BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

domingo, setembro 20, 2009

História Cultural do Halloween - 20/09/09

Colegas,
Algumas podem ser contra a comemoração do Halloween, dizendo que temos nosso Saci, folclore rico e etc. Concordo. Faço questão de anunciar que o nosso folclore é maravilhoso, e que seu ponto culminante é festejado no dia 22 de agosto( aliás ,meu aniversário...).
Contudo, comemoro o dia das bruxas em 31 de outubro , também, principalmente porque estamos falando de literatura.
Sabem que sou a favor do lúdico, e perseguindo esta ideia, fiz esta sequência didática .
Ainda mais se tratando de histórias de monstros e bruxas, preferidos da garotada,inclusive de se vestirem a caráter de preto, imitando múmias, ouvindo músicas fúnebres,etc.
O importante é ressaltar a história da Halloween,com sua origem, os fatos que foram mudando, como o nabo que foi substituído pela abóbora, etc.
Existem curiosidades, leituras e notícias interesantes pela internet que podem ser transformados em linguagem e literatura.
Se o Halloween é uma festa da terra do tio Sam, o que faremos com o Papai Noel,com aquela vestimenta vermelha de veludo toda de inverno num país tropical?
A cultura é mundial e podemos tirar proveito dela, desde que corretamente,afinal ,o que seria do Brasil se não fosse o carnaval?
Bom proveito!

HISTÓRIA CULTURAL DO HALLOWEEN


O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, pelos irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava. Ela era realizada até então, nestes países ocidentais, como a Irlanda.
È uma festa celebrada todo ano no dia 31 de outubro, véspera do dia de Todos os Santos. Comemora-se o fim do verão ,( nos países ocidentais) início do ano novo e última colheita do ano, iniciando o armazenamento de provisões para o inverno.
Uma das lendas de origem celta( irlandeses) fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano. Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte. Os celtas acreditavam em todos as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com os dos vivos.
Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite de 31 de outubro,apagavam as tochas e fogueiras de suas casas, colocavam fantasias e desfilavam em torno do bairro,assustando os que procuravam corpos para possuir.
Nos Estados Unidos a festa ficou popular, mais animada e recheada de significados.
A ornamentação fica por conta das aranhas, morcegos, sapos, gatos pretos, abóboras, vassouras, entre outros.
No Brasil ainda é uma festa recente. Alguns brasileiros criam uma certa polêmica negativa em torno do dia das bruxas.Isto porque nós temos o famoso Saci Pererê.
No entanto se defendermos como questão cultural, nada impede de festejarmos o dia do folclore, com Saci e sua turma de mitos no mês de agosto e o dia das bruxas em outubro.
Mesmo assim, uma lei criado pelo governo brasileiro, em 2005, declarou que dia 31 de outubro é o dia do Saci também.
O Halloween chegou ao Brasil através da influência americana, principalmente vinda pela televisão , graças ao filmes ,onde vemos a versão americana, com crianças fantasiadas de monstros pedindo doces nas casas vizinhas.
Origem:
A palavra Halloween tem origem na Igreja católica. Vem de uma corrupção contraída do dia 1 de novembro, "Todo o Dia de Buracos" (ou "Todo o Dia de Santos"), é um dia católico de observância em honra de santos. Mas, no século V DC, na Irlanda Céltica, o verão oficialmente se concluía em 31 de outubro. O feriado era Samhain, o Ano novo céltico.
Alguns bruxos acreditam que a origem do nome vem da palavra hallowinas - nome dado às guardiãs femininas do saber oculto das terras do norte (Escandinávia).
O Halloween marca o fim oficial do verão e o início do ano-novo.

Celebra também o final da terceira e última colheita do ano, o início do armazenamento de provisões para o inverno, o início do período de retorno dos rebanhos do pasto e a renovação de suas leis.
Era uma festa com vários nomes: Samhain (fim de verão), Samhein, La Samon, ou ainda, Festa do Sol. Mas o que ficou mesmo foi o escocês Hallowe'en.
Uma das lendas de origem celta fala que os espíritos de todos que morreram ao longo daquele ano voltariam à procura de corpos vivos para possuir e usar pelo próximo ano.
Os celtas acreditavam ser a única chance de vida após a morte.
Os celtas acreditaram em todas as leis de espaço e tempo, o que permitia que o mundo dos espíritos se misturassem com o dos vivos.
Como os vivos não queriam ser possuídos, na noite do dia 31 de outubro, apagavam as tochas e fogueiras de suas casa, para que elas se tornassem frias e desagradáveis, colocavam fantasias e ruidosamente desfilavam em torno do bairro, sendo tão destrutivos quanto possível, a fim de assustar os que procuravam corpos para possuir, (Panati).
Os Romanos adotaram as práticas célticas, mas no primeiro século depois de Cristo, eles as abandonaram.
O Halloween foi levado para os Estados Unidos em 1840, por imigrantes irlandeses que fugiam da fome pela qual seu país passava e passa ser conhecido como o Dia das Bruxas.
Travessuras ou Gostosuras?(Trick-or-treat)
A brincadeira de "doces ou travessuras" é originária de um costume europeu do século IX, chamado de "souling" (almejar). No dia 2 de novembro
,
Dia de Todas as Almas, os cristãos iam de vila em vila pedindo "soul cakes" (bolos de alma), que eram feitos de pequenos quadrados de pão com groselha.
Para cada bolo que ganhasse, a pessoa deveria fazer uma oração por um parente morto do doador. Acreditava-se que as almas permaneciam no limbo por um certo tempo após sua morte e que as orações ajudavam-na a ir para o céu.

Abóboras e velas:
Jack O'Lantern (Jack da Lanterna)
A vela na abóbora provavelmente tem sua origem no folclore irlandês.
Um homem chamado Jack, um alcoólatra grosseiro, em um 31 de outubro bebeu excessivamente e o diabo veio levar sua alma.
Desesperado, Jack implora por mais um copo de bebida e o diabo concede.
Jack estava sem dinheiro para o último trago e pede ao Diabo que se transforme em uma moeda.
O diabo concorda. Mal vê a moeda sobre a mesa, Jack guarda-a na carteira, que tem um fecho em forma de cruz.
Desesperado, o diabo implora para sair e Jack propõe um trato: libertá-lo em troca de ficar na terra por mais um ano inteiro. Sem opção, o diabo concorda. Feliz com a oportunidade, Jack resolve mudar seu modo de agir e começa a tratar bem a esposa e os filhos, vai à igreja e faz até caridade.
Mas a mudança não dura muito tempo, não.
No próximo ano, na noite de 31 de outubro, Jack está indo para casa quando o diabo aparece.
Jack, esperto como sempre, convence o diabo a pegar uma maçã de uma árvore. O diabo aceita e quando sobe no primeiro galho, Jack pega um canivete em seu bolso e desenha uma cruz no tronco.
O diabo promete partir por mais dez anos.
Sem aceitar a proposta, Jack ordena que o diabo nunca mais o aborreça.
O diabo aceita e Jack o liberta da árvore.
Para seu azar, um ano mais tarde, Jack morre.
Tenta entrar no céu, mas sua entrada é negada.
Sem alternativa, vai para o inferno.
O diabo, ainda desconfiado e se sentindo humilhado, também não permite sua entrada.
Mas, com pena da alma perdida, o diabo joga uma brasa para que Jack possa iluminar seu caminho pelo limbo.
Jack põe a brasa dentro de um nabo para que dure mais tempo e sai perambulando.
Os nabos na Irlanda eram usados como seu "lanternas do Jack" originalmente. Mas quando os imigrantes vieram para a América, eles acharam que as abóboras eram muito mais abundantes que nabos.
Então Jack O'Lantern (Jack da Lanterna),na América passa a ser uma abóbora, iluminada com uma brasa.
Sua alma penada passa a ser conhecida como Jack O'Lantern (Jack da Lanterna). Quem presta atenção vê uma luzinha fraca na noite de 31 de outubro. É Jack, procurando um lugar,enganara Satã ao subir uma árvore.
Jack então esculpiu uma imagem de uma cruz no tronco da árvore, prendendo o diabo para cima a árvore.
Jack fez um acordo com o diabo, se ele nunca mais o tentasse novamente, ele o deixaria árvore abaixo.
De acordo com o conto de povo, depois de Jack morrer, ele a entrada dele foi negada no céu, por causa de seus modos de malvado, mas ele teve acesso também negado ao inferno, porque ele enganou o diabo.
Ao invés, o diabo deu a ele uma brasa única para iluminar sua passagem para a escuridão frígida.

Image Hosted by ImageShack.us


Bruxas:
As bruxas têm papel importantíssimo no Halloween.
Não é à toa que ela é conhecida como "Dia das Bruxas" em português. Segundo várias lendas, as bruxas se reuniam duas vezes por ano, durante a mudança das estações: no dia 30 de abril e no dia 31 de outubro.
Chegando em vassouras voadoras, as bruxas participavam de uma festa chefiada pelo próprio diabo.
Elas jogavam maldições e feitiços em qualquer pessoa, transformavam-se em várias coisas e causavam todo tipo de transtorno.
Diz-se também que para encontrar uma bruxa era preciso colocar suas roupas do avesso e andar de costas durante a noite de Halloween. Então, à meia-noite, você veria uma bruxa!
A crença em bruxas chegou aos Estados Unidos com os primeiros colonizadores. Lá, elas se espalharam e misturaram-se com as histórias de bruxas contadas pelos índios norte-americanos e, mais tarde, com as crenças na magia negra trazidas pelos escravos africanos.
O gato preto é constantemente associado às bruxas. Lendas dizem que bruxas podem transformar-se em gatos. Algumas pessoas acreditavam que os gatos eram os espíritos dos mortos. Muitas superstições estão associadas aos gatos pretos. Uma das mais conhecidas é a de que se um gato preto cruzar seu caminho, você deve voltar pelo caminho de onde veio, pois se não o fizer, é azar na certa
.
Halloween pelo mundo:
A festa de Halloween, na verdade, equivale ao Dia de Todos os Santos e o Dia de Finados, como foi absorvido pela Igreja Católica para apagar os vínculos pagãos, origem da festa.
Os países de origem hispânica comemoram o Dia dos Mortos e não o Halloween. No Oriente, a tradição é ligada às crenças populares de cada país.
Espanha,como no Brasil, comemora-se o Dia de Todos os Santos em 1º de novembro e Finados no dia seguinte.
As pessoas usam as datas para relembrar os mortos, decorando túmulos e lápides de pessoas que já faleceram.
A Irlanda é considerada como o país de origem do Halloween. Nas áreas rurais, as pessoas acedem fogueiras, como os celtas faziam nas origens da festa e as crianças passeiam pelas ruas dizendo o famoso “tricks or treats” (doces ou travessuras).
No México, dia 1º comemora-se o Dia dos Anjinhos, ou Dia dos Santos Inocentes, quando as crianças mortas antes do batismo são relembradas.
O Dia dos Mortos (El Dia de los Muertos), 2 de novembro, é bastante comemorado no México. As pessoas oferecem aos mortos aquilo que eles mais gostavam: pratos, bebidas, flores. Na véspera de Finados, família e amigos enfeitam os túmulos dos cemitérios e as pessoas comem, bebem e conversam, esperando a chegada dos mortos na madrugada.Uma tradição bem popular são as caveiras doces, feitas com chocolate, marzipã e açúcar.
Na Tailândia, existe o festival Phi Ta Khon, comemorado com música e desfiles de máscaras acompanhados pela imagem de Buda. Segundo a lenda, fantasmas e espíritos andam entre os homens. A festividade acontece no primeiro dia das festas budistas.

Alguns Significados Simbólicos:
Abóbora: simboliza a fertilidade e a sabedoria
Vela: indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.
Caldeirão: fazia parte da cultura - como mandaria a tradição. Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos.
Vassoura: simboliza o poder feminino que pode efetuar a limpeza da eletricidade negativa. Equivocadamente, pensa-se que ela servia para transporte das bruxas.
Moedas devem ser recolhidas no final da festa para serem doados aos necessitados.



Bilhetes devem ser encinerados para que os pedidos sejam rapidamente atendidos, pois se elevarão através da fumaça.
Aranha - simboliza o destino e o fio que tecem suas teias, o meio, o suporte para seguir em frente.
Morcego - simbolizam a clarividência, pois que vêem além das formas e das aparências, sem necessidades da visão ocular. Captam os campos magnéticos pela força da própria energia e sensibilidade.
Sapo - está ligado à simbologia do poder da sabedoria feminina, símbolo lunar e atributo dos mortos e de magia feminina.
Gato preto - símbolo da capacidade de meditação e recolhimento espiritual, autoconfiança, independência e liberdade. Plena harmonia com o Unirverso.
Cores:
Laranja
- cor da vitalidade e da energia que gera força. Os druidas acreditavam que nesta noite, passagem para o Ano Novo, espíritos de outros planos se aproximavam dos vivos para vampirizar a energia vital encontrada na cor laranja.
Preto - cor sacerdotal das vestes de muitos magos, bruxas, feiticeiras e sacerdotes em geral. Cor do mestre.
Roxo - cor da magia ritualística.

Receitas Típicas Decoradas:
Para quem não sabe, a cozinha é um dos lugares preferidos da bruxa, pois a culinária nada mais é do que a transformação mágica dos ingredientes. Por isso, aproveite nossas dicas de receitas de halloween e prepare as gostosuras para os seus monstrinhos!


Texto ( leitura)Instrucional :
Para o glacê real:
- 4 claras
-750 g de açúcar impalpável ( confeiteiro)
-2 gotas de essência de limão ou 1 pitada de ácido cítrico- Corante alimentício da cor desejada, líquido ou, de preferência, gel.
Bata bem as claras em neve. Diminua a velocidade da batedeira e acrescente o açúcar em colheradas. Adicione a essência de limão ou o ácido cítrico. Bata por, pelo menos, 5 min. O
segredo é bater bem e deixar o glacê firme. Para colorir, use o corante alimentício.
Para a bolacha maisena:
- Bolachas maisena
- Doce “beijinho” pronto (1 colher – sopa – rasa para rechear)
- Chocolate branco e preto para banhar
- Glacê real colorido para decorar :
Espalhe e faça uma camada de 0,5 cm x 1 cm sobre uma bolacha.
Cubra com a outra, aperte levemente e banhe no chocolate. E, com o glacê real, faça bruxinhas, morcegos, etc
Para a bolacha Maria:
- Bolacha tipo Maria- Chocolate preto e branco para banhar
- Glacê real colorido para decorar
Banhe as bolachas no chocolate da cor desejada. Faça os desenhos (caretas) com o glacê real em cores contrastantes
Para a aranha:
- 1 lata de brigadeiro pronto

- 10 colheres (sopa) de biscoito doce triturado (farinha)
- Pasta americana na cor marrom (tinta com corante alimentício)
- Chocolate preto derretido (para banhar as patinhas e passar no corpo da aranha)
- Chocolate em pó ou pó de café para polvilhar sobre a aranha
Misture o brigadeiro com a farinha de biscoito, com as mãos untadas com manteiga. Faça bolinhas grandes (do tamanho de uma colher de café) para a cabeça da aranha e bolinhas pequenas (do tamanho de uma colher de chá) para o corpo.
Para as patinhas, faça seis rolinhos de pasta americana. Deixe secar.
Banhe no chocolate e “cole” no corpo da aranha com chocolate derretido.
Com um pincel, passe chocolate derretido por todo o corpo da aranha.
Polvilhe chocolate em pó ou pó de café.
Pasta Americana:
-6 colheres de sopa de água
-2 pacotinhos de gelatina em pó sem sabor( 24g)
- 2 colheres de sopa de gordura vegetal hidrogenada
-2 colheres de sopa de glucose de milho( Karo
- 1kg de açucar de confeiteiro.
Dissolva a gelatina na àgua por 5 minutos.
Leve ao fogo em banho-maria e adicione a glucose e a gordura vegetal. Mexa até dissolver bem.
Retire do fogo e aos poucos acrescente o açucar até formar uma massa.
Após ficar pronta espalhe-a na bancada até dar ponto de abrir com um rolo de massa.
Rendimento: 22 aranhas
Para os túmulos:
- 7 colheres (sopa) de leite condensado
- 7 colheres (sopa) de biscoito doce triturado (farofa)
- 7 colheres de chocolate branco derretido
- 7 metades de nozes trituradas no pano
Misture bem todos os ingredientes até formar uma massa.
Unte com manteiga um saco plástico transparente aberto. Espalhe a massa numa parte do saco e com a outra cubra.
Abra a massa com um rolo na espessura de 0,5 cm.
Faça um molde do túmulo numa cartolina ou papel.
Outra sugestão: Ao invés do processo de banhar as bolachas no chocolate derretido, use bolachas recheadas e /ou cobertas de chocolate. Assim, fica mais fácil e os alunos podem ajudar a fazer.
Mão Cortada:
É preciso:
1 luva de borracha limpa, daquelas de plástico transparente;
Gelatina de morango (ou qualquer outra que tenha cor vermelha);
1 tesoura pequena.
Como fazer:
1 – Prepare uma gelatina de morango utilizando apenas ¾ da água que se indica nas instruções de preparação.
2 – Assim que a gelatina tiver arrefecido, despeja-a dentro da luva de plástico e coloca-a dentro do congelador.
Tome cuidado para não deixar a mão achatada contra qualquer coisa que já esteja no frio, porque se isso acontecer, perdes o impacto artístico.
3 – Quando a gelatina estiver solidificada, corta a luva à volta com uma tesoura pequena.Deixa a tua obra de arte no freezer até à hora de servir!
Ponche Vermelho Halloween
tempo de preparo: 20 minutos
serve: 10 porções
DESCRIÇÃO DA RECEITA
Bebida, sem álcool, para as festinhas de Halloween ou não. Interessante para as crianças, você pode variar as frutas partidas que enfeitam o ponche, com uva, maçã e outras!! As crianças vão adorar !!!
INGREDIENTES
1 xícara de chá de + 1/2 suco de morango concentrado (360 ml)
4 xícaras de chá de soda limonada (960 ml)
4 xícaras de chá de água filtrada (960 ml)
1 xícara de chá de suco de uva concentrado (240 ml)
frutas (morangos, cerejas, framboesas,uvas, bolinhas de melancia e melão, abacaxi, etc) a gosto
açúcar a gosto
gelo a gosto
PASSO A PASSO
Coloque os sucos, a água, a soda numa jarra, misture, cubra com filme plástico e leve à geladeira. Na hora de servir, junte as frutas e, se quiser, acrescente áçucar. Acrescente gêlo. Sirva

Apresentarei o passo a passo
assim que conseguir os moldes.Aguardem!

Teste Halloween
1-Que povo inventou essa festa?
Os aborígines australianos, que passaram o costume para europeus que ocuparam a região no final do século 18.
Os celtas, que viveram entre os anos 2000 e 100 antes de Cristo, nas ilhas onde hoje é a Grã-Bretanha.
Os vikings, que habitavam as terras do norte da Europa, há mais de mil anos.
2-Por que são usadas abóboras de enfeite na festa?
Elas eram um vegetal sagrado para os povos europeus.
Os celtas faziam, dentro de nabos e beterrabas, lanternas com brasas de uma fogueira sagrada. Nos EUA, descendentes desse povo passou a fazê-las em abóboras.
As pessoas achavam que tomar um copo de chá de abóbora fazia bem à saúde.
3-Como os celtas comemoravam o Dia das Bruxas?
Apagavam as fogueiras em casa, usavam fantasias e gritavam para espantar fantasmas.
Faziam uma ceia, parecida com a de Natal.
Acendiam velas coloridas e deixavam as ruas iluminadas.
4-No Halloween, as crianças costumam:
Sair dançando com roupas de fantasma.
Dormir mais cedo. Bater na porta dos vizinhos pedindo doces.
5-O que significa a palavra halloween?
Festa da bruxaria, na língua dos celtas.
Em alemão, é o mesmo que Olá, monstros.
Vem do inglês all hallow is eve, que significa noite de todos os santos.
6-Que tipo de fantasia se usa nessa data?
Roupa de super-herói.
De vampiro, fantasma e bruxo.
De índio e pirata.
7-Quem você convidaria para sua festa das bruxas?
Kim Possible, Buzz Lightyear e Timão.
Harry Potter, Rony e Hermione.
Pato Donald e seus sobrinhos
8-Como a lanterna de abóbora é conhecida nos Estados Unidos?
Jack Light
Uncle Sam
Jack O´Lantern
9-Como é a decoração de Halloween?
Cheia de dinos e esqueletos de bichos.
Com abóboras, figuras de fantasmas, vampiros, bichos nojentos e monstros.
Com cartazes de palhaços e heróis.
10-Que delícias fazem mais sucesso no Halloween?
Macarrão e pizza.
Doces, salgados e bolos.
Comidas com cara de monstros e bebidas melequentas.


Haloween Tupiniquim
Teatro : adaptação krika
Autor: Waldyr Argento Jr.


Cenário: Pessoas fantasiadas para festa americana.
Decoração de festa( feitas pelos alunos),música.
Participantes:
1 narrador
3 convidados fantasiados com características americanas
1 Saci
1 Cuca
Outros figurantes dançando...
Narrador: Halloween Tupiniquim, autor: Waldyr Argento Junior.
- Parecia uma festa normal, a não ser, é claro, pelas fantasias oriundas do império americano. Entra ano e sai ano e nós brasileiros nos rendemos mais à cultura do capitalismo selvagem.
O povo todo vestido de bruxa, de caveira, fantasia de abóbora era uma perfeita festa de halloween... Exceto é claro pelo país, tupiniquim! Todos, todos sem exceção se divertiam, afinal era uma festa, né? E festa é conosco mesmo!!! Já viste povo mais animado que o nosso? Eu não!!!
Entra o Saci: ( caracterizado)
- Eta festa boa essa molecada!!! Quanta animação pessoal!!! Posso saber o que vocês estão comemorando???
Convidado 1:
- Que fantasia maneira, neguinho!!! Cadê a sua outra perna... – E riu do moleque, pensando se tratar de um truque de imagem, de espelhos... Ah, sei lá!!!
Saci:
Saci dá uma gargalhada sorriu dando uma baforada no seu cachimbo - Uai, isso é festa das boas, mas não consigo entender de quê? E quanto a truques... Eu sou mesmo assim!!! Se falta a outra perna, sobra coragem!!!
Convidado2:
- Amigos... Bonita essa brincadeira, né??? Mas alguém pode me informar o quê está acontecendo?
Convidado 3:
- Sabemos não, amigo!!! Acho que deve ser coisa do pai de vocês!!!
Saci:
- Que pai doces, o quê!!! Eu vi essa animação toda e resolvi participar!!! Afinal, uma festa cheia de indivíduos estranhos como eu e de bruxas!!! Que festa é essa??? – indagou o pretinho.
Convidado 1:
- È Halloween!!!
Saci:
- O quê? É Haroldo ruim, é? Bem que me disseram que o menino não era flor que se cheire!!! Esse tal de Haroldo, hein?
Convidado 2:
- Ô seu neguinho manco!!! Vai embora, vai!!! Não vê que Halloween é a festa das bruxas??? E o Haroldo é o filho do dono dessa mansão e que financiou essa festinha!!!
Saci:
- Das bruxas??? Interessante, né? Se é festa das bruxas por que não convidaram a Cuca?
Convidado 3:
- Quê Cuca o quê, moleque!!! Tu tá é lelé da cuca!!!
Saci:
- A Cuca, oras!!! A bruxa mais conhecida do Brasil!!! Acho que ela vai ficar sentida com essa falta de consideração!!!
Entra a Cuca:
- Saci??? Tu me chamaste moleque???
Saci:
- Aiiiii!!! Não falei!!! Mexeram com a dita cuja!!! Agora ocês que agüentem a sua fúria!!!
Convidados todos
Olham com desconfiança para os 2.
(Comentam entre elesJ( coxixos)
Convidado 1:
- Cadê a outra perna dele?
Convidado 2:
- Ele some num piscar de olhos e volta, que bicho é esse?
Convidado 3:
- Sei lá gente! Vamos dar o fora daqui
( Convidados todos olhando a Cuca com medo:
Cuca: Fazendo cara feia... virando a calda...
Os convidados americanos saem correndo.) figurantes tb
SaciL (Rindo)
- Viu amiga, o que dá mexer com nós??? Saíram todos correndo pras suas casinhas, né???
Cuca:
- Isso aí, Saci amigo!!!
Saci:
- É, Cuca!!! E óia que eles nem conheceram o Curumim, o Boitatá e nem a Mula sem cabeça!!!
Cuca:
- É, eta povinho fraco esse, né???


Fonte de Pesquisa:
http://www.fashionbubbles.com/tag/historia-do-halloween/ htpp:/tudogostoso.uol.com.br
http://ilove.terra.com.br/lili/palavrasesentimentos/halloween_historia.asp
http://pedagogiadoafeto.blogspot.com/
http://receitaculo.com/receita/imprimir/6826/


Link para essa postagem


4 comentários:

  1. sempre passo pesquisa sobre halloween nas escolas, eles adoram!

    tem um selinho pra vc lá no blog!

    bjs

    ResponderExcluir
  2. olá bom dia. vim dizer que li seus escritos e gostei muito. a de se tirar muitos proveitos de suas informaçoes sob' tal assuto. bjs
    deixarei o meu MSN caso queira entrar em contato comiguh. me chamo Iratioane annyibf@hotmail.com
    será um prazer tela(0) em meus contatos.

    ResponderExcluir
  3. Iratioane,Obrigada por prestigiar minha postagem. Apareça mais vezes

    ResponderExcluir
  4. Matéria super interessante e fácil de recontar! Parabéns.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios