BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

terça-feira, julho 17, 2012

Mitos/Lendas brasileiras>>Folclore>Jogo>Dobraduras> 17/07/12

Mitos/Lendas Brasileiras
"Dar sentido as coisas do mundo"
  O que o aluno poderá aprender com esta aula
- Pesquisar sobre os mitos do nosso folclore.
- Ler e ouvir lendas brasileiras.
- Reescrever uma lenda respeitando as características do gênero.

Duração das atividades
3 aulas de 60 minutos

Estratégias e recursos da aula
1ª atividade:
Caçadores de mitos
Antes de iniciar o jogo pergunte à turma o que entendem por mito.
 Estimule a fala de todos e depois apresente o pequeno texto informativo sobre mitos.
Os mitos são narrativas que possuem um forte componente simbólico.
Como os povos da antiguidade não conseguiam explicar os fenômenos da natureza, através de explicações científicas, criavam mitos com este objetivo: dar sentido as coisas do mundo.
Os mitos também serviam como uma forma de passar conhecimentos e alertar as pessoas sobre perigos ou defeitos e qualidades do ser humano.
Deuses, heróis e personagens sobrenaturais se misturam com fatos da realidade para dar sentido a vida e ao mundo.


Apresente alguns mitos através do jogo.
Escolha um jogador para ser o dinamizador.
Ele terá que ler as pistas para os outros jogadores, que caçarão o mito no tabuleiro.
O jogador deverá bater com a mão sobre a imagem do mito e dizer seu nome.
Sugestão de mitos: mula-sem-cabeça, saci, cuca, barba ruiva, chimbaba, boitatá, mulher loira, homem do saco, lobisomem, curupira,boto, etc.

Pistas:
1- É um negrinho, lustroso, sem pelos no corpo nem na cabeça e tem dois olhos vivos e vermelhos.
2- Sua altura não passa de meio metro, pula com grande agilidade numa só perna, possui dentes brilhantes e brancos.
3- Quando vê gente assobia. Adora assobiar de surpresa aos ouvidos dos viajantes, deixando-os desorientados pelo susto.
4- Vive em bando, costumam se reunir à noite para planejarem as travessuras que vão fazer.
5- Fuma um cachimbo e usa na cabeça uma carapuça vermelha que lhe dá poderes mágicos, como o de desaparecer e aparecer onde quiser.

SACI
O jogo terminará quando todos os mitos forem descobertos.
Sente com os alunos em roda e conversem sobre os mitos que conheceram, quais as descobertas e curiosidades lidas.
Se quiser continue a pesquisar informações sobre outros mitos e jogue novamente.

2ª atividade:
Prepare um ambiente agradável para ouvir a lenda da Iara, conte utilizando alguns objetos sonoros ou gravuras.
Ainda na roda, converse com os alunos sobre a lenda que ouviram e explique a próxima etapa da atividade, a leitura e interpretação e observação das características do texto.

A IARA

A Iara é uma bonita moça que vive na água.
 È tão linda que ninguém resiste ao seu encanto.
 Aparece à noite, e costuma cantar com uma voz tão doce, que atrai as pessoas e estas, quando se dão conta, já estão sendo arrastadas para o fundo da água.
Tem um palácio no fundo de um lago, todo construído com pedras preciosas.
Suas paredes são feitas de rubis, as janelas de águas-marinhas, a porta é de ouro maciço, sendo fechada por um enorme diamante.
É uma verdadeira jóia!
Seu canto é mágico, atrai como um imã, e não se pode fugir dele por mais que se queira.
Conta-se que até Jaguarari foi atraído...
Jaguarari era um índio muito forte, corajoso e bom.
Gostava de remar, e quando o fazia, até as aves esticavam o pescoço para vê–lo.
Um dia Jaguarari partiu cedo, sozinho, para a caça.
Como o dia estava lindo, resolveu passá-lo todo na floresta.
Encontrou um lago muito bonito, o mais lindo que já havia visto, e resolveu mergulhar.
Depois de nadar bastante deitou-se à beira do lago, admirando o céu.
Quando sentiu fome, saiu para caçar.
Preparou uma das caças ali mesmo, comeu e adormeceu profundamente.
Despertou quase ao anoitecer e apressou-se em voltar para a aldeia.
Mal havia começado a andar quando ouviu um canto maravilhoso, mais bonito que o do uirapuru.
Sem perceber, foi andando em direção à origem da linda melodia.
E acabou voltando ao lago em que havia nadado.
De repente deparou-se com a Iara, tão linda que não conseguia tirar seus olhos dela.
Já estava quase entrando na água, quando lembrou do que os mais velhos contavam sobre a Iara. Conseguiu agarrar-se desesperadamente a um tronco de árvore à beira d’água.
A Iara já o tinha visto antes enquanto nadava, mas, como não gosta da luz do dia, esperou o entardecer para atraí-lo.
Jaguarari, por ser muito forte, conseguiu resistir agarrado ao tronco.
Depois, segurando em cipós próximos, conseguiu se afastar.
Quando chegou à aldeia, sua mãe percebeu que ele estava diferente, esquisito.
Ele não quis contar-lhe nada., disse que era apenas cansaço.
Nos dias seguintes continuava preocupado e triste, o que não era comum nele.
Quando saía para pescar passava a maior parte do tempo junto ao lago, esperando ver a Iara, que não aparecia.
Com o passar dos dias, foi ficando impaciente, e resolveu voltar para a lagoa.
 Como esta era muito longe, e estava entardecendo, decidiu iniciar o percurso pelo rio.
De repente um índio gritou:
- Jaguarari não estava sozinho? Vejam! Não está mais!
Ao longe via-se Jaguarari em pé na canoa acompanhado por uma moça.
Essa foi a última vez que alguém o viu...


Entregue um roteiro de observação para responderem em dupla e no final faça a correção com a turma.

1- Quais as personagens do texto? Quais as suas características?
2- Os seres imaginários possuem poderes. Qual o poder da Iara?
3- O que é apresentado no começo da história?
4- Jaguarari estava voltando pra aldeia. O que fez ele mudar de ideia?
5- O índio teve um problema e como conseguiu resolver?
6- Conte como ficou Jaguarari depois que voltou para a aldeia?
7- Esta história teve um final feliz? Conte como terminou?
Ao final, escreva junto com a turma o que aprenderam sobre o texto.
“Descobrimos que na escrita da lenda devemos contar as características dos mitos e seus poderes. Para a história ficar interessante usamos palavras que conte as ações das personagens, a sequência de acontecimentos.”

3ª atividade:
Sessão Cinema
Organize uma sessão de cinema, para isso use: cartazes de divulgação, bilheteria ou convites, tela de projeção, pipoca e suco.
Explique aos alunos que a sessão terá um momento diferente, será o momento do bate-papo, onde todos conheceram informações sobre o filme e expressaram suas opiniões e gostos.
O filme proposto pertence à série Juro que Vi apresentada pelo canal de TV Futura, sobre lendas brasileiras.
São filmes de curta duração e com poucos diálogos, mas ricos em efeitos sonoros e encantamento.


Depois da conversa sobre o filme, peça aos alunos que contem a história através de palavras.
Esta atividade pode ser feita em duplas ou individualmente.
Elabore um roteiro do que deve constar na escrita da lenda, do Curupira, junto com os alunos. Aproveite para relembrar as características do gênero.
- Conhecer as características do Curupira.
- Comece dando informações sobre as personagens, como elas são, o que fazem, etc.
- Diga qual o problema que o Curupira vai ter de enfrentar.
- Escreva quais coisas (ações) que aconteceram na floresta e com as personagens por causa desse problema.
- Conte como o Curupira solucionou o problema.
- Escreva como terminaram as personagens e como foi o final da história.
Faça a revisão junto com as duplas e proponha uma sessão de leitura da lenda do Curupira.

Recursos Complementares
Sites sobre os mitos e lendas brasileiras:



Avaliação
Durante todo o processo, verifique se a turma utiliza a leitura como fonte de informação; se lê para interpretar e observar as características do texto.
 Avalie nas falas e nas produções escritas se conseguem expressar-se com clareza e coerência; se escreveram a lenda de acordo com o roteiro.


Textos complementares







Folclore e mitos
Glaucia Lombardi
Editora Paulus



Link para essa postagem


Um comentário:

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios