BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
OBRIGADA!
VOLTEM SEMPRE!

quarta-feira, abril 22, 2015

A vida do elefante Basílio>Estímulos literários> 22/04/2015


“A Vida do Elefante Basílio” narra a história de um elefante que vai para o zoológico de Londres e aprende a falar inglês. 
Logo é vendido para o Circo Lusitano e adotado por um garoto. 
Sua tristeza é tamanha que, com a ajuda de um anãozinho, realiza seu desejo secreto: virar borboleta.

A Vida do Elefante Basílio


Numa manhã de sol, em Bengala, na Índia, nasce um elefante roliço e lustroso, descendente do casal de elefantes da Arca de Noé. Um dia, já adulto, ele é capturado por homens que o vendem para o Jardim Zoológico de Londres. No zôo, faz amizade com um antigo funcionário e até aprende a falar inglês. O elefante é vendido mais uma vez e vai parar no Grande Circo Lusitano, onde finalmente recebe um nome: Basílio.
O Circo viaja para o Brasil e, na noite de estréia, o número do Elefante Basílio é um sucesso. De repente, um acidente acontece: o circo começa a pegar fogo. O pânico é geral, e Basílio salva um menino que estava na platéia. O pai do menino compra o elefante e o leva para casa.
Uma vida nova começa para o Elefante Basílio, na casa do menino Gilberto, que fica no subúrbio do Rio de Janeiro. Tudo ia muito bem, Basílio aprendia depressa a falar português e se divertia, até que um dia o elefante é acometido de uma tristeza muito grande e tem uma vontade extravagante: quer virar borboleta.
O desejo de liberdade e a importância das relações afetivas são os principais temas de A vida do Elefante Basílio, publicado pela primeira vez em 1939. Eva Furnari, um dos grandes nomes do livro infantil brasileiro, assina as ilustrações e o projeto gráfico especiais da Coleção Erico Verissimo.
Autor de livros clássicos como Olhai os lírios do campo e O tempo e o vento, Erico Verissimo começou a escrever livros infantis na década de 1930, mesma época em que estreava na literatura adulta. As histórias infantis do autor são marcadas por um estilo ágil, construído com frases curtas e bem-humoradas. Como era comum na época, as narrativas procuram divertir o leitor, mas também instruir e apresentar modelos de comportamento.

AQUI


A vida do Elefante Basílio (livro infantil) é a biografia do Elefante Basílio, tataraneto do tataraneto do bisneto do neto do tataraneto do trineto do tataraneto do bisneto do neto do tataraneto do casal de elefantes que entrou na Arca de Noé. 
                  Nascido na Índia, os pais de Basílio recusaram presentes de todos os habitantes da floresta para que o filho fosse calmo, comportado, gentil e leal. Aprendeu com os pais sobre a natureza e os homens, que por fim o capturaram. 
                  Foi levado para o Zoológico (onde aprendeu inglês com um hindu que conhecia a língua dos elefantes) e depois para um circo (onde recebeu seu nome). O circo foi para o Brasil e lá dançou uma valsa no picadeiro e salvou um menino quando o circo pegou fogo. 
                  O pai do menino, que era rico, comprou-o agradecido.
 Lá aprendeu português, leu muitos outros livros (já lia em Londres, no zôo) e se divertiu muito com Gilberto (o menino). 
                  Triste porque queria ser borboleta, saiu a andar pelo campo e encontrou um duende, que lhe concedeu asas de borboleta. 
Voando, foi alvejado por um caçador que o confundiu com um perdigão. 
                  Mas ele foi levado a um hospital e passa bem. Este livro é só mais uma amostra da imaginação de Érico Veríssimo. 
Os Três Porquinhos Pobres (livro infantil) são Sabugo, Salsicha e Lingüicinha. 
                  Os três nasceram em um quintal muito pobre com alguns poucos vizinhos (o burro de óculos, o galo com um despertador na barriga, a galinha magra e o cachorro triste por não achar gatos). 
                  Eles então fogem do quintal (apesar dos conselhos do burro) e vão ao cinema (Os 3 Porquinhos, é claro, misturado com Chapeuzinho Vermelho). Aconselhados pela Lua (que já havia voltado do dentista), partem em aventuras pelo mundo, mas são presos por macacos . 
                  Na prisão fogem com o tatu Conde de Monte-Cristo. Depois encontram Chapeuzinho Verde (mas eles eram daltônicos, logo...), cuja avó eles confundem com o Lobo Mau. 
                  Depois de confusão voltam ao chiqueiro onde ficam comportados e são visitados por Chapeuzinho Verde.


Leitura e interpretação
A vida do Elefante Basílio Na noite da estreia, o grande circo estava todo iluminado e cheio de gente. A sua banda de música tocava dobrados alegres. Começou a função. O diretor do circo disse: “Respeitável Público” – e fez a apresentação dos artistas. O primeiro número foi o dos malaios malabaristas. Veio depois o homem-sapo. Depois, a moça que trabalhava no arame com uma sombrinha chinesa na mão. Depois os quatro irmãos no trapézio voador. Em seguida a música deu uma gargalhada e apareceram cinco palhaços. Finalmente chegou a vez do Elefante Basílio. Érico Veríssimo. A vida do Elefante Basílio. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2002, pp. 28-31.
Vejam questões
 

Vejam abaixo uma música sobre bisavô,tataravô etc
AQUI






Link para essa postagem


terça-feira, abril 21, 2015

Animais> Artes e estímulos> 21/04/2015


alt

•O direito dos animais.

O texto é uma adaptação da Declaração Universal dos Direitos dos Animais, proclamada pela Unesco, em janeiro de 1978. 

As Ilustrações, feitas em materiais biodegradáveis ¬¬– recortes de revistas, fios de lã, palitos de picolé – dialogam com o texto e demonstram, também na escolha de seus materiais, que a relação saudável e de mútuo respeito entre o homem e as outras espécies de animais é necessária e possível.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES:

•Pesquisar sobre as instituições governamentais e não governamentais que trabalham com os direitos dos animais;
•Pesquisar sobre outros direitos, como os direitos das crianças e dos adolescentes, direitos humanos, etc.;
•Criar imagens utilizando materiais recicláveis: jornais, revistas, palitos de picolé, copos descartáveis, etc.
 Fonte:

Portal do professor
Os direitos dos animais

LIVRO
Muito lindinho!
Projeto

Releitura da obra



Link para essa postagem


quinta-feira, abril 16, 2015

O urso com música na barriga>Estímulos literários>17/04/2015


O Urso com música na barriga
Autor: Érico Veríssimo

A importância das relações afetivas e o desafio de expressar os próprios sentimentos são os principais temas de O urso com música na barriga,
 Um clássico para crianças de autoria de Érico Veríssimo, um dos maiores escritores brasileiros.

Publicado pela primeira vez em 1938, o livro conta a história de uma família de ursos que mora no Bosque Perdido,

 Um lugar onde a bicharada faz a festa: o Tucano-Narigão declama versos, o Macaco-Patusco vende frutas no mercadinho, a Vaca-Amarela fornece leite para a freguesia e o Jacaré-Deixa-Estar tenta engolir a lua refletida na Lagoa Espelho.
A vida era calma na família do Urso-Pardo, marido da Ursa-Ruiva e pai do Urso-Maluco.
 Até que uma ideia de Dona Ursa-Ruiva muda toda a história: ela decide encomendar à Cegonha uma irmãzinha para o Urso-Maluco. 
Este, todo animado, escreve uma carta à Cegonha-Cor-de-Rosa pedindo não uma irmãzinha, mas um irmãozinho - e com música na barriga.
O pedido do Urso-Maluco é atendido e começam as aventuras de um urso diferente. 
O dr. Cavalo quer operá-lo, mas Pai-Urso e a Mãe-Ursa não deixam. 
O Urso-com-Música-na-Barriga precisa descobrir como fazer com que entendam a sua linguagem. 
Ele vai crescendo até o dia em que é confundido com um urso de brinquedo e vai parar na casa de um menino muito rico, onde corre sérios riscos de vida.
Eva Furnari, um dos grandes nomes do livro infantil brasileiro, assina as ilustrações e o projeto gráfico especiais da Coleção Érico Veríssimo.
 Autor de livros clássicos como Olhai os lírios do campo e O tempo e o vento, Érico começou a escrever livros infantis na década de 1930, mesma época em que estreava na literatura adulta.
 As histórias infantis do autor são marcadas por um estilo ágil, construído com frases curtas e bem-humoradas.
 Como era comum na época, as narrativas procuram divertir o leitor, mas também instruir e apresentar modelos de comportamento.
Fonte: AQUI

História



Atividade
Vejam tudo
Dados sobre o autor
O que um avião vermelho tem em comum com um elefante chamado Basílio? E com um urso que tem música na barriga? Os três são personagens criados por Érico Veríssimo! Considerado um dos grandes escritores do Brasil, Veríssimo publicou diversos livros para crianças e adultos. Se estivesse vivo em 2005, completaria 100 anos de idade! Então, o que você acha de aproveitar a data para conhecer melhor a vida e a obra desse autor?
Nascido na cidade de Cruz Alta, no Rio Grande do Sul, Érico Veríssimo tinha um jeito especial de escrever. “Ele fazia com que a história deslizasse na mente do leitor, formando imagens, como se fosse um filme”, conta a professora de literatura Eliana Yunes, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. “Também usava linguagem simples e falava sobre a situação do país tanto nos seus livros para adultos quanto nos infantis.”
Para crianças como você, Érico Veríssimo escreveu 12 livros. Em muitos deles, o autor deu vida a objetos e animais. Assim são, por exemplo, os personagens de O urso com música na barriga , As aventuras do avião vermelho e A vida do elefante Basílio . Esse gaúcho, porém, escrevia para diversos públicos e sobre variados assuntos!
Alguns dos livros que Érico Veríssimo escreveu para crianças: O urso com música na barriga , A vida do elefante Basílio e As aventuras de Tibicuera - uma ótima sugestão para você começar a ler esse autor gaúcho
No livro A vida de Joana d’Arc , dedicado aos jovens, por exemplo, Veríssimo conta a história real dessa francesa que foi presa e condenada à morte na fogueira em 1431. O autor, porém, também se aventurou pela ficção científica ao publicarViagem à aurora do mundo e recebeu prêmios por diversos livros que escreveu para adultos. Uma de suas obras mais conhecidas, aliás, é Olhai os lírios do campo .
Mas se você nunca leu nada de Érico Veríssimo e não sabe por onde começar, siga a sugestão da professora Eliana Yunes: procure nas livrarias ou bibliotecas o livroAs aventuras de Tibicuera , que conta a história de um indiozinho que percorre a história do Brasil!
Tudo começa com o nascimento de Tibicuera, antes de 1500, e termina em 1942, em um arranha-céu de Copacabana. Durante a fantástica viagem pelo tempo, o índio – que foi batizado com o apelido de infância de Érico Veríssimo! – participa de muitos momentos históricos do Brasil. Tiradentes e Zumbi do Palmares, por exemplo, são alguns de seus amigos nessa aventura! Então, o que você acha de embarcar nessa história e conhecer um pouco da obra de um escritor que nasceu há 100 anos?
Fonte: AQUI
Sobre o autor






Link para essa postagem


quinta-feira, abril 09, 2015

A vassoura voadora e os brigadeiros de chocolate>Estímulos literários>09/04/2015


 Uma bruxa-instrutora antipática e uma aprendiz muito esperta 


A vassoura voadora e os brigadeiros de chocolate, quarto volume da coleção Histórias para Ler e Saborear, de autoria de Rosana Rios e ilustrações de Ciça Fittipaldi. 
O livro conta a divertida aventura da bruxinha aprendiz Cordélia, às voltas com suas primeiras lições de vôo com uma bruxa-instrutora muito antipática. 
Entre palavras mágicas, passeios em vassouras voadoras e um cachorro de nome muito estranho, Cordélia conhece os irmãos Lisandro e Demétrio e juntos iniciam uma alegre amizade. 
Mas, eis que acontece o misterioso sumiço dos deliciosos brigadeiros de chocolate preparados na casa dos gêmeos e uma dúvida começa a incomodar a todos: quem foi? Quem não foi? 
Será possível que o dono da doçaria, Iago Edmundo, aquele sujeito traiçoeiro tenha finalmente descoberto o segredo do preparo dos docinhos? 
Ao final do livro, o leitor encontra a descrição da origem do brigadeiro e uma saborosa receita do quitute, simples e de fácil compreensão pelas crianças.
A história do chocolate




A origem do brigadeiro
A história e como foi inventado o mais famoso e apreciado docinho de festa.
O Brigadeiro foi inventado no Brasil depois da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Naquele tempo, era muito difícil conseguir leite fresco e açúcar para se fazer receitas de doces. Aí, descobriram que a mistura de leite condensado e chocolate resultava em um docinho bem gostoso (Brigadeiro para presidente).
Ainda faltava dar um nome para o novo doce.
Na mesma época, aconteciam as eleições para presidente do Brasil, e um dos candidatos era o Brigadeiro Eduardo Gomes. Na campanha, ele utilizava uma propaganda engraçada, que ficou na boca do povo: “Vote no Brigadeiro que é bonito e solteiro”. Suas eleitoras batizaram o doce em homenagem ao candidato.
As mulheres que trabalhavam na campanha, em vez do “santinho” tradicional do candidato, distribuíam o docinho para ganhar votos.
Com o tempo, o brigadeiro foi ficando cada vez melhor. Para enfeitá-lo e deixá-lo mais saboroso, foi inventado o chocolate granulado.
Depois, outra receitas foram criadas a partir da original.
Em outros países nosso brigadeiro é conhecido como “trufa brasileira”.

Fonte: AQUI






Link para essa postagem


segunda-feira, abril 06, 2015

A cidade,os erres e as rosquinhas de coco> Estímulos literários>Letra "R">06/04/2015


Esta é a história de um rapaz apaixonado. 
Nela, aparece uma cidade histórica, cheia de letras "erre".

A CIDADE OS ERRES E AS ROSQUINHAS DE COCO

Uma deliciosa história de Rosana Rios, o livro A Cidade, os Erres e as Rosquinhas de Coco. 
Lindamente ilustrado por Ciça Fittipaldi, ele nos apresenta uma história de suspense recheada com rosquinhas de coco. 
A criançada não pode perder.
 Um rapaz apaixonado e uma doceira muito mal humorada, além de um vilão misterioso que mete medo em toda a cidade, temperam a aventura do livro, que acontece na cidade fictícia de Rio Raso, onde todos os nomes das pessoas e das ruas começam pela letra ¿erre¿. 
Coisas estranhas acontecem e as letras ¿erres¿ começam a desaparecer das placas da cidade, dos papéis da prefeitura e do cotidiano das pessoas, até que o pior acontece e algumas pessoas não mais conseguem pronunciar a letra ¿erre¿, uma epidemia . 
Ranulfo, que até então só pensava em Rosalinda, decide investigar e resolver o mistério.
 No final do livro, o leitor encontra a história, na culinária brasileira, do quitute que faz parte da trama e, também, sua receita.
 Diversão garantida para a meninada.
A história do coco

 Receita


Trechos do livro





Link para essa postagem


Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios