BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, abril 16, 2012

Índio> Mundo da fantasia> 16/04/12


Vamos brincar de índio?


Utilize o mundo da fantasia para apresentar um personagem da vida real

Por Juliana Lambert

Objetivos:

★ Estimular a oralidade, coordenação motora, senso estético e raciocínio lógico
★ Conhecer e debater os hábitos e costumes indígenas
★ Aprender a respeitar os índios para construir a cidadania em uma sociedade pluricultural
★ Reconhecer a importância da preservação do meio ambiente para a manutenção da vida

"Senta que lá vem a história!"
É um convite irrecusável e não demora para que fadas e super-heróis povoem o imaginário dos pequenos.
Por que não aproveitar um momento agradável para apresentar um enredo tipicamente brasileiro e um personagem da vida real?
É assim que os alunos da Educação Infantil do Colégio Savioli, em São Paulo (SP), conhecem um pouco mais sobre a história e a contribuição do índio.
 Por lá, a contação de histórias é chamada de roda de conversas e, ao longo da brincadeira, a professora vai caracterizando um boneco até que nasça um perfeito indiozinho.
Passado e presente interagem como em um passe de mágica.
"A história precisa ser contada de uma forma especial.
Por isso, há toda uma ambientação.
Ao fundo, uma música reproduz os sons da floresta e o cenário é cercado por um legítimo pau-brasil", explica a diretora do Colégio Savioli, Selma Sabino Braga de Melo.
Todo cuidado é pouco na hora de apresentar um personagem real aos pequenos.
"Não podemos fazer dele um extraterrestre ou um herói, principalmente pela questão da inclusão. A história precisa ser contada de forma generalista, até porque a vida das crianças é muito curtinha, o passado é ontem", aconselha a diretora do Colégio Savioli.
Na Econvivência Escola de Educação Infantil, também na capital paulista, o Dia do Índio (19 de abril) será comemorado com um trabalho de sensibilização.
"A professora promoverá uma pesquisa por meio de recortes de fotos de pessoas que possam parecer descendentes indígenas e, em círculo, a turma será incentivada a analisar uma a uma, expor conhecimentos prévios e dúvidas. Tudo será registrado em um cartaz, que após a discussão será ilustrado com fotos e desenhos", comenta a sócia-proprietária da escola, Maria Paula Oliani Laurito.

Museu do Índio

Os alunos da Escola Econvivência têm uma visita marcada ao Museu do Índio, um espaço localizado em Embu (SP).
Além de exposição monitorada e acesso ao acervo, as crianças podem participar de atividades culturais sobre o universo indígena.
Mas existem outros museus que reúnem objetos e costumes dos índios e até mesmo aldeias abertas para a visitação.
Pesquise o mais próximo da sua escola e embarque em um passeio cultural incrível!

Quem dança seus males espanta

A música e a dança são muito valorizadas na cultura indígena, principalmente para entrar em contato com divindades com o objetivo de pedir ou agradecer algo.
Ao som de uma música indígena e instrumentos típicos, promova uma ciranda com os pequenos. Vai ser muito divertido brincar de índio com os colegas!

Onde ficam as tribos?

Leve para a sala de aula um mapa ou globo terrestre e destaque os pontos do território nacional onde ainda existem aldeias indígenas. Aproveite para explicar o que é uma oca, quem é o cacique, o pajé e os costumes e tradições deste povo.

Faça seu próprio índio

Materiais:
★ Massinha de modelar
★ Caneta permanente
★ 1 rolo de papel higiênico
★ Papel crepom nas cores marrom e verde


1. Faça duas bolinhas de massa de modelar marrom ou num tom alaranjado e achate-as levemente, sendo uma para a cabeça do índio e outra para o corpo.
2. Faça dois rolinhos de massa de modelar para os braços e fixe-os no corpo do índio.
3. Dê uma leve achatada nas pontas para formar as mãos.
4. Faça mais dois rolinhos para as pernas e fixe no tronco. Achate levemente as pontas para formar os pés.
5. Com massinha preta, achate uma bolinha para fazer o cabelo. Fixe-a na cabeça no índio. Com massinha vermelha, faça um pequeno triângulo para formar a tanga.
6. Faça filetes de outras cores de massinha para decorar o corpo e o rosto do índio. Pinte os olhos com a caneta. Modele uma bolinha de massa para o nariz e um filete para a boca. Se quiser, coloque uma pena na cabeça do indiozinho.
7. Para a árvore, encape o rolo de papel com o crepom marrom. Corte tiras grossas de crepom verde para fazer as folhagens da árvore e encaixe-as no topo do rolo. Apoie o indiozinho numa árvore

Você pode criar também uma maquete de aldeia indígena utilizando material reciclável


Colar do índio

Materiais:
★ 1 retângulo de juta medindo 5 x 7 cm
★ Fio de náilon medindo 60 cm
★ Agulha para tapeçaria
★ Penas, miçangas e pedras decorativas
★ Cola branca


1. Desfie as extremidades da juta. Passe o fio de náilon na parte superior com a agulha.
2. Coloque as pedras e miçangas no fio de náilon e amarre as duas pontas do fio. Cole as miçangas e as penas.

Mensageiro dos ventos

Materiais:
★ 100 palitos de sorvete
★ Cola branca
★ Barbante


1. Coloque um palito em cima de uma superfície plana. Cole um palito em cima do primeiro, de forma que as pontas estejam um pouco desalinhadas, para fazer o giro do mensageiro.
2. Continue colando mais palitos, um em cima do outro, sempre com parte das pontas desalinhadas.
3. Passe bastante cola no penúltimo palito, coloque o barbante e outro palito sobre ele.

Dica esperta!

Após colar vários palitos, você notará que o mensageiro está se formando.
 Quando tiver colado cerca de 15 palitos, o mensageiro começa a pender para algum lado, então coloque algum objeto para apoiá-lo.
Segundo a arteeducadora Simone Faure Bellini, o mensageiro dos ventos está presente em várias culturas indígenas, que o utilizam como um filtro de pesadelos, garantindo bons sonhos.





Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios