tapar o sol com a peneira.
2) Pedir pinico.
3) Ser carne de pescoço.
4) Ter o olho maior do que a barriga.
5) Conversa mole pra boi dormir.
6) Falar pelos cotovelos.
7) Arranjar sarna pra se coçar.
8) Pôr mais lenha na fogueira.
9) Custar os olhos da cara.
10) Ir a Roma e não ver o Papa.
11) Pular de galho em galho.
12) Meter a viola no saco.
13) Procurar chifre em cabeça de cavalo.
14) Desse mato não sai coelho.
15) Ficar de orelha em pé.
- Depois da produção da pequena narrativa, solicite aos alunos apresentarem oralmente seus textos para os colegas.
Posteriormente, eles poderão ilustrar seus textos e fazerem um mural no corredor da escola com as produções, de modo a socializarem o trabalho.
- Sugira, também, que eles recolham com outras pessoas diferentes frases feitas que sejam comumente utilizadas pelo povo.
Estas frases farão parte do mural, que poderá receber o título de “A sabedoria do povo”.
Recursos Complementares:
Maiores informações, consulte o site http://www.arteducacao.pro.br/Cultura/adivinhas.htm  
Avaliação:
Avalie o mural organizado pela turma, junto com os alunos. Peça que eles levantem pontos positivos do trabalho realizado e a participação de cada um na execução da atividade. Deixe que façam sua auto-avaliação.
Fonte:
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=21286

Feito pela prof Emanuelle Martins
Grupo face/Ensino infantil
 


Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios