BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, julho 24, 2011

Propaganda > Drogas> Corpo saudável> 24/07/11

A Linguagem persuasiva e argumentativa
nas propagandas de combate ao Tabagismo

Autor : Cristiane Neri Horta
Co-autor:Edna Maria Santana Magalhães
Língua Portuguesa:
 Língua oral e escrita: prática de escuta e de leitura de textos
 Língua oral: usos e formas
Leitura e escrita de texto
Língua oral e escrita: prática de produção de textos orais e escritos
 Língua oral: gêneros discursivos
Linguagem oral
Língua escrita: gêneros discursivos
 Língua escrita: usos e formas
 Relações sociopragmáticas e discursivas
Língua oral: valores, normas e atitudes
 Língua escrita: prática de leitura
Gêneros discursivos: narrativo, argumentativo, descritivo, injuntivo, dialogal
 Produção, leitura, análise e reflexão sobre linguagens
 Língua oral e escrita: processos de interlocução
 Linguagem escrita: leitura e produção de textos
 Língua escrita: prática de produção de textos
Linguagem oral: escrita e produção de texto

Dados da Aula:
O que o aluno poderá aprender com esta aula:
As aulas que aqui serão propostas têm os objetivos de:
.Tornar os alunos sensíveis à leitura de diferentes tipos de texto, entre eles as imagens de propagandas;
.Incentivar a produção escrita por parte dos alunos;
.Incentivar os alunos a emitir sua opinião sobre os trabalhos dos colegas, de forma a compreender a função da crítica para o autor;
.Problematizar e respeitar diferentes opiniões;
.Comunicar-se oralmente e através da escrita (levantamento de suposições e dados, relacionar informações e construir conclusões);
.Organizar e registrar informações por meio de figuras, quadros, listas e textos;
.Produzir textos orais e escritos, quer seja em dupla, quer seja coletivamente;
.Desenvolver habilidades de inferências, extrapolação a partir do uso de imagens;
.Aprender a atuar nas situações de escolha em grupos;
.Explorar o conhecimento de mundo deles.

Duração das atividades: 6 aulas ou encontros de 1 hora e 40 minutos cada

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
. Habilidade de comunicar com concisão informações de seu interesse.
. Domínio do registro linguístico adequado aos propósitos do trabalho proposto.
. Reconhecimento da função do uso de um determinado suporte textual.
. Identificação, nos suportes, de fontes de informação.
. Habilidade de identificação de informações explícitas.
Além dos conhecimentos prévios apontados anteriormente:
Pergunte aos alunos:
.Se eles já viram alguma propaganda de cigarro ou de combate ao Tabagismo.
.Se sabem dos malefícios do cigarro para a saúde.
.Se conhecem as novas leis de proibição do fumo em locais públicos fechados.
Será que tais leis abrangem todo o território nacional?
Existem punições para os infratores?
Como o governo federal utiliza a propaganda para inibir o ato de fumar?
Que tipo de linguagem é utilizada?
Seria verbal ou através de imagens?
.Além do governo federal, existem outras propagandas institucionais para o combate ao Tabagismo?
O objetivo desses questionamentos é aferir o que os alunos sabem sobre a importância da linguagem persuasiva e argumentativa para a mudança comportamental das pessoas e o conhecimento de problemas que o uso do tabaco acarreta ao organismo.

Estratégias e recursos da aula:

Aula 1: duas aulas de 50 minutos (1 hora e 40 minutos)
Professor,
Inicie as aulas, conversando com seus alunos sobre o Tabagismo.
Pergunte a eles se conhecem alguma pessoa que fuma (Como ela começou a fumar? Com qual idade?) ou sabem de alguém que conseguiu se livrar desse vício (Foi iniciativa própria? Teve ajuda medicamentosa? Foi indicação e orientação médica?).
Pergunte também se eles já viram alguma propaganda de incentivo ao cigarro.
Comente que, na década de 80, o hábito de fumar era sinal de "status", sinônimo de juventude, modernismo, sofisticação, alegria e vitalidade e o papel dos filmes de Hollywood sobre a divulgação do vício entre pessoas de diversas camadas da população ao redor do mundo.
 Os jovens foram o principal alvo dessa campanha velada veiculada pelo cinema e pelas revistas de moda.
Apresente a eles um vídeo dessa época, mostrando a propaganda.





E agora?
Há propagandas que fazem esse tipo de inferência em relação ao Tabagismo?
Há propagandas, quer seja pela televisão, quer seja pela mídia impressa, que fazem uma referência constante ao combate ao fumo?
Com a ajuda dos alunos confeccione um quadro com duas colunas, contendo as informações destacadas das campanhas em prol do Tabagismo em oposição ao combate ao fumo, veiculadas amplamente pela imprensa e governo.
Peça para os alunos lerem o texto a seguir, e depois, indiquem que pontos consideram como os mais significativos.

O Tabaco:
Produtos do tabaco são produtos constituídos total ou parcialmente de tabaco em folha como matéria-prima, que se destinam a ser fumado, aspirado, mascado ou cheirado.
Todos contêm o ingrediente psicoativo altamente viciante, a nicotina.
O uso do tabaco é um dos principais fatores de risco para uma série de doenças crônicas, incluindo câncer, doenças pulmonares e doenças cardiovasculares.
Apesar disso, é comum em todo o mundo.
Alguns países têm legislação que restringe a publicidade ao tabaco, e que regulamenta quem pode comprar e usar produtos do tabaco, e onde as pessoas podem fumar.

Principais fatos do Tabaco:
O uso do tabaco é uma das maiores ameaças à saúde pública que o mundo já enfrentou.
• Há mais de um bilhão de fumantes no mundo.
• Quase metade das crianças do mundo respira o ar poluído pela fumaça do tabaco.
• Mais de 80% dos fumantes do mundo vivem em países de baixa e média renda.
• O uso do tabaco mata 5,4 milhões de pessoas por ano - uma média de uma pessoa a cada seis segundos - e responde por um em cada 10 mortes de adultos no mundo inteiro.
• O tabaco mata até a metade de todos os usuários.
• É um fator de risco para seis das oito principais causas de mortes no mundo.
• 100 milhões de mo rtes foram causadas pe lo tabaco n o século 20. Se as tendências atuais continuarem, haverá até um bilhão de mortes no século 21.
•As mortes relacionadas com o tabaco vão aumentar para mais de oito milhões por ano até 2030, e 80% dessas mortes ocorrerão em países em desenvolvimento.


Professor,
Com a participação da turma, registre em outro quadro os pontos que os alunos consideraram como os mais relevantes do texto.
 A escolha pode ser dos itens mais citados por eles.
Depois, enumere com seus alunos, as razões possíveis que levam uma pessoa ao vício de fumar e outros aspectos que dificultam o abandono dessa prática.
Enumere também ações possíveis a serem adotadas pelos fumantes para que estes consigam abandonar o vício.

Aula 2: duas aulas de 50 minutos (1 hora e 40 minutos)
Professor, apresente um novo texto com dados importantes sobre a ação nociva do tabaco no organismo humano.
Atente, inicialmente, para a propaganda veiculada em painéis urbanos pelo Ministério da Saúde - Governo Federal:

• Cérebro: A nicotina inalada no cigarro atinge o cérebro em 8 segundos, onde tem um potencial comparável ao da heroína para viciar. De 30% a 50% das pessoas que fumam desenvolvem algum tipo de dependência e 70% a 90% dos fumantes regulares são viciados. Apenas 6% dos que tentam parar conseguem ficar mais de um mês sem fumar.
• Pele: O cigarro diminui o calibre das veias, o que diminui a irrigação sangüínea da pele e diminui a chegada de oxigênio e nutrientes para as células. O resultado é um envelhecimento precoce da pele, com rugas em média 20 anos mais cedo que não fumantes.
• Olho: Estudos mostram que fumar aumenta em até 3 vezes o risco de catarata, doença nos olhos que diminui progressivamente a visão e é a principal causa de cegueira no mundo.
• Pele: Entre as mulheres, o cigarro aumenta em mais de 3 vezes o risco de desenvolver psoríase, doença sem cura que causa feridas na pele. Entre os homens, ela não chega a causar a doença, mas agrava os sintomas naqueles que já sofrem com ela.
• Boca: Além de dar mal hálito e dentes amarelados, fumar aumenta de 4 a 15 vezes a chance de ter câncer de boca, dependendo do quanto se fuma. E mais de 60% das pessoas que diagnosticam esse câncer não tem chance de curá-lo.
• Garganta:Pigarro não é a única coisa que o cigarro traz para a garganta. Ele também é o principal fator de risco para o câncer de garganta, que só no Brasil registra 6 600 novos casos e é causa de 3 500 mortes por ano.
• Pulmão: Quem fuma muito tem 20 a 30 vezes mais chances de ter câncer de pulmão. Ele é o câncer que mais mata homens no Brasil, e, desde 2002, o segundo que mais mata mulheres. De 80% a 90% dos casos da doença matam em menos de 5 anos. Além disso, o fumante diminui sua capacidade respiratória e tem maiores chances de ter qualquer doença respiratória, como bronquite e enfisema.
• Estômago: A nicotina aumenta a acidez do estômago e, conseqüentemente, as chances de gastrite e úlcera. As úlceras demoram mais para cicatrizar e voltam com mais facilidade nos fumantes. Ah, e o tabaco também é fator de risco para o câncer de estômago, que atingiu cerca de 26 mil pessoas no Brasil em 2006.
• Coração: O fumo aumenta a pressão arterial, diminui a capacidade respiratória e aumenta a coagulação sanguínea. Resultado: chances 2 a 3 vezes maiores de morrer por doenças cardiovasculares, como derrame e enfarto. Estudos mostram que o risco de enfarto é ainda maior entre mulheres, especialmente para as que usam anticoncepcionais orais.
• Ossos:A osteoporose é um processo de perda de minerais e enfraquecimento dos ossos, que os deixa m uito mais fáceis de quebrar. O cigarro é um do s fatores que mais acelera esse process o, mais comum entre as mulher es. Estima-se que uma em cada oito fraturas da c intura são causadas pelo fumo.
• Sistema reprodutor: O fumo causa problemas vascul ares que aumentam a chance de impotência nos homens. Entre as mulheres fumantes, ele aumenta as chances de menopausa precoce, infertilidade e problemas com a menstruação .
• Fumo passivo : A fumaça que deixa seu cabelo fedorento na "balada" é bem mais perigosa do que parece. Ela contém uma concentração maior de substâncias cancerígenas que a inalada pelos fumantes. O risco de câncer de pulmão é 30 % maior entre não-fumantes expostos ao cigarro do que entre os que não têm contato com a fumaça.
• Tem o lado bom: A nicotina é uma droga estimulante que estimula a produção de substâncias no cérebro ligadas ao prazer. Por isso, ela diminui o estresse e a ansiedade, e, nos dependentes, essa sensação é especialmente maior por causa do desconforto causado pela abstinência.
• Várias pesquisas mostram que fumantes têm menos chances de ter Mal de Alzheimer e Mal de Parkinson. Elas tentam entender como esse processo funciona em busca de novas terapias para as doenças .
• Também existem estudos mostrando que algumas pessoas têm uma capacidade maior de memória e de concentração quando estão sob efeito da droga.


OBS: Seria fundamental a presença de algum especialista da área de saúde que explicasse melhor os termos que aparecem no texto acima e soubesse orientar a turma, no que fosse preciso.
Convide-o.
Verifique se há algum parente de algum aluno que exerça essa função ou de alguém pertencente à comunidade escolar que trabalhe na área da saúde.
Se preferir, solicite a presença do professor da área de Ciências Biológicas para esse momento.
Professor, ao apresentar a imagem da propaganda, peça que os alunos comparem os dois lados da figura.
 Faça-os relacionar a imagem com a frase que vem logo abaixo:
"O que eles vendem não é o que você leva."
Ouça as ponderações dos alunos.
Pergunte a eles sobre os termos utilizados na frase:
."Eles" se referem a quem?
. O que "você leva"?
Peça que redijam um breve texto com essa análise (o público a quem se destina a propaganda, a respeito do que se está falando, a forma como foi construída essa informação).
Depois, peça que os alunos troquem os textos entre si.
Cada um então, fará as correções necessárias.
Desfaça as trocas e promova uma revisão pelos autores dos textos.
 Concordam ou discordam das recomendações dos corretores?
Se achar necessário, faça novas trocas dos textos para que os corretores certifiquem das alterações feitas nos textos corrigidos por eles.

Aula 3: duas aulas de 50 minutos (1 hora e 40 minutos)
Professor, apresente para os alunos algumas das muitas propagandas antifumo já veiculadas no mundo inteiro.
Você pode fazer uma apresentação em Power-Point com as imagens ou pelo retroprojetor.
Você também pode utilizar o laboratório de informática (caso tenha em sua escola) com as propagandas previamente selecionadas.
Seria uma pesquisa orientada com os sites previamente selecionados por você.
Em um primeiro momento, peça que os alunos apenas façam a leitura da imagem.
Que recursos foram utilizados?
 Que efeitos foram produzidos?

Eis as imagens:
IDENTIFICAR FONTES/LINKS E DATA DE ACESSO




Professor, depois, com a ajuda do professor da área de Língua Estrangeira, leia os textos escritos das propagandas escritas em língua inglesa.
Que efeitos as palavras provocariam nas pessoas?
Faça o mesmo com as propagandas escritas em português.
Divida a turma em duplas.
Peça que cada uma escolha uma propaganda e escreva uma análise da imagem relacionada com a mensagem escrita da peça publicitária.
Nesse breve texto, devem constar os efeitos que tanto a imagem quanto a mensagem escrita provocariam nas pessoas, sendo fumantes ou não.
Troque as propagandas e textos elaborados entre as duplas.
Peça para que cada uma faça a apreciação dos textos alheios e apontem possíveis correções ou que incluam observações não mencionadas pelos autores dos textos.

Aula 4: duas aulas de 50 minutos (1 hora e 40 minutos)
Professor, depois de ler os textos produzidos pelas duplas e de terem feito a revisão textual, peça para as duplas confeccionarem cartazes contendo a propaganda analisada e o texto elaborado. Posteriormente, os trabalhos serão expostos na escola para que a comunidade escolar possa apreciá-los .
Lembre-se de orientar sobre o efeito estético dos cartazes: selecionar a quantidade de imagens e a localização no texto, a quantidade e qualidade das informações, as cores e as fontes das letras...

Aula 5: duas aulas de 50 minutos (1 hora e 40 minutos)
Professor, divida a turma em grupos.
Cada grupo será uma "agência publicitária" que criará uma nova propaganda de combate ao fumo.
O público-alvo seria os pré-adolescentes, adolescentes e jovens adultos (máximo 22 anos).
. Que tipo de linguagem deveria ser usada? Qual seria a mensagem escrita?
. Que imagens poderiam ser veiculadas para obter um efeito desejado?
. E o desenho, a disposição da imagem e da mensagem escrita? Como seriam ?
OBS: Seria interessante ter a ajuda de um professor da área de Belas Artes nesse momento. Auxiliaria os alunos quanto à estética, cores a serem utilizadas, tipos de letra, imagens (fotografias, pinturas, montagem e ilustração).
Promova a revisão textual desses trabalhos, caso seja necessário.
Não se esqueça de registrar com fotos, esses momentos de criação em sala de aula.
Tudo isso será colocado na exposição dos trabalhos.

Aula 6: duas aulas de 50 minutos (1 hora e 40 minutos)
Professor, chegou o grande momento!
É hora de expor os trabalhos de seus alunos.
Coloque as propagandas criadas por eles em destaque.
Organize essa amostra como se fosse uma galeria de arte.
Convide os familiares dos alunos e toda a comunidade escolar .
 Além dos trabalhos elaborados pelos grupos, exponha as análises feitas pelas duplas com as propagandas já veiculadas pela mídia.
Faça também um painel com as fotos tiradas em todas as atividades feitas em sala de aula.

Recursos Complementares:
Professor, para enriquecer seu trabalho, acesse os sites do governo para maior aprofundamento na questão do Tabagismo e o combate a esse vício.


Mais informações sobre a produção de textos argumentativos em sala de aula:


Avaliação:
Professor, avalie a capacidade dos alunos ao criarem seus próprios critérios para elaborar os textos solicitados e fazer as correções necessárias dos textos próprios e os dos colegas.
Aproveite e observe a capacidade deles de resolver situações-problema, oportunizadas a partir das discussões e escolhas em grupos.
As produções escritas possibilitarão ao professor avaliar a utilização do repertório linguístico para a construção coerente dos textos solicitados a partir das falas dos colegas, observando-se as características do texto publicitário e do gênero textual em estudo - a propaganda-, e se eles estão empregando corretamente as regras ortográficas de acordo com seu ano escolar.
Observe se alunos que solicitavam sua ajuda constantemente para produzirem textos apresentaram avanço de autonomia na produção textual ou a um domínio específico: ortografia, pontuação, coerência e coesão textuais.
Observe como os alunos recepcionaram a ideia de ler imagens.
Avalie a aceitação deles em relação a essa prática.





Link para essa postagem


Um comentário:

  1. Seu blog é simplesmente maravilhoso..uma gama de sugestões para nós professores..MUITO OBRIGADA...
    A educação agradece...Bjs..Alzira

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios