BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto,será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes , experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos .
Se você leu ,experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog ,ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente,assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo,por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog,não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu ,que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem- vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
OBRIGADA!
VOLTEM SEMPRE!

sexta-feira, outubro 31, 2014

Halloween sim! Saci também! Atividades divertidas> 31/10/2014

Maravilhoso é ser pedagógico
 e agregar culturas diversas!
Vejam a contadora de histórias Beth.
Autêntica bruxa do bem!

Colocando links de suas postagens:

BLOG DEDINHOS LAMBUZADOS AQUI
CONTO AQUI


Para criar o clima...uma lanterna feita a partir de uma caixa de leite...
BRUXA, BRUXA VENHA A MINHA FESTA  (Arden Druce)

_ Bruxa, Bruxa, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigada, irei sim, se você convidar o Gato.
_ Gato, Gato, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Espantalho.
_ Espantalho, Espantalho, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar a Coruja.
_ Coruja, Coruja, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigada, irei sim, se você convidar a Árvore.
_ Árvore, Árvore, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigada, irei sim, se você convidar o Duende.
_ Duende, Duende, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Dragão.
_ Dragão, Dragão, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Pirata.
_ Pirata, Pirata, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Tubarão.
_ Tubarão, Tubarão, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar a Cobra.
_ Cobra, Cobra, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigada, irei sim, se você convidar o Unicórnio.
_ Unicórnio, Unicórnio, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Fantasma.
_ Fantasma, Fantasma, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Babuíno.
_ Babuíno, Babuíno, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar o Lobo.
_ Lobo, Lobo, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigado, irei sim, se você convidar a Chapeuzinho Vermelho.
_ Chapeuzinho Vermelho, Chapeuzinho Vermelho, por favor, venha a minha festa.
_ Obrigada, irei sim, se você convidar as Crianças.
_ Crianças, Crianças, por favor, venham a minha festa.
_ Obrigado, iremos sim, se você convidar a Bruxa.

Vejam o passo a passo lá












Link para essa postagem


terça-feira, outubro 28, 2014

Caminhos da África> Estímulos literários geográficos> 28/10/2014

Caminhos da África

 Adyr Assumpção
 Regina Miranda
A raça humana nasceu na África e se espalhou por todos os cantos do Planeta. 
Caminhos da África conta não apenas essa história, mas também a história do grande e fascinante continente africano e de como vários povos o habitaram, invadiram e dominaram através dos séculos.
Mostra a África para as crianças de forma fácil, com ilustrações bem didáticas. 
Muito bom para os iniciantes em cartografia. Mostra de forma interessante  este continente com linguagem mais "lúdica", facilitando a aprendizagem.
Um dos pontos altos da obra são suas belas ilustrações, de Regina Miranda, que mostram desde a Pangeia, quando todos os continentes formavam um único bloco, até como a África se desprendeu, retratando também os costumes, o cotidiano, a cultura de seus povos e, claro, muitos mapas. 
O livro ainda traz um glossário didático com as principais palavras e temas que surgem ao longo da publicação, além de dicas para se conhecer melhor o continente africano. “E para que os leitores explorem a publicação de maneira mais lúdica, há também um jogo com perguntas nas últimas páginas. Não deixa de ser uma forma de unir o útil ao agradável”.
Fonte:
AQUI
Como surgiram os mapas
(trechos do livro)
(...) O mapa é um desenho que as pessoas fazem para mostrar como os lugares são, as montanhas, os rios, as planícies entre um lugar e outro.
Antigamente, quando ainda não existia avião, binóculo nem computador, os mapas eram feitos a partir da imaginação dos cartógrafos, que é o nome que se dá às pessoas que desenham mapas.
Os viajantes também ajudavam a desenhar os mapas contando o que tinham visto no meio do caminho.
(...) naquela época não havia países nem fronteiras, e não existiam mapas para as pessoas se orientarem. Os caminhos eram escolhidos dependendo se havia ou não frutas para serem comidas, se havia caça e peixes:na busca de climas mais amenos e longe dos animais fortes e ferozes.
(...) O grupo original de homens e mulheres foi crescendo e se dividindo, começando a busca de outros lugares para viver.
As adaptações foram surgindo, de acordo com as necessidades . E para os caminhos,quem sabe eles começaram a olhar para o céu e se guiarem através do sol e estrelas.
( ...) Essa caminhada durou milhares de anos, até que todo o planeta estivesse povoado por  tribos diferentes entre si, de costumes também diversos e falando cada uma sua própria língua.
(...) Os primeiros mapas que descreviam a África eram curiosos. Alguns tinham a forma de um triângulo de cabeça para baixo,cheio de elefantes. Outros eram como uma grande flor de três pétalas, e cada pétala tinha o nome de uma mulher: Europa. Ásia e África.
(...)
Até aí eles não sabiam da existência das Américas. Com o desenvolvimento das navegações, primeiro na região do Mar Mediterrâneo e depois em busca de outras terras, a cartografia desenvolvida pelos europeus incorporou o que faltava do mundo.
Novos registros e resgates foram surgindo, através de novos inventos. Narrativas e desenhos foram somando-se as cartas celestes, bússola e o astrolábio.
Os viajantes das caravelas partiram em direção ao desconhecido e seus registros ajudaram a definir o contorno do continente. Aqui surgiu o uso da rosa dos ventos como forma de orientação.
(...)
Uma das viagens mais importantes desse período e que foi determinante para finalizar o desenho da África foi a comandada por Vasco da Gama, que partiu do porto de Restelo em Portugal, no dia 28 de julho de 1497, na busca de um caminho para as Índias e suas especiarias,passando pelo Cabo da Boa Esperança, Oceano Índico, parando em Moçambique e depois Madagascar em direção a Calcutá.

Nota do Linguagem:
Nas páginas seguintes o autor descreve mais aspectos destes povos, e cada vez mais informações foram acrescentadas aos mapas. Chegando aos conflitos, mais povos até as colonizações e  guerras entre si provocando mudança de domínio dos colonizados.
Sugestão de jogo:
Para conhecerem o livro__Talvez impossível de imprimir.
Objetivo do Linguagem: Conhecimento da obra











Link para essa postagem


segunda-feira, outubro 20, 2014

A riqueza de Jonas> Estímulos literários>Valores> 20/10/2014

alt

Um conto mágico sobre os perigos de crescer sem refletir nas escolhas que a vida demanda.
 Uma história de todos os tempos, sobre o amor ao que é verdadeiro.
Valores da família; responsabilidade.
Jonas e sua família tinham muito dinheiro, mas um dia esta situação muda e precisam viver com mais simplicidade. 
Ele não aceita isto e em sua revolta conhece um homenzinho misterioso que lhe oferece ouro em troca da amizade. Com ele, Jonas vive estranhas aventuras, percebendo, por fim, que a verdadeira riqueza é a do coração. Fala de valores e da participação dos jovens nos problemas familiares.


Uma narrativa ao estilo clássico, contextualizada em questões atuais. 
O texto propõe repensar valores e faz um convite à implicação e responsabilização dos jovens com os problemas familiares.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES:

•Fazer dramatização do texto;

•Debater a temática abordada no livro;
•Montar um baú, baseado na capa do livro;
•Colocar no baú palavras que retratam sentimentos - amor, solidariedade, amizade - para trocar com os colegas;
•Escrever frases com as palavras que receber dos colegas.









Link para essa postagem


quinta-feira, outubro 16, 2014

Como vencer o medo e derrotar o dragão>Estímulos literários> Daniel na cova dos leões>16/10/2014

A Criança e o Medo!!

Alarme!
O medo é uma reação natural, quando nos encontramos em situações que podem tornar-se perigosas. O suor, o aumento do ritmo cardíaco e respiratório, a tensão muscular, etc., preparam-nos para reagir perante uma situação inesperada. As crianças, quando sentem medo ou temor de alguma coisa, reagem chorando ou gritando. Desta forma chamam a atenção dos adultos, que são os que se encarregarão de fazer frente a um possível perigo. A reação dos adultos é muito importante para elas, visto que eles são o modelo a seguir.
Assim, elas vêem que diante de algumas coisas que lhes pareciam terríveis, tais como um petardo ou um trovão, os adultos estão tranquilos e chegam mesmo a rir-se: vêem que não se trata de um perigo terrível, de modo que podem acalmar-se, porque os adultos, que são os responsáveis pelo seu bem-estar, não têm medo. Perante situações perigosas, há que ensiná-las a ser prudentes, mas sempre com reações proporcionais ao tipo de perigo que aquelas situações representam.
Lista de medos
Cada criança é única; por isso, as coisas que assustam as crianças e a idade em que cada medo se manifesta variam muito de criança para criança, e até mesmo de uma cultura ou esfera social para outra. Ainda assim, regista-se uma relação muito generalizada entre a idade e o aparecimento de determinados medos. A lista seguinte pode servir como orientação:
* Até um ano de idade, as crianças pequenas têm medo dos estímulos intensos e de tudo o que é desconhecido para elas, como, por exemplo, as pessoas. O medo das pessoas desconhecidas, em geral, diminui até ao ano e meio de idade.
* Entre os 2 e os 4 anos surge o medo das trovoadas, dos animais e das catástrofes. Essa também costuma ser a idade em que as crianças começam a ter medo do escuro, medo esse que normalmente desaparece até aos nove anos.
* Entre os 4 e os 6 anos aparece o medo dos monstros imaginários, como as bruxas e os fantasmas e o medo da separação dos pais.
* Entre os 9 e os 12 anos os medos distintos estão mais relacionados com as coisas do cotidiano, tais como os acidentes, as doenças, os conflitos com os pais, o insucesso escolar, etc.
Que podemos fazer para prevenir o medo
É muito importante vigiar o tipo de modelo que representamos diante das crianças, uma vez que este é o primeiro exemplo de comportamento que elas conhecem. Face a um perigo real, há que educá-las para que sejam prudentes, evitando contudo a super proteção. A aprendizagem pode comportar um certo grau de temor: conhecer gente nova, aproximar-se de um animal desconhecido, subir umas escadas especialmente altas… Diante de qualquer situação desconhecida, a criança pode sentir um pouco de medo. É enfrentando esse temor que se aprende e se assume que se é capaz de o dominar. Por outro lado, é muito importante não utilizar o medo como ferramenta educativa: ameaçar uma criança com um monstro que virá se ela não se portar bem, fechá-la num quarto às escuras, etc.
O que devemos fazer face ao medo
Quando uma criança se sente atemorizada, devemos evitar rir-nos dela ou do seu medo. Há que desdramatizar a situação, mas tendo sempre em atenção que isso está a assustar a criança. Não devemos compará-la com outras crianças que não têm medo, nem falar diante de terceiros dos medos da criança e de como isso nos preocupa. Também não devemos obrigar a criança a enfrentar de forma brusca aquilo que ela teme, nem ameaçá-la e lembrar-lhe o seu medo. Ao fim e ao cabo, não temos que dar uma importância excessiva ao medo infantil, mas devemos, isso sim, respeitar o que a criança sente e evitar ridicularizá-la sozinha ou em frente de terceiros.
Quando o medo se torna demasiado grande
Às vezes é difícil para os pais determinar quando um medo infantil requer alguma forma de terapia. Nestas idades, as reações das crianças podem ter a intensidade suficiente para nos fazerem duvidar da sua “normalidade”. Para diagnosticar se um medo se transformou em fobia, há que ter em conta a idade da criança e o tempo de persistência do temor. Em caso de dúvida, se se notar que a criança sofre e que o temor afeta a sua vida cotidiana, poderá procurar-se o aconselhamento profissional de algum especialista.
Conclusão
Sentir medo ante diferentes estímulos faz parte dos sentimentos humanos, independentemente da idade que tivermos. Aprender a superar o medo é uma capacidade que a criança pode começar a criar desde muito pequena: quanto mais compreensão e confiança tivermos com ela (e ela conosco), tanto mais fácil será enfrentar aquilo que lhe causa medo. E este expediente continuará a aplicar-se durante a idade adulta. Não se trata apenas de superar o medo, mas sim de estabelecer as estratégias para que cada um o consiga fazer.
Núria Roca
O medo, do mais medroso ao mais corajoso
Porto, Ambar, 2003
adaptado
FONTE AQUI
Sugestões de atividades
Objetivos:
Facilitar a discussão sobre os medos

Mostrar a possibilidade de encarar os receios
Demonstrar a superação dos problemas
CLIQUE AQUI


COMO VENCER O MEDO
E DERROTAR O DRAGÃO
MÁRCIO MENDES
“Quem tem Deus por seu amigo, mesmo 
quando está sozinho não tem medo do perigo”
Minha homenagem ao trabalho magnífico deste missionário da CANÇÃO NOVA.
Se você gosta de começar bem o seu dia espiritualmente sugiro que sintonize a TV CANÇÃO NOVA, durante a semana, às 8 hs da manhã.
O programa SORRINDO PARA A VIDA vai modificar o seu dia, entre tantos sabores de paz, fraternidade, amor, dedicação, doação.
Adquiri este livro infantil, bem no mês de outubro, dedicado as crianças.
Trata-se de uma história inspiradora, divertida e bem - humorada, que incentiva a dominar o medo,além de descobrir a importância da verdadeira amizade e aumentar a autoestima.
Uma boa leitura tem sempre o dom de aquecer a alma e curar o coração.
É mais gostoso aprender sorrindo.
O livro conta a história de Daniel, combatendo o mal,  na cova dos leões, de forma diferente, com belas ilustrações e rimas.
Uma mensagem da Sagrada Escritura de forma lúdica, do jeitinho que o Linguagem gosta!
Mais abaixo encontrei algumas sugestões pedagógicas interagindo com esta passagem bíblica.
Escolhi algumas e fiquei encantada por conhecer mais blogs e sites destinados ao ensino infantil.
Uma obra literária agregada a valores de fé!
Aproveitem e boas aulas.


Vejam o autor falando sobre  o livro
( ele mostra  o livro )









A Bíblia da família
Editora Paulus


Bíblia para crianças
Ciranda Cultural
Atividades sugeridas
AQUI
Apesar de Daniel ser um servo fiel ao rei, outros oficiais tinham tanta inveja dele, que elaboraram uma armadilha, forçando o rei a jogar Daniel na cova dos leões. Mas Deus poupou a vida dele, para o alívio do rei. 
A história de Daniel, encontrada no capítulo seis do livro de Daniel, fornece a base para vários jogos interativos, que propiciam um melhor entendimento sobre os conceitos da história.
Tudo: AQUI
Artesanato ( clique link acima) ( Fantoche, prece, juba do leão)
Por conta da inveja dos outros, o rei Dário foi levado a condenar à morte Daniel na cova dos leões. Daniel tinha sido fiel e orava a Deus três vezes por dia.
 Deus selou a boca dos leões e manteve Daniel seguro. 
Dário então decretou que o Deus de Daniel era o único Deus verdadeiro. 
Uma arte que apresenta essa história da Bíblia ajudará as crianças a se lembrar do cuidado de Deus e também do quanto é importante ser fiel às orações.
AQUI  Aprofundando mais

A fidelidade de Daniel
Vejam sobre esta atividade AQUI

Vejam tudo

Vejam  AQUI   de forma teatral e musical
AQUI

Daniel e seus amigos
em quadrinhos
Cristãos kids





Link para essa postagem


quarta-feira, outubro 08, 2014

Certos nomes > Poemas e rimas mais estímulos > 08/10/2014


Certos Nomes
Marcelo R.L.Oliveira


Seria possível descobrir a profissão de Passos Dias Aguiar? 
E qual seria o esporte praticado pela atleta Nádia Bessa?
 A criativa manipulação de nomes para indicar as atividades das personagens é o principal recurso utilizado por Marcelo R. L. Oliveira para compor esse divertido livro de poemas. 
O ritmo e a sonoridade das estrofes, aliados a belas ilustrações, conduzem o leitor a descobrir – de maneira instigante e engraçada – o cotidiano de alguns profissionais.

BOA OPORTUNIDADE
PARA TRABALHAS AS PROFISSÕES

•Pesquisar nomes e sobrenomes que também possam ser verbos, substantivos ou adjetivos;

•Criar histórias ou poemas a partir dos nomes pesquisados.

O jardineiro


Vejam AQUI










Link para essa postagem


Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios