BlogBlogs.Com.Br

CATIVA-ME

Glitter Photos

ESCREVAM-ME!

PROFESSORAS VISITANTES
FICO HONRADA COM O SUCESSO DO LINGUAGEM.
E GRAÇAS A VOCÊS!
SERIA MUITO BOM RECEBER PALAVRINHAS...
QUEM SABE SUGESTÕES,DEPOIMENTOS,ETC.
EMAIL ABAIXO:

Colaboração e Direitos

Colaboração e Direitos Autorais
Olá amiga(o) ,
Fui professora dos projetos "Estímulo À Leitura",
"Tempo Integral" e a favor da leitura lúdica,
afinal, quer momento mais marcante que a fantasia da vida?
Portanto, será um prazer receber sua visita em mais um blog destinado a educação.
Nele pretendo postar comentários e apreciações de materiais didáticos de Língua Portuguesa, além de outros assuntos pertinentes, experiências em sala de aula, enfocando a interdisciplinaridade e tudo que for de bom para nossos alunos.
Se você leu, experimentou, constatou a praticidade de algum material e deseja compartilhar comigo,
esteja à vontade para entrar em contato.
Terei satisfação em divulgar juntamente com seu blog, ou se você não tiver um, este espaço estará disponível dentro de seu contexto.
Naturalmente, assim estaremos contribuindo com as(os) colegas que vêm em busca de sugestões práticas.
Estarei atenta quanto aos direitos autorais e se por ventura falhar em algo, por favor me avise para que eu repare os devidos créditos.
Caso queira levar alguma publicação para seu blog, não se
esqueça de citar o "Linguagem" como fonte.
Você, blogueira sabe tanto quanto eu, que é uma satisfação ver o "nosso cantinho" sendo útil e nada mais marcante que
receber um elogio...
Venha conferir,
seja bem-vinda(o)
e que Deus nos abençoe.
Krika.
30/06/2009

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil

LINGUAGEM FOI SELECIONADO EM JANEIRO/2011.
OBRIGADA!

Daisypath Anniversary tickers

Daisypath Anniversary tickers

Linguagem social...

Glitter Photos

Comemoração

Glitter Photos
JUNHO 2017
8 ANOS DE LITERATURA INFANTIL

segunda-feira, agosto 15, 2011

Causos do interior> Malasartes> 15/08/11


"Causos" do interior

Autor: Robson A. Santos

Além dos famosos Saci-Pererê, Iara e Boitatá, outro personagem se destaca no folclore brasileiro: o caipira Pedro Malasartes
Objetivos:
★ Resgatar um personagem tradicional da cultura brasileira
★ Fazer com que as crianças percebam a astúcia do personagem e a ironia da história
★ Estimular a criatividade e a oralidade das crianças

Pedro Malasartes, Malazartes, ou das Malasartes é um personagem tradicional da cultura ibérica e brasileira, que representa a figura de um caipiria esperto, astuto e cínico, que sempre se dá bem nas situações mais inusitadas.
No Brasil, o personagem foi representando no cinema em 1960, em As Aventuras de Pedro Malasartes, com Mazzaropi no papel principal.
 Resgate essa figura do nosso folclore trabalhando o conto a seguir com os alunos e, depois, pedindo que eles mesmos recontem a história.
Outros quinhentos
Adaptação de Robson A. Santos
Que Pedro Malasartes apronta das suas todo mundo sabe!
O que pouca gente sabe é que Malasartes não perdoa nem padres ou coronéis.
É um cabra valente que, com sua esperteza costuma dar o bote em qualquer pessoa que ele cisme ou que goste de se fazer valer pelo seu poder.
Pois bem, dito isso começo a história de como o nosso amigo conseguiu aprontar mais uma das suas!

Certa vez, Pedro Malasartes passeava por uma cidadezinha quando ficou sabendo que o padre de lá não era muito querido pelas pessoas, pois era um homem arrogante que se mantinha assim graças às manhas que o coronel Firmino lhe dava, mandando e desmandando dentro da igreja e da cidade.
Quando soube disso, Malasartes já bolou um plano para desmoralizar os dois.
Começou a andar de um lado para o outro da cidade dizendo para todo mundo que estava ali para deixar quinhentos cruzeiros (pois é, essa história ainda é do tempo do cruzeiro) com o padre, lá na igreja, para que ele guardasse bem guardadinho.
Dizia ainda que iria fazer uma viagem e tinha medo que lhe roubassem o dinheiro e, por isso, só confi ava no padre para guardar seu tesouro.
 Disse isso de norte a sul e de leste a oeste da cidade e sumiu, caiu no mundo.
Por uns três meses ninguém mais ouviu falar ou viu Pedro Malasartes por ali.
Devia estar aprontando das suas em outras paragens.
Mas não é que, passados três meses, Malasartes voltou àquela cidade e disse a todo mundo que no domingo, bem na hora da missa, iria à igreja para resgatar os quinhentos cruzeiros que havia deixado com o padre?
E no domingo, a igreja da cidade estava lotada na hora da missa, com muitas pessoas que queriam ver como Malasartes ia conseguir recuperar o dinheiro que estava com o padre.
O padre começou a missa normalmente e na hora de passar a cesta pedindo donativos, Malasartes se levantou e disse:
- Bom dia seu padre! Como tem passado?
- Muito bem, graças ao senhor Deus. - Respondeu o padre espantado.
- Vim aqui para buscar meus quinhentos cruzeiros que deixei com o senhor guardado no cofre da sacristia. O padre quase caiu de susto. Abriu a boca, espantado, e disse a Malasartes:
- Não sei do que você está falando, meu filho. Nunca te vi por aqui e muito menos os seus quinhentos cruzeiros.
- O que é isso, seu padre, todo mundo aqui sabe que eu deixei quinhentos cruzeiros com o senhor há três meses. Não faça isso comigo, um pobre que nem tem onde cair morto.
- Você está me confundindo com outra pessoa. Nunca te vi e você não me deu quinhentos cruzeiros nenhum.
O padre foi ficando vermelho, e Malasartes continuava insistindo que queria o dinheiro de volta.
O povo todo começou a comentar que o padre estava escondendo o dinheiro do moço, que aquilo era errado, ainda mais vindo de um homem santo.
Os mais fofoqueiros estavam se divertindo, pois não gostavam do padre devido à sua amizade com o coronel Firmino, o homem mais sovina daquelas paragens.
O burburinho foi aumentando, e o padre cada vez mais perdido até que, com dó do padre, o coronel Firmino que também estava ali se levantou e disse:
- Me escutem! Parem de acusar o padre, pois este homem está enganado.
Todos olharam para o coronel, para o padre e principalmente para Pedro Malsartes que, sem se fazer de rogado, virou para o coronel e perguntou:
- Não entendi o que o senhor quis dizer. Bufando de raiva pela afronta de Malasartes, o coronel respondeu, tentando ajudar o padre:
- Você não deixou quinhentos cruzeiros com o padre, deixou foi comigo!
Pedro deu uma risada e rapidinho respondeu:
- Esses são outros quinhentos, depois não venha negar que está com o meu dinheiro também.


Materiais:
★ 6 tampas brancas de garrafa PET
★ 20 tampas pretas de garrafa PET
★ Prego e alicate para furar as tampas
★ Recipiente de xampu vazio
★ Olhos móveis
★ Chapéu de palha pintado de branco
★ Bola de isopor pintada de marrom
★ Hidrocor preta e vermelha
★ Fio de náilon ou silicone
★ Palha de aço
★ Pedaço de arame

1. Fure as tampas com o prego e alicate. Fure também as extremidades do xampu, em cima e embaixo, dos dois lados.
2. Com ajuda do arame, passe o fio de náilon pelo recipiente do xampu.
3. Passe as tampas pelo fio de náilon e dê um nó ao final.
4. Decore a roupa com hidrocor preta.
5. Cole mais duas tampinhas para fazer o pescoço e a bola de isopor sobre elas. Decore o rosto do boneco com palha de aço para fazer o cabelo e a barba. Faça a boca com caneta hidrocor, cole os olhos móveis e o chapéu.
Dica esperta!
No endereço http://migre.me/4Iojy , você encontra outros contos de Pedro Malasartes.

Fonte:

http://revistaguiainfantil.uol.com.br/professores-atividades/101/artigo224952-2.asp



Link para essa postagem


Um comentário:

Deixe seu comentário e retornarei assim que for possível.
Obrigada pela visita e volte mais vezes!
Linguagem não se responsabilliza por ANÔNIMOS que aqui deixam suas mensagens com links duvidosos. Verifiquem a procedência do comentário!
Nosso idioma oficial é a LINGUA PORTUGUESA, atenção aos truques de virus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mais sugestões...

2leep.com
 
©2007 Elke di Barros Por Templates e Acessorios