BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sábado, agosto 18, 2012

Gênero literário cartas>18/08/12

CARTAS: introdução do gênero textual


 O que o aluno poderá aprender com esta aula
Reconhecer a função social de uma carta através de discussão oral.
Ler e interpretar diferentes modelos do gênero carta.
Identificar as características e as partes do gênero textual carta (local e data, saudação, assunto, despedida e assinatura) a partir de situações reais.
Reconhecer o envelope como elemento essencial para o envio de uma carta.
Escrever, em duplas, uma carta a partir de um modelo e tendo como tema questões atuais.
Duração das atividades
4 aulas de 50 minutos (aproximadamente)
 Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
É necessário que o aluno tenha conhecimento, mesmo que básico, do que seja uma carta.
Estratégias e recursos da aula
1. Selecionar algumas correspondências que chegam à sua casa pelo correio e levá-las para a sala de aula.
2. Juntamente com os alunos, separar e classificar as correspondências selecionadas (carta pessoal, carta comercial, contas, propagandas e outras).
3. Pedir aos alunos que observem, atentamente, os envelopes de cada correspondência e o que há escrito neles.
4. A seguir, separar as cartas pessoais das demais correspondências que serão guardadas para serem trabalhadas em um outro momento.
Professor: Se possível, leve para a sala de aula um número suficiente de cartas pessoais para que os alunos possam trabalhar em grupos de 4 componentes.
5. Dividir a turma em grupos, com 4 alunos cada um, e entregar a cada grupo uma carta pessoal.
6. Pedir aos alunos de cada grupo que leiam o conteúdo da carta.
Professor: Lembre aos alunos a importância de uma carta, o fato de uma pessoa ter parado por um certo tempo para pensar em outra; ter escolhido o papel, o conteúdo, e ter se dirigido ao correio e postado a correspondência.
Explicar que existem diferentes tipos de cartas e que se a carta é enviada a um parente ou a um amigo é chamada de carta pessoal.
7. A seguir, pedir a um componente de cada grupo que faça a leitura oral da carta.
8. Explorar, oralmente, as partes e a estrutura do gênero textual CARTA: data (cabeçalho), saudação ao destinatário, assunto, saudação de despedida e nome do remetente.
1. Entregar, aos alunos, uma folha contendo alguns modelos de cartas pessoais (três modelos).
Professor: Alguns modelos podem ser encontrados nos seguintes livros:
Fernandes, Maria. Língua Portuguesa, 2ª série. 1ª ed. São Paulo: Escala Educacional, 2005, p.74.
Faraco, Carlos. Língua Portuguesa, 3º ano. São Paulo: Escala Educacional, 2008. Coleção Aroeira, p. 79 e 80.
Leite, Márcia. L.E.R.: Leitura, escrita e reflexão, 3º ano. São Paulo: FTD, 2008, p. 32, 33, 34, 40, 43 e 45.
2. Pedir aos alunos que façam a leitura silenciosa das cartas.
3. Após a leitura silenciosa, solicitar que alguns alunos façam a leitura oral de cada carta.
4. Realizar uma conversa orientada, solicitando aos alunos que identifiquem as partes de cada carta lida.
Ao realizarem a identificação de cada parte da carta, deverão circulá-la com lápis de cores diferentes. Exemplo: data, de vermelho; saudação, de azul; assunto, de verde; despedida, de amarelo e assinatura, de roxo.
Ao circular cada parte da carta com uma cor de lápis, o aluno realizará a identificação de cada parte do gênero.
5. A seguir, apresentar aos alunos atividades relacionadas aos textos. As atividades poderão ser sobre todos os textos apresentados.
Para você responder.
Exemplo 1.
I - Releia a carta 1 (do livro Fernandes, Maria. Língua Portuguesa, 2ª série. 1ª ed. São Paulo: Escala Educacional, 2005, p.74.) e responda às questões abaixo.
a) Como você acha que a destinatária se sentiu ao ler a carta?
b) Qual a relação entre a destinatária e a remetente da carta?
c) Você ou alguém de sua família costuma receber cartas? De que tipo? Em quais situações?
d) E enviar cartas? De qual natureza (pessoal, comercial)? Em quais momentos?
e) O que você acha de receber ou enviar cartas pessoais? Por quê?
II - Identifique, na carta, os seguintes elementos:
Remetente:
Destinatário:
Data e local:
Saudação:
Despedida:
Exemplo 2:
Faraco, Carlos. Língua Portuguesa, 3º ano. São Paulo: Escala Educacional, 2008. Coleção Aroeira, p. 79 e 80.
I - Interligando textos do gênero carta.
Carta da página 79.
a) Quem escreveu a carta?
b) De que cidade foi remetida a carta e em que data?
c) A quem se destina?
d) Que pessoa é o assunto da carta? Por que ela se tornou assunto?
e) Joãozinho é avô de Verinha? Como a menina se comporta na casa do avô?
f) Como o avô Joãozinho começa a carta?
g) Como o avô Joãozinho termina a carta?
Carta da página 80.
a) Quais as partes que não aparecem na carta de Einstein?
b) Pela carta, você acha que Einstein já tinha usado, em algum tempo da vida, abotoaduras e prendedor de gravatas? Justifique a sua resposta.
c) Para que serviria o presente, de acordo com Einstein?
Exemplo 2:
Leite, Márcia. L.E.R.: Leitura, escrita e reflexão, 3º ano. São Paulo: FTD, 2008.
Carta da página 42 e 43.
I - Localize na carta e responda:
a) Quem escreveu a carta?
b) Para quem a carta foi escrita?
c) Quando ela foi escrita?
d) De que país ela foi escrita?
e) Como ele se despediu na carta?
II - Pense e responda:
a) O que a carta desse menino tem de diferente das cartas que as crianças escrevem para o Papai Noel?
b) Por que Fernando acha que as crianças do Brasil não vão bem?
c) Se você fosse escrever para o Papai Noel, o que pediria?
6. Após a leitura e interpretação das cartas, esclarecer aos alunos que as cartas, para chegarem aos seus destinatários, deverão ser colocadas dentro de um envelope.
Professor: Se possível, leve para a sala de aula modelos de envelopes em branco e preenchidos.
Exemplo:
Fonte: justicapopular.com.br
 Explicar aos alunos que os dados do destinatário devem estar completos para que a carta chegue ao seu destino. Mostrar um modelo de envelope contendo as partes que deverão constar no seu preenchimento

    
Fonte: pt.wikipedia.org

7. Iniciar uma conversa sobre os dados que devem conter na frente e atrás do envelope:
a) Quais as informações necessárias para que uma carta chegue ao seu destino? É preciso que nela tenham sido escritos o nome, o endereço e o CEP do remetente e do destinatário.
b) Você sabe o que significa CEP? Significa: Código de Endereçamento Postal.
c) Para que ele serve? Para que os funcionários dos Correios saibam corretamente o Estado, a cidade, o bairro e a rua onde a carta deve ser entregue.
d) O que acontece quando o carteiro não consegue encontrar o endereço do destinatário? A carta é devolvida ao carteiro.
e) Por que uma carta ou um documento enviado pelos Correios deve ser selado? Porque o selo é a prova de que a taxa de entrega da carta foi paga aos Correios.
8. Mostrar aos alunos um selo e onde ele é colocado no envelope.



Fonte: filateliadochiado.com.sapo.pt
9. Após explorar o trabalho com o envelope, produzir coletivamente uma carta no quadro, atendendo à estrutura e as características do gênero. Pedir aos alunos sugestões de destinatário.
a) Escrever uma carta para a vovó que mora longe;
b) Escrever uma carta para o Papai Noel;
c) Escrever uma carta para a professora de Educação Física.
10. A seguir, dividir a turma em duplas e solicitar que escrevam uma carta ao(à) diretor(a) da escola. A carta poderá ter como assunto principal: um elogio pelo seu trabalho, uma reivindicação, uma sugestão ou outro tema sugerido pelos alunos.
Ao escrever, não esquecer:
a) Local e data;
b) Saudação ao destinatário;
c) Destinatário;
d) Assunto;
e) Despedida e assinatura do remetente;
f) Releia sua carta, verificando se o texto pode ser melhorado e faça as alterações necessárias.
11. O professor deverá recolher as cartas escritas para fazer a correção e depois devolvê-las para os alunos passarem a limpo.
12. Levar para a sala de aula envelopes em branco para que os alunos preencham com os dados necessários.
a) As cartas poderão ser postadas no Correio pelos próprios alunos que serão acompanhados pelo professor. Também poderá ser agendado com o responsável, antecipadamente, uma visita dos alunos às dependências dos correios.
b) Os alunos poderão fazer uma entrevista com um carteiro para saber as dificuldades que ele encontra na sua profissão.
c) Papéis de carta e envelopes poderão ser confeccionados nas aulas de Artes, promovendo, assim, a interdisciplinaridade.
d) Outra possibilidade interdisciplinar e trabalhar com o conteúdo de História sobre "Profissões" falando não só do carteiro como de outros profissionais. Na oportunidade, os mesmos poderão receber correspondências da turma.
Recursos Complementares
"Carta da Terra para Crianças" com texto de Sílvia Gonçalves, elaborado com a intenção de fazer germinar a ideia de que um outro mundo é possível e acreditando que as crianças continuam sendo a esperança de um mundo melhor.
Professor: Este livro poderá ser trabalhado nas aulas de Ciências, com o tema transversal Educação Ambiental.
De carta em carta, Ana Maria Machado. Rio de Janeiro: Salamandra, 2002. História emocionante de um avô e um neto que melhoraram seu relacionamento trocando cartas.
Avaliação
Ao final das atividades o professor deverá avaliar se os alunos:
- Reconheceram a função social de uma carta através de discussão oral.
- Leram e interpretaram diferentes modelos de carta.
- Identificaram as características e as partes do gênero textual carta (local e data, saudação, assunto, despedida e assinatura) a partir de situações reais.
- Reconheceram o envelope como elemento essencial para o envio de uma carta.
- Escreveram, em duplas, uma carta a partir de um modelo e tendo como tema questões atuais.




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios