BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

sexta-feira, dezembro 31, 2010

Personagens Inesquecíveis- Literatura- 31/12/10



Você já parou para pensar de onde vêm os nomes das coisas? Por que computador chama computador? Por que temos de chamar a água que cai do céu de chuva?
Marcelo fica muito cismado com esse problema e resolve que vai chamar as coisas do seu próprio modo. Assim, leite vira "suco de vaca". Mas sua vida começa a ficar difícil quando ele inventa palavras novas para todas as coisas e ninguém mais entende o que ele fala!
A autora de Marcelo, Marmelo, Martelo (1976) é Ruth Rocha, que escreveu mais de 50 livros para crianças, entre eles Bom dia todas as cores (1984) e Cada idiota sentado cada qual no seu barril (1994). Ela também escreveu uma adaptação para o público infantil das Declarações dos Direitos Universais do Homem.
Muitas histórias de Ruth Rocha foram traduzidas para o inglês e também para o espanhol, sendo lançadas em diversos países da América Latina.




Antoine de Saint-Exupéry, um escritor francês, criou em 1943 uma história que vem cativando desde então todos que a lêem. O herói dessa história é o Pequeno Príncipe, um personagem sensível que tem um jeito todo especial de contar as coisas e vem de um planeta diferente do nosso.
Já pensou como deve ser morar num lugar tão pequeno que para ver um maravilhoso pôr-do-sol várias vezes por dia basta mudar a cadeira de lugar? Esse lugarzinho minúsculo era o planeta do Pequeno Príncipe. Toda manhã ele saía de casa para cuidar de seu tesouro, uma rosa muito bonita, e apagar vulcõezinhos.
Ele conta tudo sobre sua vida para um aviador que faz um pouso de emergência em pleno deserto, onde eles se encontram. Uma das partes mais famosas do livro é a idéia de amizade que o Pequeno Príncipe explica ao aviador. Na verdade, uma raposa lhe havia ensinado: para fazer uma amizade, você tem de conquistar a pessoa, cativá-la. Mas não basta só isso, pois "tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas".
Além de escritor, Saint-Exupéry era também aviador profissional. Será que ele teve alguma experiência parecida? Afinal, em literatura a gente nunca sabe se o escritor inventou tudo ou se ele viveu alguns dos acontecimentos da história.


Talvez seu pai ou sua mãe tenham lido esta história, quando pequenos. Ou quem sabe você já viu em novela de televisão? Essa é a história de Zezé, que tem muitos irmãos e é de uma família pobre. Ninguém tem muita paciência com ele.
Quando a família se muda para uma casa onde há muitas árvores no quintal, cada irmão escolhe uma para si – um fica com a mangueira, outro pega o pé de tamarindo e assim vai. Sobra para Zezé um pequeno pé de laranja lima. No entanto, essa árvore fica tão amiga que eles conversam muito e até brincam juntos.
Esta é uma história sobre um menino que está começando a descobrir o mundo, e a perceber que na vida existem alegrias, como ter um amigo, e também tristezas, como quando o amigo vai embora para sempre. Uma de suas maiores surpresas é perceber que pode cantar sem abrir a boca – ou seja, ficar pensando em uma música e deixá-la tocar dentro da cabeça.
O livro O Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos, foi lançado em 1968, e faz muito sucesso até hoje. Em 1970, o diretor Aurélio Teixeira adaptou a obra para o cinema. Também já foram feitas algumas versões para televisão.






Tom morava com uma tia e era muito danado. Seu grande amigo, Huckleberry Finn, vivia nas ruas. E era igualmente danado. Companheiros inseparáveis, aprontavam até não poder mais.
O detalhe é que os dois eram muito supersticiosos. Por exemplo: se um cão sem dono uivasse perto de uma pessoa, ela estava perdida, podia contar seus últimos instantes no planeta Terra. E não é que isso acaba acontecendo com os dois ao mesmo tempo? Então eles percebem que estão fritos mesmo, porque tinham sido muito maus em sua curta vida!
Escrito pelo norte-americano Mark Twain em 1876, o livro As aventuras de Tom Sawyer foi traduzido no Brasil pelo grande escritor infantil Monteiro Lobato.


O desenhista Ziraldo dedicou boa parte de sua obra às crianças. Ele costuma dizer: "Ler é mais importante que estudar". Além de fazer desenhos, também cria histórias para acompanhá-los (ou será o contrário?). Em 1980, ele lançou O Menino Maluquinho, um dos personageens mais divertidos da literatura infantil.
O Menino Maluquinho é uma criança comum, com "olho maior que a barriga", "fogo no rabo", "vento nos pés" e "macaquinhos no sótão" – embora "nem soubesse o que significava macaquinhos no sótão". Ou seja, cheio de vida e vontade de fazer travessuras. Tanto que, ao voltar das férias, ganhou dos colegas da escola o apelido de Múmia, porque estava cheio de faixas e esparadrapo em cima dos machucados!
Todos o achavam maluco por ser o único que fazia questão de jogar na posição de goleiro, no time de futebol.Mas também gostava de fazer mapas de lugares imaginários e inventar viagens espaciais.
Esta história fez tanto sucesso que já foi adaptada para teatro e cinema. O filme O Menino Maluquinho foi dirigido por Helvécio Ratton e estreou nos cinemas em 1993, e até ganhou uma continuação em 1998, O Menino Maluquinho - A Aventura, dirigida por Fabrizia Pinto e Fernando Meirelles.

Sabe história de pescador? "Paia"? "Mintchura"? Lorota?
Muita gente gosta de exagerar as histórias que conta, para causar mais emoção em quem está ouvindo. Se bem que o Barão de Münchausen exagerava no exagero... dizem que foi o maior mentiroso de todos os tempos!
Por exemplo: andando nas ruas da Rússia, de repente o Barão foi atacado por um cão raivoso, que mordeu seu casaco. Até aí tudo bem, foi até uma sorte ele não ter sido mordido no braço. Como você sabe, raiva é uma doença muito perigosa, transmitida por cães. Só que a história não parou por aí. Não é que, no dia seguinte, o casaco começou a atacar as pessoas da casa? E o Barão teve que "matar" o casaco raivoso a pauladas... É mole?
As Aventuras do Barão de Münchhausen começou a conquistar leitores a partir do século 18, com suas histórias para lá de originais. É um livro tão especial que nem tem autor definido. Gottfried August Bürger e Rudolf Erich Raspe publicaram suas versões dessas aventuras, mas na verdade as histórias com o exagerado barão concentram séculos e séculos de contos e lorotas populares.
Claro que o cinema não poderia deixar de lado um material tão fascinante. Em 1989, As Aventuras do Barão de Münchhausen virou filme, dirigido por Terry Gillian.

Fonte: http://www.canalkids.com.br/arte/literatura/index.htm
 








Link para essa postagem


2 comentários:

  1. Olá flor do meu coração...
    Desculpe minha ausência:(
    Vim deixar meu carinho nesse 1º dia do Ano de 2011 e também para te oferecer meus Selinhos...
    Selo"Paz e Amor em 2011"Selo de 51 Mil Visitas"Selo de 2 Anos de Blog" Selo"Quero sua Amizade em 2011"espero que goste:)
    Felicidades e muito sucesso para você beijoss fica com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Gostei do blog! Bonito, interessante e de uma riqueza... Parabéns!!! Será um dos meus cantinhos de leitura!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios