BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
OBRIGADA!
VOLTEM SEMPRE!

segunda-feira, março 23, 2015

A visão do pavão> E outros sentidos> Estímulos literários> 23/03/2015



Pavão enxerga tudo e além.
 Na lua, um sorriso; na sombra do chão, os olhos do bicho papão.
 O livro possibilita o trabalho com as cores e formas geométricas.
 Ilustrado por Martina Schreiner.

Portal do professor
Aula visão
AQUI
Mais atividades

Atividade sobre os cinco sentidos
Percebendo o ambiente
Os sentidos
Fonte:
Colégio Pentágono




Olha aí uma ideia para aula de artes!
Picture

Refletindo com a fábula
O Corvo e o Pavão
   O pavão, de roda aberta em forma de leque, dizia com desprezo ao corvo:
 ▬ Repare como sou belo! Que cauda, hein? Que cores, que maravilhosa
 plumagem!
 Sou das aves a mais formosa, a mais perfeita, não?
  ▬ Não há dúvida que você é um belo bicho -- disse o corvo.
 Mas, perfeito? Alto lá!
  ▬ Quem quer criticar-me!
 Um bicho preto, capenga, desengraçado e, além disso, ave de mau agouro...
 Que falha você vê em mim, ó tição de penas?
  O corvo respondeu:
  ▬  Noto que para abater o orgulho dos pavões a natureza lhes deu um par de patas que,
 faça-me o favor, deu um par de patas que, faça-me o favor, envergonharia até a um pobre diabo 
como eu...
  O pavão, que nunca tinha reparado nos próprios pés, abaixou-se e contemplou-os longamente. 
E, desapontado, foi andando o seu caminho sem replicar coisa nenhuma.
  Tinha razão o corvo: *não há beleza sem senão*.
 (Monteiro Lobato. *Fábulas*. São Paulo, Brasiliense, 1994. p. 30.)
Interpretando:
1. Quais são as personagens dessa história?
 2. O que significam as expressões em destaque:
 a) "*O pavão, de roda aberta em forma de leque*, dizia com desprezo ao corvo:"
 b) "(...) Mas, perfeito? *Alto lá*!"
 c) "(...) capenga, desengraçado e, além disso, *ave de mau agouro*..."
3. Pinte as falas presentes no texto.
 a) O que você observou para descobrir quais são as falas?
 4. Copie do   texto as palavras que caracterizam a beleza do pavão
 5. Quem aponta as características do pavão?
6. Agora, copie as palavras que caracterizam a aparência do corvo
7. Quem aponta as características do corvo
 8. Agora, caracterize o jeito de agir do pavão.
9. O que o corvo disse que deixou o pavão triste e desapontado?
 10. O que você entendeu da conclusão da história: "não há beleza sem senão"?
Fonte: AQUI


Link para essa postagem


domingo, março 22, 2015

O olfato do rato> E outros sentidos> Estímulos literários> 22/03/2105


Explorando informações que recebemos do meio ambiente
Autor: Caio Riter
Gênero: Texto em prosa: pequena história
Rato vive intensas aventuras e aromas até encontrar aquele que é o mais desejado. 
Ilustrações de Lúcia Brandão.

COLEÇÃO SENTIDOS 
Os sentidos são apenas cinco, mas é através deles que se descobre o mundo. 

Nesta coleção, audição, olfato, paladar, tato e visão são apresentados através dos animais.
 Cada texto conta com um ilustrador, proporcionando ao leitor um verdadeiro mergulho nas sensações.
Sugestões de atividades
AQUI
Portal do professor
Aula os cinco sentidos
AQUI
Olfato
AQUI
Os cinco sentidos atividades
OBJETIVO: Trabalhar as percepções e as sensações; permitir que as crianças conheçam seus corpos e seus sentidos
AQUI
Slides
AQUI

Estimular a percepção através de atividades direcionadas aos órgãos dos sentidos e uma sugestão é fazer uma aula em que eles possam ter a consciência desses sentidos. Para isso você pode separar cinco carteiras e colocar em cada uma delas elementos que estimulem cada um dos órgãos dos sentidos: 

Mesa 1: alimentos variados com sabor doce, salgado, azedo e amargo e pazinhas de sorvete. Dê preferência para alimentos pastosos.

Mesa 2: álcool, desinfetante, perfume, pasta de dentes, terra molhada e água.

Mesa 3: metal, madeira, gelo, plástico, vidro, recipiente com água quente.

Mesa 4: copos de vidro, aparelho de som e outros objetos que façam barulhos específicos.

À medida que os alunos vão identificando qual o sentido e cada órgão é estimulado em cada mesa, o professor coloca uma identificação do tipo “mesa da visão”, por exemplo. Este material pode ficar exposto na sala para trabalhos posteriores com as crianças.

Outra opção para trabalhar o tato é o jogo memória tátil, cuja preparação é muito simples: preparar vinte cartelas, divididas em 10 pares, cada uma delas tendo coladas ao fundo texturas diferentes (lã, seda, feltro, lixa, arroz, etc.). Os alunos com os olhos vedados devem procurar as cartelas pares. Vence quem conseguir o maior número de pontos. 

Para os alunos maiores uma sugestão é orientar para que organizem um “painel dos sentidos”, com informações gerais sobre a fisiologia e curiosidades específicas.

ROTEIRO / RODA DE LEITURA 

Público: crianças de 4 a 6 anos (É importante adequar o tipo de leitura à idade do público) 
Tempo estimulado: 1 hora 
Livro utilizado: O Olfato do Rato - Coleção Sentidos   
Breve apresentação do livro: A obra, conta a história de um rato que vive intensas aventuras e aromas, até encontrar aquele que é o mais desejado (queijo). 
MOTIVAÇÃO 
Materiais necessários: venda para cobrir os olhos das crianças; perfume; chocolate; queijo; laranja e pipoca.     
·       Vendar os olhos das crianças e pedi que com o olfato (cheiro) das coisas, elas adivinhem que objeto está sendo mostrado.· 
      Através do queijo usado na brincadeira anterior, levantar perguntas tais como: Quem gosta de queijo?  
Vocês sabem o nome do animal que gosta muito de queijo?  
O Rato é um bicho grande ou pequeno?·       
Dizer as crianças que existe um livro (mostrar o livro) que conta a história de um rato que através do aroma descobre várias coisas.
 Convidar as crianças para escutarem a história “O Olfato do Rato” que foi escrita por Caio Riter. 
LEITURA OBJETIVADA 
·       Mostrar o livro e perguntar as crianças o que elas acham que o ratinho vai encontrar na história?·       Solicitar que escutem a história prestando atenção para descobrir o que o rato vai encontrar no decorrer da história.·       
Enquanto a história é contada, vai levantando em alguns momentos a curiosidade e imaginação da criançada, perguntando: E agora o rato está sentido cheiro de que?.·     
   Fórmula para terminar a história: E era uma vez a vaca Vitória que caiu no buraco e acabou-se a história. Que a história terminou, batam palmas bem contentes,
batam palmas quem gostou. 
EXPLORAÇÃO 
·   Lançar questionamentos que envolvam compreensão, interpretação e opiniões das crianças sobre a história contada no livro. 
Questionamentos: 
a) Quem ficava procurando coisas na história?
 O que ele usava para encontrar as coisas?
b) O rato fez alguma coisa com o Rei do castelo? 
 O que ele fez com ele?
c)   Quais objetos o rato encontrou na história? 
 Qual objeto estava com mau cheiro?
 E qual ele mais gosto?
d)  Quem já usou o olfato para encontrar alguma coisa? 
O que vocês encontraram?
e) O rato encontrou algo que deixou ele muito feliz e vocês já encontraram algo que também deixou vocês felizes? O que foi?
f) Quem acolheu o rato? 
Ela deu um pedaço de que para ele?
g) Vocês acham que se uma cozinheira encontrasse um rato na cozinha dela, o que ela ia fazer com ele? Por quê?
h) Como devemos tratar os animais? Por quê? 
EXTRAPOLAÇÃO 
Materiais necessários: garrafa pet; imagens dos seguintes objetos: bolo, botas, peixe e queijo; papel ofício e cola. 
·       Distribuir imagens das coisas encontradas pelo rato da história, solicitando que as crianças colem as imagens obedecendo à ordem que aparecem na história. 
·       Confeccionar junto com as crianças um ratinho de garrafa pet. 




Link para essa postagem


Constituição para crianças> Estímulos literários> 22/03/2015


"Todos são iguais perante a lei"


Entre neste livro apresenta a Constituição brasileira para crianças. 
De forma adequada para o público, a obra explica porque um país precisa de um código de leis para todos os seus cidadãos. Além disso, revela como funciona o Estado e aborda temas como direito das crianças e dos adolescentes e proteção do meio ambiente.
Uma leitura gostosa e bem-humorada, que vai servir de ponto de partida para se discutir direitos humanos.
Aula: Lei é para todos
Portal do professor sobre esta obra
AQUI

CIDADANIA NO DIA-A-DIA
Você já percebeu, querido aluno, como a todo instante temos de fazer escolhas? 
Estamos a todo momento optando entre isso ou aquilo, privilegiando algumas coisas e não outras. 
Somos, portanto, seres sempre em dúvida. 
CORRUPÇÃO
 A corrupção é a violência que nós “aceitamos”, pois não machuca nem assusta. 
No entanto, a corrupção é o roubo e o desvio de recursos públicos que poderiam ser melhor empregados em educação, saúde, habitação, reforma agrária, etc., dinheiro que poderia ser usado na construção de um país mais justo, mais solidário, mais digno, mais saudável, mais educado. 
No Brasil, é assustador o volume de corrupção praticada principalmente por políticos.
Há muitas denúncias e poucas apurações. 
Quase sempre tudo acaba bem para o corrupto e mal para o povo. 
As caras da violência e alguns modos de construir a paz.
 Edson Gabriel Garcia
 VEJAM MUITO MAIS
AQUI    SITE
DOWNLOADS
AQUI
Vai a dica:
" Proponha formas alternativas de registro,como desenhos, o uso de palavras-chaves, listas, diário, anotações dos resultados em uma tabela,pesquisas e produções   de textos."
Direitos e deveres: O que fazer?
AQUI
Eu e os outros na escola
AQUI







Link para essa postagem


quinta-feira, março 19, 2015

Clact,clact,clact >A tesoura mandona> Estímulos literários> 19/03/2015



Este livro possibilita à criança a percepção

 das cores e formas, além de trabalhar

 a lateralidade: esquerdo/direito





O livro Clact... clact... clact..., de autoria de Liliana e Michele Iacocca, ressalta a história de uma tesoura mandona que encontra vários papeizinhos coloridos picados e fica horrorizada com a bagunça.
Bem que ela tenta colocar ordem ali, pede para os papéis amarelos ficarem do lado esquerdo e os papéis azuis do lado direito, possibilitando, assim, mostrar à criança a lateralidade: esquerdo/direito.
Depois, a tesoura solicita aos papéis que se transformem em formas geométricas: círculo, quadrado e triângulo, mas ela não fica satisfeita com a arrumação.
Dicas pedagógicas
Fases para o uso da tesoura

Livro
Projeto
O trabalho com histórias é uma ferramenta de suma importância, pois promove aprendizagens significativas para a criança, visto que o enredo de uma história possui elementos primordiais para a imaginação, a vivência e a criação de novas ideias, contudo, de novas aprendizagens e habilidades.
· noções de limite, espaço, cores, formas geométricas, direita / esquerda.
· reconhecimento e distinção entre cores e formas.
· memória auditiva e visual.
· controle corporal no recorte com maior coordenação dos movimentos finos.
· interpretação oral e concreta através do desenho.
· noções matemáticas (adição, medidas, distância, linhas retas e curvas,etc).
· identificação de partes de um todo com agregação de elementos semelhantes.
· expressão plástica com o recorte e colagem de figuras com a ideia de representação artística.
· criatividade na confecção de fantoches das formas da historia;
· elaboração de histórias orais com dramatização na casinha de fantoches;
· produção de um livro a partir de figuras recortadas de livros e jornais envolvendo uma tesoura mágica...
Atividade no chão....
Mais atividade com mais recursos pedagógicos + Interdisciplinaridade
A HISTÓRIA DE UMA TESOURA
AQUI
Literatura e Matemática
 Ao ler a história pela primeira vez para os seus alunos, aproveite
 para explorar os aspectos matemáticos referentes às formas geométricas que aparecem no livro: 
quadrado, círculo, triângulo, trapézio, paralelogramo e pentágono.
 Para isso, antes de ler algum trecho da história em que será 
dito o nome de uma delas, por exemplo, triângulo, 
faça questionamentos do tipo:
  Quem já viu uma figura como essa?
  Quem sabe o nome dela?
  Há na classe algum lugar onde essa figura apareça?
Quando terminar a discussão volte para o texto e discuta as respostas com as crianças. 
Esse procedimento permite que os alunos mostrem qual o conhecimento que eles têm sobre determinada figura e possam com a sua ajuda (pelo uso que você fará do nome da figura) e do texto, se apropriar do termo após algum tempo. 
Dança das figuras.
Continua
 AQUI
Sequência didática
AQUI
Aula Portal do Professor
AQUI
Sugestão de atividade
Conteúdos, objetivos e habilidades: 
Recomendamos o uso do livro em sala de aula com crianças de cinco
 e seis anos. Com o uso do livro Clact... clact... clact... 
Você pode trabalhar a identificação, comparação, descrição, 
classificação e desenho de formas geométricas planas., 
visualização e representação de figuras planas, compreensão 
das propriedades das figuras geométricas, perceber 
a regularidade em uma seqüência dada e criar sequências. 
Esse trabalho permite o desenvolvimento de algumas 
habilidades tais como a visualização, percepção espacial,
 análise, desenho, escrita e construção. 
Lendo a história O trabalho com a leitura e com as explorações 
literárias da história deve ser o início de todo o processo a ser
 desenvolvido a partir do livro. 
Ao analisar a capa, proponha aos seus alunos que façam a
 leitura intuitiva, levando-os a colocar suas expectativas em relação
 ao texto a ser lido, procurando discutir as palavras novas e os 
sons onomatopaicos fortemente presentes na história. 
Escute e perceba as críticas e opiniões dos alunos sobre a história. 
Você também pode parar a leitura do livro em um determinado
 momento e discutir com a classe o que será que vai acontecer 
em seguida, como eles acham que a história continua, podendo 
mesmo registrar em forma de texto coletivo a continuação 
imaginada pelas crianças. 
Depois, você pode sugerir aos alunos que comparem a
 versão dada pela classe com a originalmente proposta no livro. 
Vale ressaltar que esse é um livro sem final definido, pois
 após organizar todos os papéis, a tesoura espirra e tudo fica
 como ela encontrou no início, você pode discutir esse fato com 
os alunos e propor a eles que elaborem um outro final para a história.
Fonte: AQUI











Link para essa postagem


quarta-feira, março 18, 2015

A gotinha Plim plim > Estímulos conscientes> ÁGUA > 18/03/2015



Livro
A GOTINHA PLIM PLIM
Era uma vez uma gotinha de chuva chamada Plim Plim. Ela vivia no céu, junto com as outras gotinhas numa nuvem. Como era gostoso viver ali!!!
Certo dia o tempo mudou e um vento muito forte soprou. As gotinhas começaram a cair em forma de chuva. Só a gotinha Plim Plim não queria ir para a Terra. Então o vento soprou com mais força e lá se foi a gotinha.

A gotinha foi descendo bem de mansinho. Foi cair em um jardim bem em cima de ura rosa vermelha. Plim Plim achou uma delícia ficar escorregando por aquelas pétalas. A gotinha nem ficou com saudades de quando morava na nuvem.

Plim Plim brincou tanto que a Rosa sentindo cócegas começou a rir sem parar.
- Quem está rindo assim? Perguntou a gotinha
- Sou eu, a rosa vermelha!
- Ah! Muito prazer, eu sou a gotinha Plim Plim.
A rosa vermelha continuou:
- Que bom que vocês chegaram. Estávamos morrendo de sede. Gostamos muito quando cai uma chuva gostosa. Você e suas amiguinhas são muito importantes, pois são necessárias à vida de todas as plantas aqui da Terra.
- Fico feliz em poder ajudar. - disse Plim Plim e continuou a escorregar...

Foi cair junto a uma raiz de árvore.
Plim Plim muito curiosa perguntou:
- Quem é você?
- Eu sou uma raiz que sustenta a planta, retiro do solo os sais minerais que me alimentam.
- Que legal! Estou aprendendo tanta coisa!!!!!!
A raiz continuou:
- É com a sua ajuda, molhando a terra, que eu consigo fazer meu trabalho.

No dia seguinte o sol apareceu tão forte que atraiu todas as gotinhas, que foram subindo em forma de fumacinha chamada EVAPORAÇÃO.
E formaram outra nuvem de chuva para recomeçar tudo outra vez.
A gotinha Plim Plim viu então que havia passado pelo CICLO DA ÁGUA. Descobriu que sua função é muito especial e importante para a vida de todos do nosso Planeta.

Fonte:  AQUI
Sugestões de atividades sobre esta obra
Com vídeo A turma da Clarinha
Projeto
Música paródia
A linda rosa juvenil
Vídeo

A gota borralheira

A turma da Clarinha

Música sobre chuva
 Gotinha em gotinha

Teatro sugestão de figurino

MAIS PROJETO
AQUI





Link para essa postagem


Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios