BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sábado, maio 28, 2011

Meu material escolar>Ricardo Azevedo e Afins/Poema - 28/05/11


A Poesia do Cotidiano: meu material escolar
Imagem relacionada


Autor: Denise Leipziger
Co-autor: Carmen Oliveira
Estrutura Curricular
Língua Portuguesa Língua escrita: prática de produção de textos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula:
-Ressignificar o material escolar , a partir da criação de um elo afetivo
-Perceber como a poesia está em tudo, dependendo da forma como se olha
-Observar e comentar como a nossa produção poética se enriquece a partir do contato com o trabalho do outro
-Ler, ouvir, brincar, criar e dizer poesias (literatura oral:charadas) e literatura autoral (Ricardo Azevedo)
Duração das atividades:50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno:
Não há necessidade de conhecimentos prévios
Estratégias e recursos da aula
Estratégias
-Utilizar o material escolar do aluno como ponto de partida para a criação de uma poesia-(régua)
-Utilizar o Laboratório de Informática para explorar o material do aluno-(lápisde escrever)
-Brincadeiras com charadas (literatura oral)
-Trabalho em duplas
-Proposta de construção de poesia.
Primeira parte : histórias do cotidiano
O professor inicia a aula pedindo que os alunos coloquem o material guardado no estojo em cima da mesa:. Podem aparecer lápis preto, lápis de cor, borracha, apontador, tesoura, caderno etc.
 Ela então pede aos alunos que escolham um ítem do material para contar a sua história.
(onde comprou, se é novo ou antigo, se ganhou ou comprou,o que pensou quando viu o objeto pela primeira vez etc).
Depois de todos terem contado as suas histórias, a professora pergunta se eles conhecem alguma poesia que fale sobre o material escolar.
Aguarda a resposta dos alunos e prossegue a aula, contando que o autor/ilustrador Ricardo Azevedo tem um livro que se chama Material Escolar e que fala do lápis, mochila, caderno etc.


Link da capa e do resumo do livro:
Conversa com os alunos sobre o material escolar (baseado no resumo do livro de Ricardo Azevedo)
Você já reparou que o seu material escolar é muito mais divertido do que parece e pode até virar poesia ?
Seu caderno, por exemplo.
Você já reparou tudo que cabe nele?
Figurinha, desenho, fotografia, letra de música, número de telefone... cabe até lição!
E a caneta hidrocor, então, como é útil!
Com ela você faz nariz de palhaço, bigodinho, pintinhas, antenas...
A régua mede muita coisa, mas não mede alegria, beleza nem mesmo amor.
O apagador parece que tem o nome errado...
Ou alguém já viu apagador que apaga alguma dor?
Depois dos comentáriosa do resumo do livro , o professor pode brincar com algumas charadas sobre o tema , umas populares e outras propostas no livro.

Charadas
Desafie os seus alunos a descobrirem:
1-“Tem folha e não é planta
Tem lombo e anda de capa;
O estudante que o abandona
De má nota é difícil de escapar”
(Popular) Resposta :livro
2-“Que bate na água e não se quebra,,
Que bate na água e se quebra.”
(Popular) Resposta : papel
3- “Sou dama delicada,
Delicada no comer;
Mastigo e boto pra fora,
Engolir não pode ser.”
Popular. Resposta: tesoura
4-“Que nasce grande e morre pequeno”
(Popular):Resposta : lápis
5- “O que é, o que é:
Apaga mas não é luz.
É mole sem ser de pano.
Não suporta coisa errada,
Burrada, asneira e engano?”
Ricardo Azevedo Resposta: borracha
6-“O que é, o que é:
Escreve e não sabe ler,
Faz carta, conta e lição.
É magro feito um palito,
Vive abraçado com a mão”
Ricardo Azevedo. Resposta: lápis


O professor diz aos alunos que escolheu uma das poesias do livro de Ricardo Azevedo para trabalhar, uma poesia que fala de um dos instrumentos mais importantes do estudante, pois se estiver mal apontado a letra sairá ilegível e dará a impressão de que o aluno não é caprichoso.
Se o professor tiver o livro para mostrar, ótimo.
Caso contrário, ele dá por escrito ou escreve no quadro de giz .


LÁPIS
"Quando escreve, caprichado
Sua letra é bem formosa.
Mas quando escreve apressado,
A coisa fica horrorosa.
Escreve lição de casa,
Escreve carta de amor,
Faz conta e faz exercício,
Pode ser preto ou de cor.
Faz bilhete e faz mensagem.
Às vezes diz palavrão.
Quando quer fazer bonito,
Escreve com educação.
Faz desenho bem legal,
Faz desenho que dá nojo.
Quando cansa não dá tchau,
Vai dormir lá no estojo. "

O professor pede que os alunos leiam em voz alta e depois ilustrem o texto.
Depois, o professor separa os alunos em duplas e pede que façam construções livres com os seus lápis
Exemplos de links onde os alunos podem se inspirar:

 Recursos Complementares
Laboratório de informática:
Risque e Rabisque –
Os alunos devem levar lápis e papel para o Laboratório de Informática , para tentar fazer os desenhos dos vídeos abaixo:
Proposta de construção de Poesia
Verificar se algum aluno carrega uma régua na sua mochila .
Conversar sobre as coisas que a régua mede e as coisas que ela não mede.
Coisas que a régua não mede: -amor, saudade, amizade, ódio, carinho, gratidão etc
Coisas que a régua mede: -papel, parede, folha, mesa etc
Comparando as coisas que a régua mede e as coisas que não podem ser medidas, tentar fazer uma poesia.
Exemplo :
Minha régua acha que mede tudo
Mas não mede meu amor
Nem minha alegria
De estar aqui .
(uma aluna – 9 anos)
Outras Sugestões:
1- Mais Informações sobre o autor Ricardo Azevedo
Entrevista com o autor Ricardo Azevedo : http://www.divertudo.com.br/entrevista3.htm 

ENTREVISTA


Ricardo Azevedo

"O maior prêmio é saber que meus livros são lidos. É imaginar que agora, neste momento, talvez uma criança esteja deitada na cama lendo e sorrindo por causa de um livro meu."
Qual foi seu primeiro livro?
"O peixe que podia cantar", publicado pela Melhoramentos em 1980.
Como resolveu ser escritor?
No ginásio, gostava de fazer as redações e percebi que poderia trabalhar com textos.
Quantos anos você tem? ( Junho 2000)
Tenho 50 anos.
Em que cidade você nasceu?
São Paulo.
Como surgiu a idéia de escrever a coleção "Pontos de Vista"?
Acho que cada escritor tem seus temas prediletos.
Eu tenho os meus.
Chamo um deles de "a dupla existência da verdade".
Diz respeito à existência de diferentes pontos de vista.
Tenho vários livros abordando o assunto.
Por exemplo: "Nossa rua tem um problema" da Ática ou "Uma velhinha de óculos, chinelos e vestido azul de bolinhas brancas" da Companhia das Letrinhas.
 A Coleção "Pontos de Vista" trata deste tema.
De onde você tira os nomes para os personagens: Akira e Teca, por exemplo?
Os nomes dos personagens surgem naturalmente, do próprio enredo.
Você tem irmãos? Quantos?
Tenho quatro irmãos.
Quando era criança, você brigava com eles?
Hoje a gente se dá bem. Quando pequenos, de vez em quando, quebrava o pau. É claro!
Existem diferentes pontos de vista sobre tudo!
Quais eram suas brincadeiras preferidas?
Jogar bola, botão, pebolim e pingue-pongue.
Qual era o seu livro preferido?
Tinha muitos livros em casa. Sempre foi prazeroso encarar a estante e escolher um livro.
Na infância, lia muito "O tesouro da juventude" (uma maravilhosa coleção de 18 volumes), os livros do Monteiro Lobato e também "As Aventuras de Tintin", de Herge.
É verdade que você já ganhou prêmios muito importantes?
Tive a sorte de ganhar vários prêmios, quatro Jabutis e o prêmio APCA da Associação Paulista de Críticos de Artes, entre outros.
Para mim, entretanto, o maior prêmio é saber que meus livros são lidos.
É imaginar que agora, neste momento, talvez uma criança esteja deitada na cama lendo e sorrindo por causa de um livro meu.
Qual será o seu próximo livro?
Chama "Armazém do Folclore".
Vai ser lançado agora em julho pela Ática.
Acho que é um dos trabalhos mais ricos que já fiz.
Quer dar algum "alô" para os leitores do Divertudo?
 Boa sorte pra todo mundo!
Pra você também, Ricardo!
E obrigado pelo papo.
Conheça outros livros de Ricardo Azevedo:
Brincando de Adivinhar / Editora Moderna
Do Outro Lado da Janela /Editora Moderna
Meu Livro de Folclore /Editora Ática
Lúcio Vira Bicho /Cia. das Letras
Histórias Folclóricas /Editora Scipione
A Casa do Meu Avô /Editora Melhoramentos


2-Cada dupla escolhe um item do material e deverá fazer uma poesia para ele.
Os trabalhos deverão ser lidos ou expostos no final.
3-Enfeitar um lápis para escrever poesia.
Cada aluno deverá enfeitar seu lápis como quiser para escrever uma poesia.
Se o professor quiser inspiração, aí vão algumas sugestões de links:
3-Música Lápis de Cor-  http://www.youtube.com/watch?v=ucYAQOq9Mpc  
Avaliação
A avaliação será realizada durante todo o processo da aula : cooperação, respeito ao material dos colegas e ao material da Escola.
Será avaliado se o alunos fizeram todas as tarefas dentro do tempo determinado.
Os alunos deverão saber dizer quem é Ricardo Azevedo e definir o que é uma charada.
Os alunos deverão ler e escutar os poemas de todos, percebendo como a sua produção se enriquece a partir do contato com a obra do colega.
Fonte:  http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=19517

Sugestão: Sequência Didática:
 A Caixa de lápis de cor:
clique:




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios