BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

quinta-feira, maio 21, 2015

Pianíssimo>Estímulos musicais e literários> 21/05/2015

alt


""Não há prazer maior para mim, enquanto compositor, que ver uma criança se emocionar a partir de um estímulo que eu dei. Sei que essas impressões ficarão na memória da criança".Tim Rescala.
PIANÍSSIMO - A HISTÓRIA DE UM PIANO ENCANTADO
AUTOR: TIM RESCALA
ILUSTRADOR: MÁRIO VALE
Arte: liberdade, criatividade e emoção.
O autor, músico e artista, com diálogos, fala dos anseios e conflitos de uma aluna de piano, perante uma professora autoritária, e do despertar de seu dom musical. 

Já encenado em teatro.


SUGESTÕES DE ATIVIDADES:


•Montar uma peça teatral com o texto;

•Trabalhar as notas musicais, tom e melodias na escrita, na pauta e no canto;

•Explorar e distinguir os instrumentos de teclado, de corda, de sopro e outros.
Fonte
A história:
Clara ganha um piano de sua mãe, mas ela nem liga, acha chato....
Diz ela que prefere brincar de boneca...
Mas sua mãe decide que ela terá aulas de piano e depois de estudar poderá brincar com bonecas.
A professora chega. Admira o lindo piano de cauda inteira. Que maravilha!
Clara detestando grita e erra e chama a professora de velha bruxa....Nossa!
A professora,dona Euterpe quer ir embora, porém, dona Gema insiste  e diz que ela inaugurará o piano novo.
Clara com raiva de tudo isso, chuta o piano  e ele responde: _Ai!
Ela chuta de novo ,com espanto e o piano responde novamente.
A vida de piano é assim,uns gostam outros não...
O nome do piano é Steinway. E assim ele incentiva Clara a ter mais sentimento ao tocá-lo.
Com isto formam uma dupla  e criam melodias, e assim Clara se revela uma pianista...
O piano só fala com ela,então,eles inventam músicas com bichos e muita diversão...
Acontece que Clara quer inaugurar seu piano e a professora também. Uma confusão, pois Steinnway se comporta mal quando dona Euterpe toca. Fica um horror!
Porém com Clara ele toca bonito...
E Clara toca com sentimento, emoção e vibração....Até tenta convencer as pessoas que o piano fala, mas isso só acontece com ela.Mas enfim as músicas surgiram com grande alegria...
Steinway vibra com tudo, despertando a criatividade musical das pessoas.
Teatro e música


Em 1993, estreia Pianíssimo e em 1995 é transformado em livro infantil e lançado pela editora RHJ.

Pianíssimo conta a história da amizade entre um piano encantado que fala, canta e conversa, com sua dona, a menina Clara. Seu maior medo é não ser tocado, é ficar empoeirado no canto da sala e ser tratado como um móvel qualquer.

Pianíssimo fala da capacidade da música de fazer desabrochar os sentimentos e as vontades; da valorização da criatividade e da imaginação sem fronteiras.
Pianíssimo é um espetáculo/história que transporta personagem, cenários, adereços e iluminação em um baú de transformações, viabilizando uma montagem que ultrapassa os limites do palco, contribuindo assim, para estimular o amor pela música universal.
Fonte
AQUI
Mais música no linguagem
Desvendando a música
AQUI
AQUI








Link para essa postagem


terça-feira, maio 19, 2015

Luís e Luísa>Estímulos literários> 19/05/2015

Luís e Luísa


Mais uma vez o talentoso casal Mary e Eliardo França mergulha na fantasia da infância e cria um livro sob medida para os bem pequenos.
 Luís e Luísa, com um texto curto e inteligente e belas imagens, retrata uma situação do cotidiano das crianças. 
Elas logo vão se identificar com as personagens, que fazem o que toda criança ama e sabe fazer muito bem: brincar.
A história...
Luísa fala:
_Vem, Luís! Vamos brincar com o meu urso.
Mas Luís diz:
_Não!Não! Quero brincar com o  meu gato.
_Vem Luísa! Vamos brincar com o meu tigre.
Mas Luísa diz:
_Não!Não! Quero brincar com o meu coelho.
_Vem Luís! Vamos brincar com a minha boneca.
Mas Luís diz:
_Não! Não! Vamos brincar com o meu robô.
_Luís,minha boneca quer dormir_Fala Luísa.
_Meu robô quer descansar_Diz Luís.
Eles dizem:
_ E agora, o que vamos fazer?


BRINQUEDOS E BRINCADEIRAS NO LINGUAGEM







Link para essa postagem


Vou ser...O quê? > Estímulos profissionais> 19/05/2015


Vejam algumas imagens
Imagem do produto Vou ser... o quê?

 O Jogo das Profissões
Qual criança não fantasia a futura profissão? Partindo dessa questão, o livro de Virgínia Adams, ilustrado por Marco Bravo, apresenta e valoriza ocupações que estão presentes no dia a dia, para fazer o pequeno leitor compreender a importância das várias atividades para o bem-estar social.
O que vou ser quando crescer?

Para responder essa pergunta, salas de aula se transformaram em ateliês de moda, em virtude do destaque que os estilistas vêm obtendo no mercado de trabalho atual

Objetivos:
★ Proporcionar conhecimento sobre o mercado de trabalho relacionado à Arte, a partir de atividades intrínsecas ao estilismo;

AQUI
A história...
Vou trabalhar ou ficar de papo pro ar?
E o carteiro, o que é que ele faz?
Ele entrega nossas cartas,ele leva, ele traz.
Sobe ladeira, anda pelo mundo inteiro.
Que seria nossa vida se não fosse o carteiro?
E o padeiro, qual a sua ocupação?
Ele bate, cresce a massa,ele faz o nosso pão.
Tão gostosinho, tão fresquinho.
Ai que cheiro!
Que seria a nossa vida se não fosse o padeiro!
E o cozinheiro, o que ele vai fazer?
Humm! Vai fazer comidinha que a gente vai comer.
mexe a panela, prova tudo e põe tempero.
Que seria nossa vida se não fosse o cozinheiro?
E o professor. o que é que ele faz?
Nos ensina a escrever, a ler, a ser alguém capaz.
Graças a ele, um dia eu vou virar doutor.
Que seria a nossa vida se não fosse o professor?










Link para essa postagem


segunda-feira, maio 18, 2015

O pintinho Pedrês>Estímulos sensíveis> 18/05/2015

alt
Jorge F.dos Santos

Pedro ganhou um pintinho amarelo e vivia com o

 bichinho na mão, o qual, por falta de liberdade, 

acabou morrendo.

Animais domésticos;
•Experiência de vida.

A superproteção nem sempre faz bem ao ser amado.
 Depois de sofrer uma perda, um menino chamado Pedro aprende no seu dia-a-dia a importância de respeitar o amadurecimento dos seres vivos e as leis da natureza.

Com sensibilidade e encantamento a história trabalha a importância de saber cuidar dos animais domésticos, para que sobrevivam e cresçam. 
No texto a experiência de perda, vivida pelo personagem, ganha sentido e significado em sua forma de cuidar do novo pintinho.

SUGESTÕES DE ATIVIDADES:

•Refletir sobre a experiência da perda e do valor das experiências vividas como conhecimento a ser acumulado;

•Trocar de experiências em relatos pontuando as necessidades básicas para promover o crescimento dos animais domésticos;
•Relatar a importância da experiência em uma nova situação vivida pelo aluno.
Atividade de comparação e experiências
Uma pedra, uma planta e pintinhos:
Esta atividade tem como objetivo mostrar aos alunos que os seres vivos irão crescer ao longo do tempo, ao passo que a pedra continuará sempre com o mesmo tamanho, assim como todos os elementos brutos.

Dobradura fofa:
43


Passo-a-passo
Portal do professor
Pintinho o que é?
AQUI
AS GALINHAS DO LINGUAGEM...







Link para essa postagem


domingo, maio 17, 2015

O boi-de-mamão>Estímulos juninos > 17/05/2015



Em O Boi-de-Mamão, o escritor e folclorista viajante Rogério Andrade Barbosa monta uma narrativa na qual dona Bentinha, antiga moradora de Florianópolis - conhecida como a Ilha da Magia - conta a um grupo de estudantes um pouco das tradições locais.
Dona Bentinha relembra as bruxas e assombrações, os causos contados pelas rendeiras, pelos pescadores por outros contadores de histórias, para passar aos leitores um pouco dessa tradição popular herdada dos imigrantes açorianos. 
Em destaque, ela narra o folguedo do boi de Santa Catarina, o Boi-de-Mamão, com seus personagens típicos, como a Bernúcia e a Maricota. 
Uma festa de rua que revive em cada um sua identidade cultural, presente no fundo - ou nas raízes - de todos.
Mais
Objetivos
__ Possibilitar a criança conhecer um pouco sobre uma das festas tradicionais do Brasil, seus símbolos, santos, pratos típicos, trajes e danças.

__Compreender a história da festa junina, bem como o seu valor dentro do folclore brasileiro, destacando seus aspectos sociais e religiosos.

__Perceber a importância do trabalho em equipe e a união do mesmo.

__Resgatar as tradições da festa junina

__Desenvolver o gosto por poemas e músicas.

__Socialização dos alunos.
__Incentivar o gosto pela culinária junina.

__ Integrar a comemoração da festa junina desenvolvendo o resgate social exercendo a cidadania através de ações concretas, solidárias e participativas, favorecendo a criança a ampliação de seu universo linguístico, pois a festa junina se constitui uma temática rica onde podem ser explorados diversos tipos de linguagem. Levando ao aluno o conhecimento da origem da festa junina, levando os educando a conhecer seus símbolos e seus valores.

PROJETOS JUNINOS  E CULTURA POPULAR
A HISTÓRIA DA FESTA JUNINA
BRINCADEIRAS DAS FESTAS JUNINAS
AULA

Festas juninas

Elas fazem parte da tradição cultural brasileira e, ainda hoje, mesmo nas grandes cidades, servem como referência às raízes rurais

Pequena história das festas juninas
João o menino sonhador e projeto
Cultura popular
Aulas e sugestões pedagógicas
Passo-a- passo
Sugestão para produção de textos
Montando um livro











Link para essa postagem


quinta-feira, maio 07, 2015

Camilão o comilão>Estímulos literários>Alimentação saudável> 07/05/2015


Camilão o comilão


História: Camilo, o Comilão (Ana Maria Machado). 
Camilo era um leitão. Um pouco grande, o Camilão. 
Não era um porco dos mais porcos. Mas era preguiçoso. E muito guloso. 
Um comilão esse Camilão. Mas não queria saber de trabalhar para ganhar comida. 
Preferia comer cada dia em cãs de um amido. Ou então pedia comidinha aos outros. 
Ninguém se incomodava, porque gostavam dele. 
E achavam graça naquela gulodice. Que não fazia mal a ninguém. Só mesmo ao Camilão. 
Um dia Camilão saiu de casa com uma cesta vazia. No fundo, só um guardanapo. 
E na roça do seu Manduca, encontrou o cachorro Fiel.
 _ Bom dia amigo. O que você está fazendo?
 _ Trabalhando, tomando conta destas melancias.
 _ Puxa, quanta melancia! E eu aqui com tanta fome que acho até que vou desmaiar. 
Será que você podia me arranjar uma? 
_ Está bem. Uma só não faz falta. Tome. 
E lá se foi Camilão pela estrada com sua cesta. Na cesta uma melancia. 
O guardanapo por cima e encontrou o Burro Joça puxando uma carroça. 
_ Bom dia, amigo. Que é que você está fazendo? 
_ Trabalhando. Levando essas abóboras para o mercado.
 _ Puxa quanta abóbora! E eu aqui com tanta fome e que acho até que vou desmaiar. 
Será que você podia me arranjar uma?
 _ Esta bem. Tome duas. Não vão fazer falta. 
E lá se foi Camilão pela estrada. Com sua cesta. 
Na cesta, uma melancia e duas abóboras e o guardanapo por cima. 
E, encontrou a vaca Mimosa, lá no curral.
 _ Bom dia, amiga. Que é que você está fazendo?
 _ Trabalhando. Fazendo manteiga, queijo, requeijão.
 _ Puxa, quanta coisa! E eu aqui com tanta fome que acho até que vou desmaiar. 
Será que você podia me arranjar alguma coisa?
 _ Está bem. Tome três queijos e quatro litros de leite. Com sua cesta. 
A cesta, uma melancia, duas abóboras, três queijos, quatro litros de leite e por cima o guardanapo. E encontrou a galinha Quiqui, na porta do galinheiro. A mesma conversa.
 O mesmo pedido. Quiqui gritou lá para dentro:
 _ Meus filhos “Seu Camilo quer milho!” 
E os pintinhos trouxeram cinco espigas de milho para Camilão. 
E lá foi ele pela estrada. Com sua cesta. Na cesta uma melancia, duas abóboras, três queijos, quatro litros de leite, cinco espigas de milho.
 E o guardanapo por cima. E encontrou o macaco. 
Desta vez não foi tão fácil, que Simão era muito esperto. 
Mas Camilo tanto que pediu que acabou ganhando.
 _ Está bem. Um cacho inteiro eu não vou dar, mas tome meia dúzia de bananas. 
E lá se foi Camilão pela estrada. Com sua cesta. 
Na cesta, uma melancia, duas abóboras, três queijos, quatro litros de leite, cinco espigas de milho e seis bananas e o guardanapo por cima. 
E encontrou a abelha Zizi, ocupadíssima, recolhendo pólen. 
Conversou, pediu, acabou ganhando sete potes de mel. 
E lá se foi Camilão pela estrada. Com sua cesta. 
Na cesta uma melancia, duas abóboras, três queijos, quatro litros de leite, cinco espigas de milho e seis bananas e sete potes de mel. O guardanapo por cima. 
E encontrou o coelho Orelhudo. 
Acho que agora você já adivinhou o que aconteceu. Isso mesmo... 
O coelho disse que estava trabalhando e Camilão veio com aquela conversa de dizer que estava com fome e ia desmaiar. 
Acabou ganhando oito alfaces e nove cenouras. 
Botou tudo dentro da cesta, cobriu com o guardanapo e ....
 Lá se foi Camilão pela estrada. Com sua cesta. 
Na cesta quantas melancias? 
Quantas abóboras, e queijos? 
E litro de leite? E espigas de milho? 
E quantas bananas mesmo? 
E quantos potes de mel? 
Quantas alfaces e cenouras? 
Muito bem! 
Um monte de comida. 
Encontrou o esquilo, conversou, pediu, acabou ganhando dez avelãs. 
E lá se foi Camilão para um lugar sossegado da mata. 
Agora, o que você acha que aconteceu? 
Você acha que Camilão se escondeu para comer tudo sozinho? 
E depois ficou com a maior dor de barriga? 
Desta vez vai acontecer uma coisa diferente. 
Nosso amigo leitão pode ser guloso, mas todo mundo gosta dele. 
Porque divide o que tem. Camilão vai dar uma festa de comilança. 
E convidar todos os amigos que deram alguma coisa a ele.
 Eu também vou. Levando onze laranjas. 
Você quer ir? 
Vai levar doze... o que?
 E seu irmão? 
E seu amigo?
Fonte:
Slides
Atividades



Trabalhar com a literatura na escola significa proporcionar aos educandos, antes de tudo, a oportunidade de ler.
Camilo o comilão é um livro maravilhoso que nos oportuniza um trabalho encantador com os educandos através da leitura e ainda nos da pista para trabalhar alimentação saudável, obesidade na infância, sequência numérica, animais, nomes, sequência dos acontecimentos, reconto, máscaras para dramatização, frutas, verduras, legumes, alimentação na família, cardápio da escola, lanche escolar. Camilo, um porquinho tão esperto quanto guloso, passeia pelas páginas deste conto divertido, fazendo sua "feira" semanal. 

Só que o comilão não é lá muito chegado ao esforço físico. 

Não é atoa que ele está bem gordinho. 
Como trabalhar não é seu esporte preferido, Camilão tem que levar um papo com todos os bichos que encontra em seu caminho, pedindo-lhes alimentos, pois ele está com muita fome. 
E sua cesta vai se enchendo, pois seus colegas não se recusam a ajudá-lo.
 Nossa, quanta comida consegue, assim de graça, esse porquinho comilão! 
E o que será que ele vai fazer com tudo isto? É surpreendente! 

Atividades
Sequência didática
Alimentação saudável
Plano de aula
"O primeiro requisito para uma exploração de matemática a partir de um livro de histórias é que as crianças gostem e se envolvam com ele, com os personagens, etc. 
O ideal não é explorar um livro a semana toda, mas aos poucos, com emoção, expectativa, problematizações especialmente preparadas para isso."
Kátia Stocco Smole
Projeto
Informática
A cesta de D.Maricota
AQUI
O sanduíche de D.Maricota
AQUI








Link para essa postagem


Blog Widget by LinkWithin

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios